Criokar: divulgada capa do novo CD, "Agulhas Infectadas"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Facebook, Press-Release
Enviar Correções  

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

A banda cearense CRIOKAR divulgou esta semana a capa de seu novo disco, "Agulhas Infectadas". A arte e a concepção da capa são de Vicente Ferreira.

publicidade

Ouça a faixa-título do CD no vídeo abaixo:

publicidade

Confira abaixo um breve histórico da banda:

CRIOKAR significa "uma camara isotérmica que facilita a conservação de um cadáver a partir da aplicação de nitrogênio liquido", hoje utilizado apenas como processo de criogenia; gravidez artificial ou experiência de clonagem. Palavra tirada de um livro intitulado "ciências proibidas", com conteúdo improprio para menores de 18 anos, por tratar de; vudu, magia negra, experiências cientificas mal sucedidas e acontecimentos inexplicáveis ou sobrenaturais.

publicidade

A palavra Criokar a partir de outubro de 1994 ganha novo sentido, não no campo cientifico mas musical, uma banda foi formada com apenas três integrantes; Cleiton Martins (Vocalista e Guitarrista), Paulo Ricardo (Baixo) e Adriano Bandeira (Bateria), com essa formação gravaram um único trabalho, intitulado "Revolt", na época cantado em inglês e em formato de fita cassete. Em 1997 por motivos pessoais Adriano (baterista) deixa a banda, dando lugar para Clerton Holanda, antes baterista da banda CERBERUS de Fortaleza, Clerton deu novo segmento e corpo nas músicas, introduzindo mais velocidade e agressividade.

publicidade

Com essa formação a banda participou de grandes eventos dentro e fora da cidade de Fortaleza; Forcaos e Brasil 500 anos fazem parte do curriculum da banda, ambos realizados pela a ACR (Associação Cearense do Rock), a formação se firmou até 2001, após esse período, a banda viveu momento de declive, com a saída de Clerton Holanda, ficando mais uma vez sem baterista e fora dos palcos de 2001 a 2006. 2007 ficou marcado como o ano de retorno da banda, Cleiton Martins e Paulo Ricardo, resolvem retomar o nome e a vontade de seguir em frente, convidaram Alan Rogério que em seguida deu lugar ao batera Sula.

publicidade

Nessa nova fase, entra o guitarrista Taumaturgo Moura e passa a ter 2 (duas) guitarras formando um quarteto. A banda considera essa, a sua melhor fase, com mais maturidade e experiência, principalmente nas músicas, com muita agressividade e letras que retratam conflitos pessoais e sociais.

http://www.myspace.com/criokarce




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Iron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo HorizonteIron Maiden
Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo Horizonte

Metal Hammer: dez capas que provocam ânsia de vômitoMetal Hammer
Dez capas que provocam ânsia de vômito


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin