The Big Four: David Ellefson fala sobre a turnê européia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  

Martin Carlsson da Expressen TV realizou uma entrevista com o baixista do MEGADETH, David Ellefson, antes do show da "Big Four" neste último domingo, 3 de julho, no estádio Ullevi, em Gotemburgo, na Suécia. Alguns trechos da conversa podem ser conferidos abaixo:

Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?

Thrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileira

Expressen TV: Como foram os primeiros shows com o Big Four, na turnê européia?

Ellefson: "A noite passada foi incrível. Tocamos na Alemanha, e a participação no final do show com o Metallica foi legal, eles que comeraçam tudo isso. Am I Evil? foi uma das primeiras músicas que apresentamos, em Sofia, nas filmagens do DVD ao vivo no ano passado, e também em Indio na Califórnia, que foi o primeiro show nos EUA que fizemos. E na noite passada também tocamos outra canção, chamada 'Helpless', que é outra cover do DIAMOND HEAD. Dave (Mustaine), estava animado, porque ele costumava tocar aquela música com o Metallica. Por isso, foi legal. Deve haver mais algumas canções que possamos executar nos próximos shows"

Expressen TV: Existem mais algumas músicas que possam ser incluídas nessa turnê atual com o Big Four?

Ellefson: "Existem cerca de... Eu acho que tem umas cinco, cinco no total, mas eu não posso te dizer quais são."

Expressen TV: Essas músicas já estão ensaiadas?

Ellefson: "Não. (Risos). Na verdade, é irônico, porque é a primeira vez que isso acontece. Todos nós ficamos juntos no mesmo camarim e nos lugares que ensaiamos, foi assim em Am I Evil?. Mas agora todo mundo quer dar uma mão nos ensaios, e é onde todos aprendem. Nós temos um quarto para ensaios do Megadeth, do Anthrax de modo geral. Mas com os caras do Slayer, eles são um desafio, porque eles não são muito de se misturar com outras bandas, por instinto mesmo. Mas é divertido. os caras do ANTHRAX, eles gostam de doces, eles gostam de jogar. Então, espero que possamos ficar unidos. Kerry (King, guitarrista do SLAYER) pulou fora (no show em Indio). Kerry e Dave Lombardo (baterista do SLAYER) tocam. Mas tenho certeza que Gary Holt (guitarrista do EXODUS, que atualmente está substituindo Jeff Hanneman no SLAYER) gostaria de estar no Big Four. Gary é um grande guitarrista".

Expressen TV: Você acredia que os fãs entenderam o motivo pelo qual o SLAYER não pôde se apresentar na noite passada?

Ellefson: "Sim, porque eles já tinham planos, eu acho, mas eu acho que eles estavam prontos para vir, mas de algum modo acabou não acontecendo. Mas nós mesmo fazemos nossa agenda, e vemos se podemos ficar até o fim da noite. Mas às vezes temos que improvisar, às vezes dá certo, às vezes não. E quando percebemos isso, procuramos contornar a situação. Porque é realmente um grande evento, não é? É como uma noite inteira fora. Então, para nós, temos que segurar as pontas de qualquer maneira".

Expressen TV: Você acha que o nome "Big Four", deveria se chamar "Big One And Three Small Ones" (Big One e três pequenos)?

Ellefson: "Não, claro que não. Será sempre Big Four. O Metallica se tornou rapidamente uma grande banda. Mas sempre fomos considerados Big Four pelos fãs. Eu não sei se um fã veio com isso ou se foi a mídia , mas alguém inventou esse termo, e não fomos nós. Somos várias bandas em uma única banda. Percebemos isso no ano passado, em um show que fizemos na Polônia, onde vimos que não só o Metallica seria a banda principal, mas sim três outras bandas estariam envolvidas. As quatro bandas tem a mesma importância de uma só.

Leia a matéria completa (em inglês) no link abaixo:

http://www.roadrunnerrecords.com/blabbermouth.net/news.aspx?...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Thrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileiraThrash Metal
10 novas promessas - incluindo uma brasileira


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin