Malmsteen: nome inspirado em Deus nórdico com pênis gigante

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Rangel e Rebeca Simone, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nascido na Suécia, o lendário guitarrista Yngwie Malmsteen odiou o seu nome, de acordo com a revista Guitar World. "Primeiro eu achei que não era legal, pois parecia que todos os outros homens escandinavos se chamavam Lars," disse Yngwie. Quando ele imigrou para os Estados Unidos em 1983, o guitarrista não estava certo se queria usar o nome. "Mas depois que meu nome começou a ser famoso, eu comecei a gostar dele," diz Malmsteen.

Ghost: e se Yngwie Malmsteen tocasse em "Dance Macabre"?Show de Rock: as diferenças entre os anos 80 e 2010

A sua origem deve ter alguma coisa com isso. O nome deriva de Freyr, o Deus nórdico da fertilidade e do tempo, que também era conhecido como Yng. "No folclore viking, Freyr era uma figura erótica, viril." Malmsteen explica. "Eu lembro de ver uma ilustração dele em algum livro, e ele possuía um pênis gigantesco."



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Yngwie Malmsteen"


Ghost: e se Yngwie Malmsteen tocasse em Dance Macabre?Ghost
E se Yngwie Malmsteen tocasse em "Dance Macabre"?

Generation Axe: o G3 de Steve Vai em um belo disco ao vivo

Guitarristas: os 10 maiores de todos os tempos segundo a TimeGuitarristas
Os 10 maiores de todos os tempos segundo a Time

Rock e Metal: as onze covers mais estranhas da históriaRock e Metal
As onze covers mais estranhas da história


Show de Rock: as diferenças entre os anos 80 e 2010Show de Rock
As diferenças entre os anos 80 e 2010

Poeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer partePoeira
Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte


Sobre Vitor Rangel

Um carioca apaixonado pela boa música que no momento está cursando o 5º período de Publicidade na PUC-Rio. Teve seu primeiro contato com o rock ainda na infância, quando sua irmã colocava os discos de Iron Maiden e Pantera no toca-fitas de sua casa. Nos últimos anos, tem se dedicado inteiramente à música e à guitarra. Sua banda favorita é Metallica e também é fã incondicional de Zakk Wylde, Steve Vai e John Petrucci. Escuta de tudo um pouco, desde Madonna até Sepultura. Espera que um dia o Metallica ainda venha fazer um show no Brasil e não tem vergonha em dizer que chorou no show do Black Sabbath, em 2004, no Ozzfest.

Mais matérias de Vitor Rangel no Whiplash.Net.

Sobre Rebeca Simone

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.