Matérias Mais Lidas

Kiss: SBT libera vídeo oficial e completo da banda no Programa Livre em 1994Kiss
SBT libera vídeo oficial e completo da banda no Programa Livre em 1994

Motörhead: Mikkey Dee relembra o último (e triste) encontro com LemmyMotörhead
Mikkey Dee relembra o último (e triste) encontro com Lemmy

Noruega: 15 grandes bandas formadas no país do black metalNoruega
15 grandes bandas formadas no país do black metal

Loudwire: A melhor música de metal por ano desde 1970Loudwire
A melhor música de metal por ano desde 1970

Capas de Discos: A beleza da arte blasfemaCapas de Discos
A beleza da arte blasfema

Noisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metalNoisecreep
Os 10 clipes mais assustadores do heavy metal

Suécia: 15 grandes bandas de rock surgidas no país escandinavoSuécia
15 grandes bandas de rock surgidas no país escandinavo

Simone Simons: a nudez na capa de Divine ConspiracySimone Simons
A nudez na capa de Divine Conspiracy

Metal Raiz: 26 músicas com pelo menos três segundos de introdução no baixoMetal Raiz
26 músicas com pelo menos três segundos de introdução no baixo

Resenha - Battle at Garden's Gate - Greta Van Fleet
Resenha - Battle at Garden's Gate - Greta Van Fleet

Guns N' Roses: cantora de apoio revela como era fazer turnê com a banda nos anos 90Guns N' Roses
Cantora de apoio revela como era fazer turnê com a banda nos anos 90

Dire Straits: Luiz Caldas faz ótima versão acústica para Sultans of Swing e viralizaDire Straits
Luiz Caldas faz ótima versão acústica para "Sultans of Swing" e viraliza

João Gordo: divulgando panfleto do que seria, segundo ele, o 1° show punk do BrasilJoão Gordo
Divulgando panfleto do que seria, segundo ele, o 1° show punk do Brasil

Suécia: 25 grandes bandas de metal que surgiram no país escandinavoSuécia
25 grandes bandas de metal que surgiram no país escandinavo

Bob Dylan: Quem são os seus 20 maiores heróis na música?Bob Dylan
Quem são os seus 20 maiores heróis na música?


Firewing
Stamp

Resenha - Pato Fu (Bar Opinião, Porto Alegre, 17/11/1999)

Por André Pase
Em 17/11/99

Nota: 9

O Pato Fu voltou a Porto Alegre para uma temprada de dois shows no Bar Opinião, tradicional casa de shows. Duas datas foram marcadas, 17 e 18 de novembro. O show do dia 17 começou com atraso, pois os dois clubes de futebol da cidade, Grêmio e Inter, estavam jogando. Perto da meia-noite, ao som de um tema jazz, entra no palco o baterista Xande.

Termina a música e o restante aparece, para alegria do público que aguardou até tarde. O show apresentou as principais músicas da carreira da banda. A banda conta com muitos hits, frutos de clips e rádios, que foram entoados pelo público. As principais músicas foram Isopor, O Filho Predileto do Rajneesh, Depois (Quando penso em nós dois/Deixo tudo pra depois/Quando penso em nós três/Fica pra outra vez - junto de uma troca de olhares entre Fernanda e John ;), Qualquer Bobagem, Eu Sei, Sobre o Tempo e Canção para Você Viver Mais. Mas é preciso mencionar Ring My Bell e Capetão 66.6 FM. Antes de Ring My Bell, Fernanda (lá pela metade do show, já literalmente mandando na platéia) brinca dizendo que a banda foi ameaçada - para poder continuar lançando discos precisaria colocar duas dançarinas no palco. Ela disse que não teria dançarinas, mas que faria uma dança. E o velho martelinho, dos tempos do Rotomusic de Liquidificapum aparece. Tal qual um Chapolin Colorado (pequeno, feliz e não menos divertido), Fernanda fez o público caminhar de um lado para outro entoando Ring My Bell.

Mas o Pato Fu não poderia sair sem brincar de Capetão 66.6 FM, com a alteração da voz de Fernanda - igual ao Max Cavalera, inclusive cantando Ratamahatta "vamos detonar essa porra!". Armada de uma guitarra Flying V e com uma demoníaca cara vermelha (fruto das luzes), "evil"Fernanda foi divertida.

Falando em luzes, o palco era relativamente simples. No maior clima isopor, a banda estava vestida toda de branco, chegando a parecer uma equipe médica. Em cada lado do palco, dois tubos gigantes com ventiladores, fazendo centenas de bolinhas de isopor girarem no ritmo das canções - parecia que era água dentro.

A banda estava perfeita, pareciam crianças se divertindo, brincando com seus amigos. Se Fernanda concentra as atenções - não fica só na voz e manda ver na guitarra - John é seu contraponto. Um legítimo mineiro, quieto e faceiro no canto do palco. Apesar da voz rouca, em Pinga ele comandou os pinguços. E não dá para deixar de comentar a decoraçao da sua guitarra, com um Yakko Warner e a turma de South Park - o tradicional bom humor do Pato Fu, uai ! No baixo, Ricardo Koctus se divertia, ficava tocando e cantarolando. Quando o casal FeJão (nickname de Fernanda e John) deu uma paradinha, ele fez o público cantar A Mais Pedida, dos Raimundos. Um mestre de cerimônias. Fechando o time, Xande foi um motor na bateria, conduzindo a banda a um grande show, mostrando que apesar de alguns samplers, o Pato Fu é uma banda completa - honesta, sincera e com conteúdo lírico e musical.

As influências de Pizzicato Five estão mais do que presentes, principalmente na hora de Made In Japan. Porém o Pato Fu é mineiro, brasileiro. Se a juventude dos anos 80 teve em Renato Russo seu poeta, a década termina consagrando Fernanda Takai. Ela (e a banda) tem o dom de saber falar sério com o público (Antes que seja Tarde, Canção para você viver Mais) e ao mesmo tempo brincar, seja na divertida Capetão 66.6 FM ou na quase séria Depois. O som ao vivo está diferente do estúdio, mais pesado - certas horas lembrando levemente um show de metal, excelente - e bem excecutado. Esta turnê não pode acabar sem um disco ao vivo.

Talvez seja esta a única barreira que a banda ainda precisa quebrar para gravar o nome dentro do RockPop do país. Tem trajetória, começou no underground mineiro e passou pelas mãos de Dudu Marote, e talento. Sobre os planos para o futuro, Fernanda não deu muitos detalhes. Lembrou que apresa de toda festa pelo ano 2000, será apenas mais um ano, com mais trabalhos, mais alegrias e mais tristezas - "pés no chão" total, ciente de que apesar do sucesso o Pato Fu ainda tem estrada a seguir. Um fato curioso é a liderança de Minas Gerais no atual rock brasileiro. "Mineirizando" o Sepultura e juntando com Skank e JQuest, o Pato Fu conduz a turma do pão de queijo. Ela lembra que isso tem prós e contras, "porque todo mundo faz coisas distintas e ninguém se ajuda como na Bahia (imitando um trio elétrico). A gente se encontra na Estrada". Para consolo dos gaúchos, ela lembrou que Nunca Diga, dos gaúchos da Graforréia Xilarmônica, vai voltar ao repertório da banda. Talvez este seja o único defeito da noite, a ausência da Melôs da Unimed e Nunca Diga.

Se o BRock (e o mundo pop também) parecia fechar o milênio lamentando a perda de Chico Science, agora tem uma nova tarefa - manter vivo o espírito do Pato Fu, bem-humorado e responsável. Nas palavras de Fernanda, "O ano 2000 vai trazer muitas surpresas, mas a galera tem que continuar trabalhando senão vai por água abaixo..."

PS) é preciso registrar o apoio de duas grandes pessoas, Sady e João Vicente, do Nenhum de Nós, que tornaram possível o encontro Whiplash/Pato Fu. Thanks!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

💬 Ler e postar comentários


Pentral
Arte Musical
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Inesquecíveis: 20 músicas que marcaram o rock brasileiro nos anos 1990Inesquecíveis
20 músicas que marcaram o rock brasileiro nos anos 1990


Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Out: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revistaOut
Os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista


Sobre André Pase

Colaborador sem descrição cadastrada.

Mais matérias de André Pase no Whiplash.Net.