Rob Halford: "sou contra o download ilegal"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Fonte: Classic Rock Revisited
Enviar correções  |  Comentários  | 

Rob Halford foi entrevistado em outubro de 2007 por Jeb Wright, do Classic Rock Revisited, e um dos temas foi a questão do download ilegal, algo que o vocalista do JUDAS PRIEST afirma não ser favorável.

318 acessosIn This Moment: cover de Phil Collins e dueto com Rob Halford5000 acessosAs regras do Black Metal

Classic Rock Revisited: Como se sente em relação à pirataria? Nos velhos tempos eu podia levar minha cópia do "British Steel" para vários amigos gravarem, mas hoje em dia há a possibilidade de centenas de pessoas piratear o disco.

Rob: "Quando surgiu a Internet achei que seria uma maravilha de um lado e uma tragédia de outro. De certa forma foi como quando inventaram os gravadores de fita cassete. Depois surgiram os gravadores de CDR. Daí com a internet todos começaram a se perguntar: 'Oh Deus, o que vamos fazer agora?' Fomos deixados com um dilema e um problema imenso. Isto está custando bilhões às gravadoras e companhias cinematográficas. No fim das contas se transformou em uma questão moral. Se você é um verdadeiro fã da banda vai preferir o material original. Você demonstra sua admiração comprando o CD, o merchandise oficial e indo aos shows. Isto ainda é comum entre os jovens. Todos seus amigos agem assim então eles os seguem".

"Estes dias li algo sobre alguém que foi levado ao tribunal por causa disto. A indústria musical está usando esta pessoa como exemplo do que acontece com quem faz downloads ilegais, mas isto apenas mascara a realidade. Passa-se uma mensagem mas ao fim do dia, se você está no seu computador em casa e vai ao MySpace ou YouTube e vê um clipe acaba pensando 'oh, eu tenho que ter isto'. A escolha é se você está disposto a pagar ou não".

"A tendência é pensar 'Bem, isto é gratuito'. Está errado. Isto de certa forma está muito confuso. Os fãs pensam: 'oh, eles tem milhões de dólares, não precisam de mais dinheiro'. Mas não é esta a questão. Você não pode ir a uma loja de departamentos, pegar o que quer e sair sem pagar por eles terem milhões de dólares. Seria como uma bola de neve, todos se veriam afetados. Sou totalmente contra os downloads ilegais".

Classic Rock Revisited: Ao mesmo tempo, as gravadoras tomaram péssimas decisões. A combinação entre perda de receita por causa dos downloads ilegais e negócios mal administrados fazem com que artistas como você sejam obrigados a se envolver mais com o aspecto comercial de sua carreira?

Rob: "De certa forma hoje todos estamos interligados. Antigamente havia uma separação. As gravadoras estão perdidas e daí Steve Jobs inventa o iTunes, cobrando noventa e nove centavos por um download - que não é nada mal se você pensar em quantas músicas há num disco. Mas não creio que esteja surtindo o efeito desejado. Então o RADIOHEAD solta suas músicas no site e você paga quanto acha que deve. Todos estão criando artimanhas mentais. Não sei o que está acontecendo; todos estamos muito confusos".

"Às vezes gostaria que não tivessem inventado a Internet, toda a confusão e conflito seriam evitados se retornássemos aos dias do LP. Quem sofre com isto são as bandas novas. Eles precisam do amparo de uma gravadora. Precisam dos recursos de uma gravadora, algo como um banco em determinados aspectos. A gravadora paga pela gravação e arruma alguns shows. Mas chegamos ao ponto em que os selos se encontram tão assustados que eles assinam contigo mas querem uma parte da renda de seu merchandise, dos direitos autorais e de seus shows. É um pânico absoluto tal como se as estrelas estivessem despencando do céu".

"Não sei quais serão as conseqüências ou se vamos conseguir solucionar estes problemas. Ouvi dizer que as três maiores gravadoras estão combinando mover um processo contra o iTunes. Tudo está diferente para todos. Penso que todos devem observar seu próprio umbigo e o que está fazendo para transformar as coisas de forma que tudo acabe da melhor forma possível".

Classic Rock Revisited: Metal é sua vida. Você não ultrapassa certas barreiras. Você acha que há um limite até onde o Metal pode ir? Estou me referindo especificamente a algumas bandas de Black Metal. Há algo que para você esteja além destes limites?

Rob: "Em primeiro lugar e o mais importante, acredito piamente na Primeira Emenda, que trata da liberdade de expressão. Mas acho que limites são importantes. Não creio que seja correto dar às pessoas informações que elas terão dificuldades em absorver. Penso que classificações de alguma forma são importantes - principalmente para mentes jovens. Mas não se pode deter isto. É necessário haver momentos onde a sociedade e cultura são chacoalhados. Pode soar ofensivo ou incômodo mas as grandes mudanças vêm daí. Acredito que não exista limites desde que se tenha cuidado e que as pessoas sejam avisadas do quê lhes será mostrado, tal como num filme pornô, onde você sabe de antemão o que será exposto. Enquanto as coisas forem feitas com consciência acredito que tudo seja válido".

Classic Rock Revisited: Ouço algumas das novas bandas de Metal e penso "não sei se gostaria que meus filhos ouvissem isto", o que é irônico pois era a mesma coisa que meus pais faziam.

Rob: (Gargalhando) "Sei o que você está dizendo e acho isto louvável. Se você têm crianças deve protegê-las. Não sabemos qual a reação que pode advir da exposição a estas coisas. As crianças pensam de forma diferente dos adultos. Adultos não reagem como crianças. Somos instintivamente protetores mas muitas vezes protegemos de coisas que não precisam disto pois a mente das crianças é como uma esponja, absorve mas ao mesmo tempo se livra de tudo. Acho que o senso comum deve sempre prevalecer".

Classic Rock Revisited: Vocês receberam muitas críticas negativas por causa daqueles garotos que se suicidaram e o processo que foi instaurado. Estas coisas te afetam ou você entende que não detêm controle sobre a ação das pessoas?

Rob: "Não creio que exista alguém preparado para aquilo. Temos conosco que nosso trabalho é bastante positivo e construtivo. Em seus ideais não há elemento de negatividade ou destruição. Você genuinamente acredita que está fornecendo às pessoas boa música para grandes momentos. Quando algo assim cruza seu caminho você se sente afetado, a não ser que tenha um coração de pedra. Você está lidando com pessoas reais que vivenciam tragédias reais. A vida é cheia de surpresas e muitas delas são agradáveis, mas algumas não são".

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 27 de setembro de 2012

MastodonMastodon
Dailor sofreu após Hinds dizer que Judas Priest não é metal

318 acessosIn This Moment: cover de Phil Collins e dueto com Rob Halford491 acessosJudas Priest: banda lança jogo oficial "Road To Valhalla"511 acessosJudas Priest: álbum clássico "Sin After Sin" completa 40 anos758 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

Judas Priest e MotorheadJudas Priest e Motorhead
Faulkner e Campbell em foto suspeita!

Black SabbathBlack Sabbath
Iommi fala sobre Dio, Randy Rhoads e Rob Halford

Rob HalfordRob Halford
Falando sobre Judas Priest nos Simpsons

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"0 acessosTodas as matérias sobre "Rob Halford"

HumorHumor
Não basta um machado na mão para ser Black Metal

MetallicaMetallica
Corrigindo a injustiça contra Jason Newsted

Cannibal CorpseCannibal Corpse
Este cara é muito mais fanático que você

5000 acessosAfinal de contas, o que é um riff?5000 acessosSeparados no nascimento: Paul Stanley e Sidney Magal5000 acessosAC/DC: isso sim é uma bela estrada para o inferno5000 acessosEm 19/03/1982: Randy Rhoads morre em um acidente de avião5000 acessosGhost: bem confortável com a ideia de não ser mais anônimos5000 acessosSlayer: maluco encara furacão na Flórida ao som da banda

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online