Rock'n'roll Ltda: rockeiro agora é funcionário?!!!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Claudinei José de Oliveira, Fonte: rollandorocha.blogspot
Enviar correções  |  Ver Acessos

O advento da internet e, consequentemente, das redes sociais agilizou a troca de informações e democratizou o conhecimento. Para quem quer conhecer a informação. Mas possibilitou cada internauta ser o centro do seu universo. Assim, a foto do prato de comida de um ilustre desconhecido se torna tão relevante quanto a evidência de um buraco negro captada pelo Hubble, ou a transição para a democracia numa nação com governo despótico. E ai daqueles que discordarem: num mar de informações, a diferença de opinião faz vir à tona o que, na verdade, impera no mundo cibernético: a ignorância.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nesse mundo bizarro onde as informações mais procuradas são fofocas e os "debates" têm a profundidade de um bando de Marias Lavadeiras desocupadas no "murão" da web, criando calo nos cotovelos e cuidando da vida alheia, a mais nova onda é a molecada que está começando a montar uma banda de rock se referir à mesma como uma empresa. Tipo: "eu, Fulano de Tal, funcionário da empresa (nome da banda)". A pergunta que não cala diante do insólito da situação é: Que porra é essa?!!!

Tudo bem. Sabemos que, ao longo se sua história, o rock está profundamente vinculado à indústria do entretenimento ou, se preferirem, indústria cultural. Portanto, fatalmente, ao se viabilizar, uma banda acaba se tornando uma espécie de empresa, mas confundir causa com efeito é dose!

Se analisarmos, 90% dos roqueiros que produziram uma obra relevante para a história do rock eram tudo, menos funcionários que picavam, rotineiramente, seu cartão de ponto. Ao contrário, eram desajustados, párias que canalizavam a frustração da inadequação às normas e regras sociais para a música que faziam. Só nesse sentido o rock pode ser levado a sério. Senão, é medíocre.

Quando não há um incômodo, uma frustração, uma mágoa ou uma revolta a ser expurgada, sobra somente o lado burocrático da coisa e, aí, começa a haver confusão: música pesada se torna música feita com guitarra distorcida; guitarrista bom é aquele capaz de digitar um trilhão de notas por compasso e o rock, enquanto arte, passa a ter a profundidade de uma poça d'água suja na calçada. Não é à toa que tem moleque achando que o Heavy Metal foi inventado por Avenged Sevenfold e cultua umas bandas que tentam fazer música clássica com guitarra, baixo e bateria.

Música clássica pode ser sinônimo de consenso social e, se era para ouvi-la era só por os discos dos pais para tocar. Desta forma, os branquelos e os negões norte-americanos, nos anos 1950, se abalaram inutilmente parindo esse tal de rock'n'roll.

"Minha dor é perceber
Que apesar de termos feito
Tudo aquilo que fizemos
Nós ainda somos o mesmos
E vivemos como nossos pais."

Belchior.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Opiniões

Joe Satriani: por que ele não entrou no Deep Purple?Joe Satriani
Por que ele não entrou no Deep Purple?

Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Cradle of Filth
Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?


Sobre Claudinei José de Oliveira

Claudinei José de Oliveira é graduado em História e aproveita o tempo vago para ouvir, ler e escrever rock'n'roll e conversar com seus cachorros. Criou e mantém o blog rollandorocha.blogspot.

Mais matérias de Claudinei José de Oliveira no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor