Judas Priest: Ian acha que as bandas de hoje não são versáteis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/02/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em uma nova entrevista com o Music Feeds, o baixista do JUDAS PRIEST, Ian Hill, foi perguntado se alguma vez fica frustrado com o cliché de mete fechada dos metalheads: “Sempre esteve lá, não?”, respondeu. “Eu acho que de certa forma, seres humanos são partidários, não são? Sim, você segue uma banda ou um time de futebol, ou um time de rugby.”

858 acessosCorey Taylor: ele cantou Prince e Judas Priest em evento; vídeos5000 acessosFormações originais: e se tivessem sido mantidas por grandes bandas?

Ele continuou: “A coisa é que recentemente, bem, nos últimos 15 ou 20 anos, o metal meio que se fragmentou, não? Foi para diferentes locais. As bandas mais velhas, como nós mesmos ou o MAIDEN ou o SABBATH, nós somos bem versáteis. Nós fazíamos coisas que lhe faziam chorar e coisas que lhe deixavam assustado, e tudo que morava no meio disso. Mas hoje em dia, ou você é uma banda de speed metal ou uma banda de metal gótico ou grunge, e é tudo que eles fazem. Não que tenha algo errado com isso – não me entenda mal – mas não há versatilidade em uma banda nesse momento. A versatilidade está lá, mas está em diferentes locais.”

Hill adicionou: “Eu acho que seria ótimo se uma banda pudesse chegar e não ter medo de fazer algo comercial, algo lento, uma balada. É tudo parte do metal ao fim do dia. Mas as únicas pessoas que fazem isso são as bandas mais velhas.”

O músico também falou sobre como os membros do JUDAS PRIEST puderam evitar se tornarem cínicos ou gastos, mesmo após décadas de gravações e turnês. Ele disse: “Estagnação. Isso é algo para se evitar. Com cada álbum e turnê, nós sempre tentamos ficar um passo à frente de outras bandas. Bandas conseguem uma fórmula e sempre tentam fazê-la. As pessoas adoram. Nós nunca fizemos isso, sempre tentamos algo novo. […] E eu acho que esse é nosso segredo para não ficarmos estagnados. Tentar seguir em frente.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

MetalMetal
Dez álbuns de metal que poderiam ter sido bons mas algo deu errado

858 acessosCorey Taylor: ele cantou Prince e Judas Priest em evento; vídeos385 acessosBlend Guitar: em vídeo, Top 10 Heavy Metal Bands1650 acessosJudas Priest: crianças tocam "Victim Of Changes"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

BabymetalBabymetal
Painkiller e Breaking the Law com Rob Halford em vídeo

Judas PriestJudas Priest
Loudwire elege as 10 melhores músicas

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez vocalistas que cantam mais agudo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 16 de fevereiro de 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"

Formações originaisFormações originais
E se tivessem sido mantidas?

LouvemosLouvemos
Satanás é grande benfeitor da música, diz estudo

Baixo elétricoBaixo elétrico
Leo Fender deu ao instrumento um status inédito

5000 acessosFormações originais: e se tivessem sido mantidas por grandes bandas?5000 acessosLouvemos: Satanás é grande benfeitor da música, diz estudo5000 acessosA História do Baixo Elétrico5000 acessosSpotify: Metal é primeiro no mundo, Punk Rock lidera no Brasil5000 acessosGuns N' Roses: Tommy Stinson sai em defesa de Axl Rose5000 acessosUnder The Radar: Rush e Sabbath ao vivo, o mais velho tem 12 anos

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online