Jimi Hendrix: uma breve resenha de "Somewhere"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Jimi Hendrix é um dos músicos mais exaustivamente estudados da história do rock. Ainda que ele tenha lançado só três álbuns de estúdio em sua vida, ele já foi objeto de uma quase infinita série de lançamentos póstumos, e em sua grande maioria de forma exploratória.

Em 5 de março, o Experience Hendrix espera retificar um pouco disso com lançamento de "People, Hell & Angels", e agora você pode ouvir a uma faixa desta coleção, intitulada "Somewhere".

Originalmente baseada em uma diferente versão do Box "The Jimi Hendrix Experience", a faixa possui Buddy Miles na bateria e Stephen Stills no baixo. Ela compreende vários dos elementos clássicos da marca registrada do som de Hendrix, com acordes limpos, wah-wah solos e seu inimitável estilo de vocal. Tudo isto encabeçado por um bizarro fio de consciência lírica imaginativa, que caracterizou muito do trabalho do lendário guitarrista.

Mas ela faz jus ao nome? Na verdade não. Certamente não é ruim, diabos, é um trabalho de Hendrix, ela não vai ser ruim, mas ainda que "Somewhere" sirva de demonstração para vários de suas qualidades, ela ainda tem um produção crua, com aspecto de demo, que indica uma qualidade não finalizada. E por mais que isto seja certamente porque Hendrix não viveu para finalizá-la com o inovador acabamento em estúdio que marcava seus trabalhos, ela simplesmente não consegue ficar ao lado de suas maiores obras. Ela é o que é: um grande solo de guitarra em uma faixa de guitarras bem previsível.

Dito isto, ainda é Jimi Hendrix tocando guitarra, e somente isso a faz mais que merecedora de ser ouvida. Só não espera a segunda "Purple Haze"

http://www.rollingstone.com/music/videos/jimi-hendrix-goes-e...

(Nota do editor: ao que tudo indica, esta "nova versão" se trata de uma demo instrumental mixada com os vocais de Hendrix registrados posteriormente e já usados em outras versões lançadas comercialmente).




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Jimi Hendrix"


Red Hot Chili Peppers: tocando Prince e Hendrix com Eddie Vedder; assista

Finados: mais 17 roqueiros que morreram com 27 anos de idade (vídeo)Finados
Mais 17 roqueiros que morreram com 27 anos de idade (vídeo)

Ted Nugent: se Elvis ou Hendrix fossem caçadores ainda estariam vivosTed Nugent
Se Elvis ou Hendrix fossem caçadores ainda estariam vivos

Pink Floyd: a influência de Jimi Hendrix no MeddlePink Floyd
A influência de Jimi Hendrix no "Meddle"

Jimi Hendrix: áudio oficial de performance do novo box-set

ZZ Top: foto rara mostra Jimi Hendrix e Billy Gibbons em 1968ZZ Top
Foto rara mostra Jimi Hendrix e Billy Gibbons em 1968

Jimi Hendrix: Box-set ao vivo com cinco CDs

Rush: A busca por um timbre é o objetivo de todo guitarristaRush
"A busca por um timbre é o objetivo de todo guitarrista"

Em 18/09/1970: morria aos 27 anos o icônico Jimi HendrixEm 18/09/1970
Morria aos 27 anos o icônico Jimi Hendrix

Jimi Hendrix: 5 mil palhetas para reproduzir guitarristaJimi Hendrix
5 mil palhetas para reproduzir guitarrista

Estadão: os roqueiros mortos que deveriam estar vivosEstadão
Os roqueiros mortos que deveriam estar vivos


Chris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morteChris Cornell
Relatório policial descreve últimas horas e morte

Entrevistas: Coices e tretas entre artista e entrevistadorEntrevistas
Coices e tretas entre artista e entrevistador


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336