Marilyn Manson: "perdi tudo por causa de Columbine"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Eduardo Duca, Fonte: MechanicalChrist BR
Enviar Correções  

Em um artigo de junho de 2009 da revista Kerrang!, MARILYN MANSON fala sobre as diversas acusações de morte em nome de sua banda. Ele revela que se houvesse uma categoria dos artistas mais acusados por mortes ligados a música no Grammy, ele seria sem dúvida o ganhador.

Marilyn Manson: novo clipe "Don't Chase The Dead" traz ator de The Walking Dead; veja

Humor: Roupas de seda? Espadas? Você precisa ser épico!

publicidade

publicidade

Manson responde sobre a violência: "Se tivesse um Grammy por incitação a mortes, seria meu. Acho que ninguém foi culpado por tanta violência como eu. No período desde o meu penúltimo álbum ("Eat Me, Drink Me", 2007), houve aquele massacre na Virginia Tech e daquela criança, Asa Coon, que estava usando uma camisa do Marilyn Manson. Teve uma outra criança que atirou em uma igreja. Todos disseram 'Marilyn Manson'. Todos eles me incluíram nisso. A coisa mais estranha é que todos são muito preocupados sobre o que minha música irá inspirar os outros a fazer. Por que ninguém está preocupado sobre o que talvez me inspire a fazer?"

publicidade

Ele ainda cita o caso da escola em Columbine: "Me culpar por Columbine foi ridículo. Foi uma falta de responsabilidade por parte de todos. Se você quer culpar algo, bem, eu fui à escola Cristã. Esse é o porquê de eu escrever o que eu escrevo. Deveríamos culpar os Cristãos? Eu perdi tudo por causa de Columbine. Mas se isso tivesse acontecido agora, não teria o mesmo impacto. Tem que haver uma primeira pessoa em quem você atira a flecha nas costas, e acho que fui eu".


WhiFin WhiFin WhiFin