Vivian Campbell: "me arrependo do que disse sobre Dio"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 31/08/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Nesta última quinta-feira, dia 30 de agosto, David Kelso, um DJ da rádio KRXO 107,7 FM, da Cidade de Oklahoma, Oklahoma, conduziu uma entrevista com o ex-DIO e atual guitarrista do DEF LEPPARD, Vivian Campbell. Confira uma parte de bate-papo abaixo.

1895 acessosDio: os álbuns com o vocalista, do pior para o melhor5000 acessosMurp: A menininha true do America's Got Talent

Quando perguntado sobre como foi reviver o material do DIO com sua nova banda com os membros originais Vinny Appice (bateria), Jimmy Bain (baixo) e Claude Schnell (teclados), juntamente com o vocalista Andy Freeman, Vivian disse: "Andy não soa como Ronnie, ele não tem a tonalidade de Ronnie, e eu sei que existem alguns vocalista por aí que conseguem fazer o que Ronnie fazia. Muita gente me pergunta: 'Por que você não pega esse cara? Ele soa como Ronnie. Aquele cara soa exatamente como Ronnie'. Eu não quero um clone de Ronnie. Eu não quero que isso seja o ponto principal na banda. Eu quero que seja uma celebração da banda original e os álbuns originais, só isso. Andy faz do seu próprio estilo, ele acrescenta o seu próprio toque, ele é um grande vocalista e faz jus as músicas, mas ele não tenta copiar Ronnie. Como eu disse, eu quero que o foco seja na banda original e nas canções originais".

Ele continuou: "Foi uma longa caminhada, porque para mim, foi um ponto difícil na minha vida quando eu fiz os três primeiros álbuns com DIO. Foi bem repercutido que Ronnie e eu tinhamos uma relação pessoal muito controversa. Nosso relacionamento era apenas em nível musical e não em nível pessoal. Então foi difícil.

Nós todos contribuímos. Eu escrevi várias dessas canções, mas as pessoas se esquecem disso.

Eu fui demitido da banda, e por muitos anos sua ex-esposa, Wendy Dio, tentou retratar como se eu tivesse deixado a banda, que eu dei as costas para eles, mas isso não foi verdade. Ela causou uma rixa entre Ronnie e eu, e eu me arrependo muito das coisas que eu disse sobre ele. Tenho certeza que se Ronnie ainda estivesse vivo, ele iria se arrepender de várias coisas que ele disse sobre mim. Mas o fato é que foi muito difícil para mim até mesmo ouvir essas músicas há décadas, e o tempo passou, o suficiente para ser capaz de voltar atrás e refletir sobre isso e retomar as rédeas. Quero dizer, foram grandes discos, tenho orgulho deles, eu tenho muito orgulho de ter participado disso, eu estou muito orgulhoso das canções que eu escrevi e da forma como eu toquei na época. Encontro pessoas que vêm até mim e dizem, 'Cara, aquele solo em Rainbow In The Dark,' e assim por diante. Significa muito para as pessoas. Agora é um bom momento. No próximo ano, será o 30º aniversário do 'Holy Diver', e é um bom momento para voltar e abraçar isso de novo".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

DioDio
Os álbuns com o vocalista, do pior para o melhor

1239 acessosSteven Adler: clássicos do GNR em evento beneficente de Dio224 acessosCollectors Room: podcast traz raridade de Dio e muito metal0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dio"

Ronnie James DioRonnie James Dio
"Vivian Campbell é um cuzão! Quero mais que ele morra!"

Rudy SarzoRudy Sarzo
Ozzy Osbourne, Randhy Rhoads, e mais

Ronnie James DioRonnie James Dio
Vocalista do Trans Siberian Orchestra ensina a cantar como ele

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 01 de setembro de 2012

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Dio"

MurpMurp
A menininha true do America's Got Talent

HumorHumor
O que os fãs de rock pedem para beber em um bar?

MetallicaMetallica
Por que 9 entre 10 fãs da banda odeiam "Load" e "Reload"?

5000 acessosGothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo5000 acessosRoger Waters: irritado com os "cameramen de celular"5000 acessosSounds Entertainment: as 100 melhores músicas do Heavy Metal5000 acessosSilverchair: Daniel Johns surge bêbado e de batom nas ruas de Sydney5000 acessosAC/DC: vocalista denuncia crueldade de reality-shows5000 acessosDo além: assombração dá as caras em foto de filha de rockstar

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online