Buddy Guy: Academy's Lifetime Achievement no Grammy Awards 2015

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Espínola, Fonte: Chicago Blues
Enviar Correções  

A edição do Grammy Awards de 2015 será bastante especial para os admiradores do blues. Foi anunciado que o lendário guitarrista de blues, Buddy Guy, receberá a honra da Recording Academy’s Lifetime Achievement, durante a semana do Grammy, no sábado, dia 7 de fevereiro. Este prêmio, como o nome explicita, é dado aos artistas que fizeram grandiosas contribuições para a música. É um grande reconhecimento para um artista que vem tocando o blues desde a década de 1950, sendo contemporâneo de outras lendas do estilo, como Muddy Waters, Willie Dixon, Junior Wells, dentre outros. Quanto ao tamanho de sua contribuição para o mundo da música, acho que basta dizer que, dentre os artistas que o consideram um grande ídolo estão nomes como Eric Clapton, Jeff Beck, Jimmy Page, Jimi Hendrix, que o consideravam como ídolo, cuja influência foi determinante na carreira e no estilo de tocar guitarra dessas pessoas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Buddy Guy, que já coleciona seis prêmios do Grammy por melhor álbum de Blues, inovou a forma de tocar guitarra no blues desde os anos 50, com um estilo mais agressivo de tocar do que seus contemporâneos, o que o legou alguns anos de ostracismo, já que as gravadoras, especialmente a Chess Records, não deram oportunidade para Guy gravar como artista solo, utilizando-o como músico de sessão, por gravação de outros artistas. Nos anos 60 a oportunidade chegou e Buddy Guy não deixou passar, alcançando a fama e notoriedade por sua performance ao vivo e por ótimos álbuns como Hoodoo Man Blues, de 1965, com Junior Wells, Left My Blues In San Francisco (1967), A Man And The Blues (1968) e I Was Walking Through The Woods (1974). Tendo sofrido com a queda da popularidade do blues depois da ascensão do funk na década de 70, Buddy Guy reconquistou o sucesso e a fama principalmente na década de 1990 e 2000, como os ganhadores de Grammy Damn Right, I've Got The Blues (1991), Living Proof (2010) e Sweet Tea (2001). Até hoje, aos 78 anos, Buddy Guy continua levando a tradição do blues onde quer que ele vá, constituindo-se, sem dúvida, em uma das maiores referências ainda vivas do blues, junto com B.B. King.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quanto ao Grammy Awards, saiu também os indicados para receberem o prêmio de melhor álbum de blues do ano:

Dave Alvin & Phil Alvin – Common Ground: Dave Alvin & Phil Alvin Play and Sing the Songs of Big Bill Broonzy
Ruthie Foster — Promise of a Brand New Day
Charlie Musselwhite – Juke Joint Chapel
Bobby Rush with Blinddog Smokin' – Decisions
Johnny Winter – Step Back

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com certeza o favoritismo recai para Johnny Winter, que além de contar com um poderoso e ótimo álbum, veio a falecer inesperadamente no ano passado, poucas semanas ante do lançamento de Step Back. É uma forma de prestar homenagem póstuma a esse outro grande nome do blues.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Separados no nascimento: Paul McCartney e Kiko do ChavesSeparados no nascimento
Paul McCartney e Kiko do Chaves

Separados no nascimento: Synyster Gates e Luan SantanaSeparados no nascimento
Synyster Gates e Luan Santana


Sobre André Espínola

André Espínola, recifense, estudante de História e apaixonado por música, quer levar um pouco de sua paixão para os outros, resenhando sobre novos lançamentos e pagando tributo aos clássicos e às nossas raízes musicais, sobretudo o Blues, Rock e Jazz, cuja missão básica é dizer aos quatro cantos: "a boa música nunca morrerá!". Possui o blog Filho do Blues, onde escreve e edita textos sobre as novidades musicais do mundo do rock, indie e blues.

Mais matérias de André Espínola no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 Goo336 Goo336