Capitão Nemo: Conheça a banda de Piracicaba

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Malu Schifflers, Fonte: Assessoria de Imprensa, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Fundada em Fevereiro de 2017, a Capitão Nemo chegou trazendo um conceito de liberdade para o mundo da música, em especial ao rock, a essência da banda. Formada por cinco músicos de Piracicaba, no interior de São Paulo, a banda respira música desde sempre e já conta com um CD independente.

Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockMetal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicas

A Capitão Nemo conta com os groovies fortes da bateria de Otavio Bacchin, a musicalidade da guitarra de Denis Floriano, o suingue do baixo de Caio Mendes, a pegada blues da guitarra de Matheus Fagionato, e o timbre de Bruno Razera no vocal.

O nome da banda vem da literatura de Júlio Verne. Capitão Nemo tem fama de ser um dos personagens mais enigmáticos da literatura. Comandante do submarino Nautilus em "20 mil Léguas Submarinas", ele era um homem de muita ação. Júlio Verne criou esse personagem por estar desgostoso, não estava feliz com o mundo exterior com o qual ele estava vivendo e por isso resolveu criar um personagem que "fugiria" para o fundo do mar e criaria uma nova sociedade a sua maneira. E é exatamente isso que a banda Capitão Nemo trabalha, com o conceito de liberdade. "Será que a gente esta fazendo certo ou será que a gente está fazendo errado? Não importa pois a gente vai continuar fazendo de qualquer maneira, pois acreditamos na nossa verdade e no que somos" explica Bruno Razera, vocalista da Capitão Nemo.

O primeiro CD da banda mostra toda a diversidade de seus artistas, vindo de escolas musicais diversas. Inspirados pelo rock alternativo, clássico e pelo indie, o CD conta com 10 músicas inéditas e autorais, algo que a banda faz questão de enaltecer, pois depois de tocar na cena cover durante muito tempo, eles acharam na composição de suas próprias músicas algo desafiador.

Em "Bon Voyage", eles falam sobre tudo. Um álbum verdadeiramente heterogêneo, como eles preferem classificar. "A grande ideia que permite entender nossa obra, é a da liberdade em suas variantes mais pertinentes. Ao mesmo tempo em que temos um álbum com Mais Valia, uma música com temas políticos, pesada e que procura criticar o plural, temos Quero Sim uma música que procura fazer uma crítica mais particular frente à sociedade" conta Razera. Um bom exemplo do conceito da banda é a música Nemo, que lembra as pessoas para que elas tomem cuidado com as suas próprias angustias, pois elas podem se afundar nelas, se tornar prisioneiro da sua própria tristeza. Então é necessário que haja essa liberdade de si próprio.

Mesmo com pouco tempo de história, os meninos já tem uma boa quilometragem na bagagem. Costumam fazer shows com frequência em alguns bares da região de Piracicaba como Bar da Montanha, Estação Cultural, Armazém 15, Cast Club, além de A Fábrica em Tatuí, entre outros.

A Capitão Nemo vem conquistando novos mercados com suas músicas autorais, resultado de um trabalho sério e da rápida aceitação e reconhecimento pelo público que cada vez mais tem prestigiado seus shows. E um desses novos mercados é o de festivais.

Tocaram em 2017 na Virada Cultural Paulista em Piracicaba para mais de 15 mil pessoas, no Rockaipira também na cidade natal dos meninos, no Buzina, um super festival em São Paulo com a presença de Fresno, SuperCombo e várias outras bandas e no SESC Piracicaba, um palco muito querido pela banda. Um grande divisor de águas foi o João Rock desse ano, onde os meninos ficaram em 3° e acabou abrindo diversas portas para eles. Além disso eles já abriram o show de grandes bandas como a Kiara Rocks, que tocou no Rock in Rio.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Capitão Nemo"


Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockMusical Box
Os 20 discos seminais do Hard Rock

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas

Axl Rose: Afinal de contas, o que houve com sua voz?Axl Rose
Afinal de contas, o que houve com sua voz?

Heavy Metal: 5 músicos que não são metaleiros mas amam o estiloHeavy Metal
5 músicos que não são metaleiros mas amam o estilo

Separados no nascimento: Dave Mustaine e um Cocker SpanielSeparados no nascimento
Dave Mustaine e um Cocker Spaniel

Matt Sorum: baterista explica mal-entendido sobre o Foo FightersMatt Sorum
Baterista explica mal-entendido sobre o Foo Fighters

Motley Crue & Def Leppard: mães e filhas os desejamMotley Crue & Def Leppard
Mães e filhas os desejam


Sobre Malu Schifflers

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336