McCartney & Springsteen: microfones desligados em show

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: NME, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/07/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

No sábado, em Londres, na segunda noite do festival Hyde Park o inimaginável aconteceu.

2716 acessosPaul McCartney: meme para trollar igreja que condenou seu show5000 acessosDeath Metal: as 10 melhores (ou piores?) capas do estilo

BRUCE SPRINGSTEEN fechava a noite com um setlist de 29 canções que, como é comum nos shows do "Boss", chegava às três horas. JOHN FORGETY e TOM MORELLO já tinham cantado ao lado de SPRINGSTEEN e o show estava chegando ao seu ápice em dois duetos com PAUL MCCARTINEY.

O ex-BEATLE se juntou a SPRINGSTEEN no palco logo ao final para executar "I Saw Her Standing There" e "Twist and Shout". No entanto, os microfones das lendas do rock 'foram desligados antes de que o Sir e o Boss tivessem a oportunidade de agradecer à multidão porque SPRINGSTEEN já havia ultrapassado o tempo reservado a seu show.

A decisão provocou consternação no Twitter, com o guitarrista de BRUCE SPRINGSTEEN, Steven Van Zandt encabeçando o coro de desaprovação. Ele escreveu: "Há tanta diversão assim no mundo? Teríamos terminado às 11h ainda que tivéssemos tocado mais uma. E em um sábado à noite! Quem estávamos perturbando"?

Boris Johnson, prefeito de Londres, juntou-se aos protestos, dizendo, nesta manhã (16 de julho), que ele acreditava que a dupla deveria ter sido autorizada a continuar e brincou dizendo que ele teria dito para eles "para tocar em nome de Deus"!

Ele disse: "Parece-me uma decisão de eficácia exagerada. Não teremos isso durante os Jogos Olímpicos. Se eles tivessem pedido a minha opinião, a minha resposta teria sido para eles para tocar em nome do Senhor..!"

Explicando a decisão, um porta-voz da Live Nation, organizadores do evento, disse: "É lamentável que o show de mais de três horas de BRUCE SPRINGSTEEN tenha sido interrompido logo no final, mas o toque de recolher é previsto pelas autoridades no interesse da saúde pública e segurança. Fechamentos de estrada em torno de Hyde Park são feitos em momentos específicos para garantir que todos possam sair da área de segurança".

Assista cenas de SPRINGSTEEN e PAUL MCCARTINEY apresentando "I Saw Her Standing There" e "Twist and Shout 'abaixo.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 16 de julho de 2012

Paul McCartneyPaul McCartney
Usando meme para trollar igreja que condenou seu show

742 acessosFoo Fighters: Dave revela como ex-Beatle o ajudou com perna quebrada421 acessosRingo Starr: novo álbum sai em setembro, e traz Paul McCartney1371 acessosBeatles: Paul McCartney fecha acordo sobre direitos autorais167 acessosAlta Fidelidade: "Flowers in the dirt", um clássico do McCartney0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Paul McCartney"

The BeatlesThe Beatles
O xingamento de Paul McCartney em "Hey Jude"

Michael JacksonMichael Jackson
10 nomes do rock que tocaram com o Rei do Pop

SoloSolo
10 artistas que se lançaram em carreiras bem sucedidas

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Bruce Springsteen"0 acessosTodas as matérias sobre "Paul McCartney"

Death MetalDeath Metal
As 10 melhores (ou piores?) capas do estilo

Edu FalaschiEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

AngraAngra
Ouça algumas versões bizarras de músicas da banda

5000 acessosRob Halford: "Heterossexuais não conseguem cantar no Judas"5000 acessosCradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religião5000 acessosTimo Tolkki: surtando no Facebook com a filha contra brasileiros?5000 acessosArch Enemy: Angela fala sobre dificuldade em ser mãe5000 acessosPink Floyd: Rick Wright morre aos 65 anos de idade5000 acessosO Futuro Chegou: E nele não há bandas grandes, CDs ou lojas

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online