Judas Priest: o rock pode até mudar forma, mas nunca vai acabar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 20/05/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em uma nova entrevista com o Daily Herald, o baixista do JUDAS PRIEST, Ian Hill, foi perguntando se ele acha que o rock está morto, como gosta de enunciar o baixista/vocalista do KISS, Gene Simmons.

1893 acessosHellfest: Lineup da edição 2018 do maior festival de metal do mundo5000 acessosÁlbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rock

“Eu acho que não”, respondeu Ian. “Na verdade não. Quero dizer, com o que você vai substituí-lo? As pessoas falam essas coisas... Com o que você vai substituí-lo? É uma dessas coisas – o metal em particular, mas talvez até o rock em certo ponto – nunca esteve muito na moda, se entende bem o que quero dizer. Isso é música pop – seu Elvis Presley e aquilo que você tem até hoje, na modernidade. O Heavy Metal nunca esteve na moda, então realmente não sai de moda. É mais sobre a música do que sobre a imagem. Com essas músicas do Top 40, é totalmente o oposto. A imagem significa muito mais que a música na metade das vezes. E eu acho que é por isso que ainda está por aí, e é por isso que sempre estará por perto de alguma forma. Sempre esteve borbulhando abaixo da superfície. Algumas vezes sobe ao topo – como nos anos 1980 – e algumas vezes ele desce de novo. Mas está sempre lá, entende?”

Quando perguntado se os membros do JUDAS PRIEST sabiam que estavam criando uma forma de música totalmente diferente há 40 anos, Hill disse: ‘Eu não acho que sabíamos. Não. Foi algo que evoluiu com o passar dos anos. Não foi algo que aconteceu do dia para noite. O JUDAS PRIEST evoluiu tanto quanto os outros. Nós começamos a tocar, nos anos 1960, no começo dos anos 1970, as pessoas chamam aquilo de ‘rock pesado’ ou ‘rock progressivo’ [...] Nós só fomos um pouco mais longe, talvez um pouco mais rápido e pesado do que os outros estavam indo naquela época.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Hall da FamaHall da Fama
Judas Priest, RATM, MC5 e Link Wray estão fora

1893 acessosHellfest: Lineup da edição 2018 do maior festival de metal do mundo1178 acessosHellyeah: Possível turnê com Megadeth e Judas Priest?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

Heavy MetalHeavy Metal
25 bandas que fizeram o gênero ser o que é

Rob HalfordRob Halford
"Deve haver músicos gays que não se revelam!"

Rob HalfordRob Halford
Defendendo oposição ao casamento gay

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"


Álbuns ao vivoÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

Veraneio VascaínaVeraneio Vascaína
Uma ácida crítica à polícia na letra do Capital Inicial

Os 11 mais (ou menos)Os 11 mais (ou menos)
O Suprassumo do Superestimado

5000 acessosSlipknot: Mick Thomson esfaqueado em briga com irmão5000 acessosSlipknot: pornografia inspirou primeiro álbum da banda5000 acessosVícios: As 10 melhores músicas sobre drogas5000 acessosRock vs Sertanejo: a diferença dos gêneros no mercado musical brasileiro4124 acessosAngra: "Raining Blood" do Slayer na tour do Temple Of Shadows5000 acessosMalmsteen: nome inspirado em Deus nórdico com pênis gigante

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 20 de maio de 2015


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online