Resenha - Cannibal Corpse (Hangar 110, São Paulo, 13/05/2000)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Fernanda Zorzetto
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Depois do show de sexta (dia 12 de maio), tendo como bandas de abertura Sacrifice e Abominattion, o Cannibal Corpse faz sua segunda apresentação no sábado (dia 13). A banda veio ao Brasil, depois de finalizar sua tour européia de divulgação do álbum "Bloodthirst" e depois voltou à Europa para participar de vários festivais que acontecerão nos próximos meses.
541 acessosCannibal Corpse: e se Yoko Ono fosse a vocalista?5000 acessosIron Maiden: como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

Logo às 8 horas da noite os fãs já chegavam à porta do Hangar 110, no Bom Retiro. Sem demora, a casa abre às 8:30 e a pequena fila rapidamente começa a andar. Vários fãs de outros estados e cidades compareceram, inclusive o pessoal do sul estava lá em peso.

Pouco tempo depois, lá pelas 9 horas, a casa, que tem capacidade aproximada de umas 400 pessoas (somente em pé) já está lotada. O som do lugar estava bem definido, muito melhor que grandes casas de shows que vimos ultimamente. Apesar da ventilação zero, é um espaço que tem se revelado bem adequado para shows de público um pouco menor, como o do Cannibal.

As bandas de abertura foram diferentes das de sexta. A primeira dessa noite sobe ao palco para tocar pouco mais de meia hora, mas nem por isso deixou a desejar. Conseguiu agitar a galera o tempo todo, já preparando o clima. Rolou até um cover do canadense Exciter, e não é preciso nem dizer que foi muito bem-vindo.

A segunda e última banda de abertura, o Subtera, tocou cerca de 45 minutos e agitou um pouco menos o público, que já pedia insistentemente com um coro pelo Cannibal. As bandas de abertura, com certeza, estão de parabéns por segurar a barra de abrir pra umas das bandas de death mais respeitadas e uma das poucas "das antigas" que ainda vivem. Não é tarefa fácil!
O Cannibal Corpse sobe ao palco perto das 10:45 e toca até 12:50, agitando a galera sem parar e mostrando também um carisma enorme antes, durante e depois do show.

O destaque da noite fica justamente com o carisma da banda, principalmente do vocal George Fisher, que depois do show ainda saiu do Hangar para dar autógrafos e agradecer aos fãs que estavam ali.

Agora é esperar as novidades da banda, que está produzindo um álbum ao vivo e que será lançado junto com um vídeo, em setembro. O título será "Live Cannibalism".
Se você quiser saber mais sobre esse álbum, a tour ou a própria banda, acesse o site oficial http:/www.cannibalcorpse.net/.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

541 acessosCannibal Corpse: e se Yoko Ono fosse a vocalista?789 acessosSix Feet Under: guitarrista Jack Owen se junta à banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Cannibal Corpse"

World of WarcarftWorld of Warcarft
Vocalista do Cannibal Corpse é fã do jogo

Cannibal CorpseCannibal Corpse
Alex Webster gosta de "tocar uma" no ônibus

Death MetalDeath Metal
As 10 melhores (ou piores?) capas do estilo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Cannibal Corpse"

Iron MaidenIron Maiden
Como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

SatanismoSatanismo
O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?

Musos do Rock e Heavy MetalMusos do Rock e Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!

5000 acessosHeavy Metal: as trinta maiores bandas de países diferentes5000 acessosMetallica: Ulrich comenta sobre seu maior erro5000 acessosMetallica: "Tocar para 80.000 fãs no Brasil é inimaginável"5000 acessosKiss & Homem-Aranha: megaprojeto cinematográfico da Marvel Comics5000 acessosBlack Sabbath: os 10 momentos memoráveis de Tony Iommi5000 acessosSelena Gomez: e se os fãs de pop ouvissem metal?

Sobre Fernanda Zorzetto

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Fernanda Zorzetto no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online