Alice Cooper: se arrependendo de não tocar guitarra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Giovanni G. Melo, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Alice Cooper tem desfrutado de uma das carreiras musicais mais sólidas da história do Rock, mas isso não quer dizer que ele não tenha arrependimentos - como por exemplo desistir da guitarra, algo que ele mesmo trata com bastante humor em algumas campanhas publicitárias para guitarras.

Alice Cooper: use a maquiagem dele neste filtro de Instagram para o HalloweenDavid Lee Roth: o vergonhoso teste de Matt Sorum para a banda

"Estou bancando o terapeuta e conversando com um cara: 'então, você brinca com guitarras e disse a sua namorada que é guitarrista?'. Ele diz que sim e eu digo: 'bem, provavelmente você está tentando escrever canções sobre amor e você não pode escrever uma canção deste tipo sem uma guitarra'. Então, estou realmente desencorajando o cara a tocar guitarra novamente", riu Cooper, falando sobre uma campanha publicitária à Rolling Stone. "E todos os personagens que participam são pessoas que começaram a tocar e pararam por alguma razão, comigo sendo sarcástico e cínico sobre a possibilidade de eles voltarem a tocar guitarra."

"Comecei a tocar guitarra quando tinha vinte e poucos anos e estava em uma banda onde tinha duas guitarras que eram apenas boas e isso não importava para mim. De fato, eu era uma força inexistente no mundo das guitarras", disse Alice. Com o tempo, ele ressaltou que "sempre fui cercado por guitarristas muito talentosos, não havia razão para que eu tocasse. Na verdade, gostaria de ter continuado na guitarra, mas passei mais tempo com as letras e com o personagem em si. Então, para mim, foi um pouco de desistência."

Uma coisa que não é fácil deixar é a encarnação do personagem de Alice Cooper e, como ele admitiu durante o papo com a Rolling Stone, esta é uma experiência que ele divide com seu atual parceiro de turnê, Marilyn Manson. "Nós dois criamos personagens monstros e falamos em meu programa de rádio sobre como você lida com o personagem e sua vida real. E, às vezes, aquele personagem fica tão forte que será que vai ter um fim?"

Para Cooper, a resposta é quase um sim. "Minha idéia era que o Rock precisava de um vilão de verdade e eu ficaria mais do que feliz em criá-lo. Pensei que eu deveria ser o personagem o tempo todo e isso quase me matou", lembrou. "Estava tentando beber com Jim Morrison, Jimi Hendrix e todos aqueles caras, e eles já eram profissionais e eu com 18 anos de idade. Aquilo quase me matou. Foi quando percebi que devo me permitir ser eu e, desde então, realmente aprecio interpretar o personagem de Alice."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Alice Cooper"


Alice Cooper: use a maquiagem dele neste filtro de Instagram para o HalloweenAlice Cooper
Use a maquiagem dele neste filtro de Instagram para o Halloween

Phil Campbell: ouça música solo do guitarrista do Motörhead com Alice CooperPhil Campbell
Ouça música solo do guitarrista do Motörhead com Alice Cooper

Alice Cooper: Despretensioso e energético em Breadcrumbs

Alice Cooper: cantor divulga novo EP Breadcrumbs, com covers e homenagensAlice Cooper
Cantor divulga novo EP "Breadcrumbs", com covers e homenagens

Alice Cooper: veja lyric video de nova música "Detroit City 2020"

Alice Cooper: cantor divulga cover de Bob Seger como single de EP; ouçaAlice Cooper
Cantor divulga cover de Bob Seger como single de EP; ouça

Hair metal: os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling StoneHair metal
Os 50 melhores álbuns de todos os tempos, segundo a Rolling Stone

Alice Cooper: pacto de morte com esposa é na verdade pacto de vidaAlice Cooper
Pacto de morte com esposa é na verdade "pacto de vida"

Separados no nascimento: Alice Cooper e GretchenSeparados no nascimento
Alice Cooper e Gretchen

Alice Cooper: Quem leva uma galinha para um show?Alice Cooper
"Quem leva uma galinha para um show?"


David Lee Roth: o vergonhoso teste de Matt Sorum para a bandaDavid Lee Roth
O vergonhoso teste de Matt Sorum para a banda

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield choraremMetallica
A letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Sepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reuniãoSepultura
Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião

Sexo: os clipes mais sensuais do Metal segundo a Metal HammerSexo
Os clipes mais sensuais do Metal segundo a Metal Hammer

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"

Baixo elétrico: Leo Fender deu ao instrumento um status inéditoBaixo elétrico
Leo Fender deu ao instrumento um status inédito

Iron Maiden: quinze canções que definem a bandaIron Maiden
Quinze canções que definem a banda


Sobre Paulo Giovanni G. Melo

Mineiro de Belo Horizonte. Fã de Hard Rock e Heavy Metal, especialmente a partir dos anos 80, não dispensa um disco ao vivo destes estilos. Entre várias de suas bandas preferidas estão Ratt, Aerosmith, Buckcherry, The Cult, Whitesnake, Whitecross, Guns N' Roses e Motley Crue.

Mais matérias de Paulo Giovanni G. Melo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336