Phil Anselmo: Um ano miserável após deixar as drogas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Na última edição do "Wikipedia: Fact Or Fiction?", do Loudwire, o vocalista PHIL ANSELMO (PANTERA, DOWN, SUPERJOINT) foi perguntado se é verdade que parou de usar drogas pesadas em 2005, para que pudesse ser liberado para a cirurgia em suas costas. Ele respondeu: "Sim, os médicos nem chegavam perto de mim enquanto eu ainda estivesse usando metadona. Ele falou algo come: 'Não', e isso me deixou louco com o esforço de largar a droga."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele continuou: "Largar a metadona é como cair de um prédio de cinco andares a cada cinco minutos. E todo o tempo antes disso, você está sendo empurrado para a beirada. Os níveis de ansiedade são muito altos e além disso, quando eu estava passando pela desintoxicação, o Furacão Katrina limpou Nova Orleans. Eu estava no Texas elevei três meses para voltar para casa. E quando eu voltei, eu estive muito perto... e então finalmente olhei para aquele pedaço de merda na minha mão, a metadona... É lixo. É um lixo que rouba sua alma. E eu disse: 'Isso realmente vai continuar controlando minha vida?' E eu joguei fora, fui embora e disse: 'Foda-se! Que venha a dor, que venha o que vier', mas eu venci. [...] Eu não me senti bem provavelmente por um ano depois disso. Eu estava muito miserável. Acho que é alguma alteração química. É a pior droga no maldito mundo, logo ao lado da heroína."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anselmo então começou a dizer: "Quando eu era mais jovem, e quando os analgésicos entraram na minha vida, eu fiz um erro de iniciante, como a maioria desses filhas da puta. E claro que não muito depois disso, você começa a tomar uma incrível quantidade de medicamentos, uma quantidade gigantesca da pior droga já feita, ao lado da metadona: Soma. Eles são os piores, tinham que ser arrancados da prateleira, porque todo médico dizia: 'Não são viciantes', e eu ficava: 'Como assim? Tomei dezessete deles ontem a noite!'"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele adicionou: "Primeiramente e mais importante, garotos aí fora, não usem drogas. Sempre existe uma outra forma de contornar as coisas. Vá a um médico, não aceite a palavra de seus amigos para isso. 'Ei, essa pílula vai mudar tudo, essa droga vai melhorar tudo'. Isso não é verdade. É falso. Não usem drogas pesadas. Eu aprendi do jeito mais difícil, mas aqui estou."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Pensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich NietzschePensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal
Friedrich Nietzsche

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff HannemanSlayer
A trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 Goo336 Goo728 Cli336 Goo336