Resenha - Gangrena Gasosa (Choupanna, Barra Mansa - RJ, 08/04/2000)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Toral
Enviar Correções  

A banda carioca, Gangrena Gasosa, lançou seu segundo CD: Smells Like a Tenda Spirita. Para sua promoção, está viajando por várias cidades do Brasil. Em uma destas viagens, foi possível presenciar a capacidade da banda, que tem evoluído sem parar, porém, continua com a mesma temática: a macumba.

Rolling Stone: Os 500 melhores álbuns da história em lista da revista

Pantera: "odiei gravar Cowboys From Hell", diz Phil Anselmo

Diversão pura, mas é importante dizer que a banda tem uma puta musicalidade para o estilo que toca: um hard core com pitadas thrash, com muito tambor. Vimos de tudo, ou seja, Chorão, o vocalista, vestido com uma fantasia bem típica dos terreiros de macumba, no início do show. Impressionante é o poderio de fogo da banda, que é coesa e madura; sabe conduzir o show e o público de maneira eficaz. Terreiro do Desmanche, Hard Core DFC, Bloodline Chupacabra (muito cantada pela galera), Timbalada de Caveira etc., foram momentos louváveis da banda, no show. Mas, sem dúvidas, a versão para Beber até Morrer do Ratos de Porão, adaptada para Benzer até Morrer, na versão do Gangrena Gasosa, foi o ponto de fervura da noite.

Enfim, se por acaso o terreiro do Gangrena se instalar em sua cidade, vá! Um puta show, de garante três coisa: porradaria sonora, diversão e toscaria explícita- como eles mesmos se denominam.


adWhipDin adWhipDin