Led Zeppelin: revelações sobre show da O2 Arena na Rolling Stone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Rolling Stone
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 08/01/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


O guitarrista do LED ZEPPELIN, Jimmy Page, deu uma entrevista reveladora à revista Rolling Stone onde falou sobre diversos assuntos, inclusive, é claro, sobre o bombástico show na O2 Arena em Londres em 2007, que teve como resultado o DVD Celebration Day, e as cogitações, à época, sobre um possível retorno da banda e sobre a entrada de outro vocalista.
5000 acessosWhitesnake: Coverdale fala de novo disco e lamenta por Jimmy Page5000 acessosShaaman - Em exclusiva, Andre Matos declara: Falsete é o cacete!

A versão brasileira da revista traz a entrevista na íntegra na edição de janeiro. Para ler a matéria completa, corra à banca mais próxima.

Rolling Stone: Depois do show na Arena O2, os fãs ficaram esperando uma turnê da volta da banda. Mas não aconteceu. Por quê?

Jimmy Page: Alguns de nós achamos que iríamos continuar, que haveria mais shows em um futuro não muito distante. Foi muito trabalho colocado em um único show. Eu sei que Jason, que estava tocando com o Foreigner, já não estava mais com eles. Mas Robert estava ocupado, trabalhando com Alison Krauss. Então, o que se faz em uma situação assim? Eu trabalhei muito com Jones e Bonham nos ensaios para a O2. Nós estávamos nos conectando bem. O problema é que nenhum de nós cantava. Então, concentramos em nossas forças. Apresentamos um material bom de verdade. Talvez devêssemos ter levado esse material direto para o estúdio.

Rolling Stone: Quanto tempo vocês três ensaiaram juntos?

Jimmy Page: Semanas – ao longo de certo tempo. Não fizemos nenhuma gravação profissional. Só usamos um pequeno gravador digital. Achei que ficou bom. Eu não ia abandonar aquilo. Mas daí a fraqueza se fez presente mais uma vez. Foi dito: “Precisamos de um cantor”. Agora, nenhum de nós disse isso. Foi sugerido. É, nós iríamos precisar de um cantor – não necessariamente naquele ponto. A primeira coisa é ter material. Se todos estão se dando bem e tocando bem, por que adicionar um destruidor de política com um cantor? [Pausa] Não vou falar sobre quem realmente apareceu para cantar.

Rolling Stone: O nome mais mencionado na época foi o de Myles Kennedy. Como isso soou para você?

Jimmy Page: Soou prematuro. Dava para ver o rumo que estava tomando. Várias pessoas acharam que nós devíamos sair em turnê. Eu achava que nós precisávamos de um bom álbum com credibilidade, não algo que soasse como se estivéssemos tentando tirar vantagem do show da O2.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

WhitesnakeWhitesnake
Coverdale diz que haverá um novo disco e lamenta por Jimmy Page

2130 acessosChris Cornell: última canção foi "In My Time of Dying"552 acessosDesert Trip: festival não será realizado em 20170 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

MorteMorte
Confira 15 das melhores músicas sobre o tema

GuitarraGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Jimmy PageJimmy Page
Falar mal do Led Zeppelin? Keith Richards só pode estar brincando!

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 08 de janeiro de 2013

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"

ShaamanShaaman
Em exclusiva, Andre Matos declara: "Falsete é o cacete!"

AC/DCAC/DC
Phil Rudd topa voltar se Axl Rose cair fora

NXZeroNXZero
"Nossa cena foi o último movimento de rock relevante"

5000 acessosTradução - Rebirth - Angra5000 acessosCovers: quando bandas de Thrash, Death e Black prestam tributo5000 acessosIron Maiden: O que a equipe consome quando vai a um pub?5000 acessosAxl e Slash: juntos em comercial de revista dos anos 805000 acessosSlayer: Kerry King detesta algumas do South Of Heaven5000 acessosRush: Geddy Lee fala sobre evolução e hits da banda

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online