Jimmy Page: abrindo a carteira em visita a loja de discos nos EUA

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 11/05/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Durante uma visita aos EUA para receber uma comenda honorária da Universidade de Berklee, o guitarrista do LED ZEPPELIN, JIMMY PAGE, aproveitou para praticar um exercício de seu apreço e hábito há décadas; comprar discos.

1630 acessosVlog Rock: o significado dos símbolos do Led Zeppelin5000 acessosHard Rock: as 100 maiores bandas do estilo segundo a VH1

Imagine a surpresa dos funcionários da loja In Your Ear, na cidade de Boston, quando Page entrou no ambiente em pleno sábado [10 de maio], dia em que as lojas de discos costumam ficar mais cheias, e comportou-se da maneira pela qual é conhecido: receptivo, amistoso e amigável com todos, ao lado de seu amigo, o fotógrafo – e possivelmente o maior fotógrafo de rock de todos os tempos – ROSS HALFIN, igualmente bretão.

Segundo os presentes, Jimmy comprou apenas discos de vinil – aos quilos, e alguns ficaram surpresos com suas escolhas: quem poderia imaginar que ele gostasse tanto de MOONDOG?

Apesar de multimilionário, Jimmy continua sendo deveras simples, e qualquer um que tenha assistido ao documentário “It Might Get Loud”, de 2008 [tristemente traduzido para o mercado brasileiro como ‘A Todo Volume’], já sabe de sua paixão pelo colecionismo fonográfico. Possuidor de uma coleção gigante que abrange mais de uma de suas residências, as visitas de Page aos garimpos de bolachões não são tão raras assim, e suas incursões por lojas de Tóquio – onde ele pegava TUDO que fosse pirata do Led Zeppelin e colocava debaixo do braço sem pagar um centavo, por muitas vezes a intenso contragosto dos donos. Edições da estirpe dos lendários selos piratas japoneses Akashic, Antrabata e Tarantura eram seus alvos principais [sinal de um bom gosto primoroso, os lançamentos desses selos são obras de arte, design e engenharia fonográfica dignos de prêmio].

Em Nova Iorque, Page é assíduo da Blue Note Records, onde sempre abriu a carteira por muitos CDs e boxed sets. De acordo com o staff do estabelecimento, ele gosta muito de folk inglês, rockabilly e R&B. Em dada ocasião, ele chegou com um assistente na loja para ‘procurar por fitas que haviam sido roubadas dele’ antes de ele gastar 400 dólares em discos piratas do Zep, apenas para, uma semana depois, voltar e pedir seu dinheiro de volta [do que o dono não gostou] e ainda esculachou: ‘Passei tudo para [fitas] DAT’. As fitas DAT, por quase uma década, foram uma mídia bastante difusa entre os colecionadores de Led.

Abaixo, algumas fotos da diplomação de Page pelo corpo docente de Berklee ontem à noite.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Led ZeppelinLed Zeppelin
Robert Plant acha horríveis seus vocais no começo da carreira

1630 acessosVlog Rock: o significado dos símbolos do Led Zeppelin200 acessosEm 24/02/1975: Led Zeppelin lança o álbum Physical Graffiti470 acessosRobert Plant: unboxing do novo álbum, "Carry Fire"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

Top 500Top 500
As melhores músicas da história segundo a Rolling Stone

Rock e MetalRock e Metal
Dez covers que são melhores que as originais

Led ZeppelinLed Zeppelin
As dez letras mais difíceis de entender

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"


Hard RockHard Rock
As 100 maiores bandas do estilo segundo a VH1

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
As filhas mais belas dos rockstars

FamaFama
5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no Brasil

5000 acessosMarilyn Manson: "perdi tudo por causa de Columbine"5000 acessosLobão: show mais curto da história do Rock não pertence a ele5000 acessosDr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu5000 acessosLobão: Titãs é uma "bandinha chechelenta"4555 acessosA morte de Chester e de um pedaço da minha história5000 acessosMetallica: Trujillo e seus primos, membros de gangues

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 12 de maio de 2014
Post de 12 de maio de 2014
Post de 12 de maio de 2014


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online