Matérias Mais Lidas

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemDaniel Cavanagh, do Anathema, sobrevive a tentativa de suicídio

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemMalmsteen ameaça cancelar show por que vocalista Jeff Scott Soto estava no local

imagemO comportamento de Kirk Hammett que facilitou o trabalho de seu professor Joe Satriani

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemMascote do Iron Maiden pode aquecer sua casa nesse inverno


Resenha - Gamma Ray (Master Hall, Curitiba, 16/11/2005)

Por Clóvis Roman
Em 11/12/05

Pela terceira vez o Gamma Ray se apresentou em Curitiba, e novamente o público não foi lá aquelas coisas. Se em 1997 havia meia duzia de gatos pingados, e em 2003 os alemães encheram o Moinho, desta vez não mais que 500 pagantes presenciaram o show. A apresentação em si foi bem superior a da última vez, mas mesmo assim faltou alguma coisa.

Originalmente publicado no site www.order-news.cjb.net

E para piorar, uma fraca banda de abertura. O FireBlade já havia me assustado 4 dias antes (12/11), num festival, onde fizeram um show nada menos que medonho. Mas aqui, no opening-act do Gamma Ray a coisa foi diferente. Foi pior! O quarteto pode até saber tocar seus respectivos instrumentos, mas pelo amor de deus (ou qualquer outra entidade religiosa), eles são ruins! Não pela falta de originalidade, nem pelos solos toscos, e nem pelo baterista apenas correto. Estes fatores são apenas detalhes quando entra o vocal. O cara tem uma das vozes mais pavorosas que já tive oportunidade de ouvir. E além de forçar demais, tem uma presença de palco bizarra. As covers de Iron Maiden ficaram medianas, já "Crazy Train" e "Bark At The Moon" ficaram ainda piores! Isto foi outra coisa lamentável do FireBlade: Tocar 4 covers num setlist de no máximo 9 é ridículo. Desperdiçar uma oportunidade destas de mostrar seu trabalho, tocando apenas covers clichês, é muito amadorismo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aproximadamente 22h40, o quarteto sobe ao palco ao som de "Welcome", introdução do primeiro disco, Heading For Tomorrow. E assim como no Alive'95, abrem o show com "Land Of The Free", e em seguida, outro clássico do debut, "Heaven Can Wait". Devido ao empurra-empurra na grade, a imprensa sai da frente do palco e se dispersa pelo Curitiba Master Hall, que estava bem vazio. Tinha menos gente ainda que no Stratovarius.

Em seguida, três canções novas, "My Temple", "Fight" e "Blood Religion" - a primeira com sua ridícula citação à "Sabbath Bloody Sabbath", as outras duas com melodias interessantes, mas nada muito atrativo. De qualquer modo, funcionaram bem ao vivo. Nestas horas, melhor ir para o bar beber umas cervejas com os amigos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não há comparação entre as músicas mais recentes e o material mais antigo. A banda era inovadora e engraçada, hoje, são um pastiche de si mesmos. E às vezes parecem burocráticos demais na execução, apesar de Kai Hansen ser um excelente frontman.

Com uma latinha custando apenas R$ 2,00, várias foram consumidas enquanto o Gamma Ray tocava sons como "Heavy Metal Universe" e a antiga "One With The World". Depois de um solo de bateria (sempre chatos), veio finalmente uma música que fez os fãs agitarem: "Beyond The Black Hole", do master-piece Somewhere Out In Space. "New World Order" com seu refrão plagiado de "Hell Bent For Leather" foi outro momento interessante.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mais uma do H.F.T, "The Silence", cantada em uníssono, e excelente, mesmo com a voz de pato rouco de Hansen (para quem não sabe, a versão original foi gravada por Ralph Scheephers, hoje no Primal Fear). A mais que clássica "Rebellion In Dreamland" encerrou a primeira parte do show.

Na volta para o encore, a legalzinha "Valley Of The Kings", e fabulosa "Somewhere Out In Space", onde no meio da musica rolou uma interação com o público. Mais um intervalo, e vêm o fim definitivo com "Send Me A Sign". O setlist foi curtíssimo, apenas 14 músicas. Felizmente, não tocaram nada do Helloween (que deixem isto para o próprio Helloween, certo?).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois de tudo, o pessoal da imprensa e integrantes do fã clube oficial da banda tiveram acesso ao camarim, onde os integrantes do Gamma Ray autografaram e tiraram fotos com todos.

Agradecimentos: Érika, da ShowMaster; aos amigos de imprensa; ao pessoal do Fã clube oficial do Gamma Ray; aos caras que me pagaram uma cerveja; ao Emerson pela bebedeira; a Ana por sua agradável companhia; o mesmo aos meus amigos Caio, Antonio e Jhonys (e pela carona também); Augusto, pela máquina; aos conhecidos encontrados e claro, Kai Hansen, Dirk, Henjo e Dan, pelo carisma atenção e humildade. Grato!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemResenha - 30 Years Live Anniversary - Gamma Ray

imagemKai Hansen critica vacinação obrigatória em post de candidata de extrema-direita

imagemWacken: TV alemã posta retrospectiva da edição de 2006 do festival com muitos shows


Para entender: o que é power metal?