God Save The Queen (Auditório Araújo Vianna, Porto Alegre, 18/06/16)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 26/06/16. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?





















Fotos por Liny Oliveira

Os argentinos do God Save the QUEEN estiveram mais uma vez em Porto Alegre, novamente no Auditório Araújo Vianna. A banda é considerada o melhor tributo ao Queen do mundo. Quem já viu sabe e não discorda nenhum pouco. Os fãs do Queen deixaram o geladíssimo frio do lado de fora do auditório e se esquentaram aproveitando todos os detalhes do show.

Originalmente chamados de “Dios Salve a La Reina”, os músicos Pablo Padin (vocal/ piano), Francisco Calgaro (guitarra/ piano), Ezequiel Tibaldo (baixo) e Matias Albornoz (bateria) prestam homenagem ao Queen desde 1998 e desde lá aperfeiçoam cada vez mais a sua performance ao vivo, inclusive excursionando pelo mundo inteiro.

A apresentação consiste em clássicos absolutos do Queen, o que pôde ser visto logo no início com “Hammer To Fall”, seguida de “A Kind of Magic”, “Under Pressure” e “Somebody to Love”, nesta última tendo Pablo Padin também no piano. Sem esquecer músicas que não são tão lembradas, como “Breakthru” e “It’s a Hard Life” que animaram bastante o público também.

Em “Another On Bites the Dust” Pablo tirou a jaqueta amarela, igual às que já foram usadas por Freddie Mercury e colocou um boné com chifres, como o frontman do Queen costumava usar. Após “Now I’m Here”, um breve solo de guitarra por Calgaro, que consegue tirar o mesmo timbre de Brian May em sua guitarra (que é igual a do ídolo, obviamente) e também um solo de bateria, onde Matias mostra um ótimo desempenho, muito próximo ao de Roger Taylor.

A música “Living On My Own” do primeiro disco solo de Freddie Mercury foi tocada antes de “Radio Ga Ga” e das emocionantes “Love of My Life” e “Who Wants to Live Forever”. Passado o momento mais emotivo até então, Calgaro disse que era hora de celebrar, pedindo para todos se levantarem das cadeiras e baterem palmas para “I Want to Break Free”, que teve Pablo usando uma roupa feminina e peruca, assim como no vídeo-clipe oficial da canção.

Para fazer os mais fanáticos chorarem novamente “Show Must Go On” e “I Want It All” assustaram positivamente a platéia tamanha a perfeição reproduzida pelo grupo, fazendo o público sentir que estava assistindo a um DVD ou tivesse voltado no tempo.

Com um violão, Pablo pediu para todos se levantarem para “Crazy a Little Thing Called Love” e “Bohemian Rhapsody”. No bis “Tie Your Mother Down”, “We Will Rock You” (Pablo vestindo uma jaqueta com uma imensa capa branca e uma coroa), “Friends Will be Friends” e a derradeira “We Are The Champions”.

A preocupação do grupo não está apenas nos timbres e nas músicas tocadas. O cenário, a iluminação, o figurino e os trejeitos dos músicos são lembrados com perfeição. O clima é totalmente anos oitenta. No final via-se um público completamente satisfeito com o que assistiu. O melhor de uma das melhores bandas de hard rock/ rock clássico/ rock and roll do planeta. Tudo isso refeito por caras que amam o que fazem e que mais do que ninguém querem apenas fazer o melhor em cima do palco, pois não é fácil chegar aos pés do verdadeiro Queen. Com certeza é um show que no próximo ano deve retornar para Porto Alegre.

Hammer to Fall
A Kind Of Magic
Under Pressure
Somebody to Love
Breaktrhu
It’s a hard Life
Another On Bites the Dust
Now I’m Here
Living On My Own
Radio Gaga
Love of My Life
My Melancholy Blues
Who Wants to Live Forever
I Want to Brek Free
Show Must Go On
I Want It All
Crazy a Little Thing Called Love
Bohemian Rhapsody

Tie Your Mother Down
We Will Rock You
Friends Will Be Friends
We Are The Champions

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Freddie MercuryFreddie Mercury
Brian May revela um triste detalhe sobre os últimos dias

2517 acessosQueen: Rami Malek fala sobre interpretar Freddie Mercury em filme526 acessosJames Gunn: diretor venceu depressão graças a Queen e Sex Pistols438 acessosQueen: banda lança lyric video de "Somebody To Love"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Queen"

Guns N RosesGuns N' Roses
Brian May comenta sua colaboração no álbum

Rock In RioRock In Rio
Relembre cinco momentos marcantes do evento

QueenQueen
Os maiores hits da banda em ordem de grandeza

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 26 de junho de 2016

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Queen"

Guns N RosesGuns N' Roses
Talaricagem, galinheiros e megalomania

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"O Natal deveria ser banido"

VocalistasVocalistas
Três grandes erros na história de três grandes bandas

5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19905000 acessosMúsica Brasileira: Quais os discos mais vendidos da história?5000 acessosAxlleaks: A lista oficial de inimigos de Axl Rose3383 acessosDream Theater: ouça um impressionante "vocal cover" de "Pull Me Under"5000 acessosÁlbuns Conceituais: Loudwire elege o Top 10 do Metal5000 acessosSkank: muitos que vestem camiseta preta e se tatuam têm pouco de rock

Sobre Guilherme Dias

Sou Guilherme Figueiró Dias, de Porto Alegre, estudante de educação física, tenho 23 anos e sou fanático por música e futebol, especialmente hard rock e heavy metal. Preferências entre Helloween, Gamma Ray, Pink Cream 69, Bon Jovi, Hellacopters, Michael Kiske, entre outros. O que gosto realmente de fazer (além de torcer, cantar e pular pelo Grêmio na Geral) é curtir um bom show das bandas que eu adoro e tomar umas cervejas pra celebrar a vida.¨

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online