Motörhead: todos da formação clássica já nos deixaram

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
ENVIAR CORREÇÕES  

A morte de "Fast" Eddie Clarke, ocorrida na última quarta-feira (10) devido a uma pneumonia, traz um fato marcante para a história atual do Motörhead: já não resta mais nenhum integrante da formação clássica da banda para contar história.

Bruce Dickinson: sua coleção de clássicos do MetallicaDoors: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O primeiro a morrer foi Phil "Philthy Animal" Taylor. Ele faleceu no dia 11 de novembro de 2015, aos 61 anos, vítima de insuficiência hepática.

Além de ter gravado os discos da chamada "fase clássica" - "Motörhead" (1977), "Overkill" (1979), "Bomber" (1979), "Ace of Spades" (1980), "No Sleep 'til Hammersmith" (1981) e "Iron Fist" (1982) -, Phil Taylor esteve presente nos álbuns "Another Perfect Day" (1983), "Rock 'n' Roll" (1987), "Nö Sleep at All" (1988) e "1916" (1991), além de ter gravado a música "I Ain't No Nice Guy", presente em "March ör Die" (1992). Foi substituído por Pete Gill entre 1984 e 1987 e por Mikkey Dee a partir de 1992.

Em 28 de dezembro de 2015 - em menos de dois meses -, Lemmy Kilmister se foi. Já era de conhecimento público que a saúde do líder do Motörhead estava definhando, devido aos anos de consumo de cigarros, uísque e anfetamina. Lemmy sofria de diabetes e hipertensão, tendo usado um desfibrilador implantável a partir de 2013.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Curiosamente, não foi nenhum desses problemas que afetou Lemmy Kilmister diretamente. O músico foi diagnosticado com um tumor no cérebro, já em estágio terminal. Lemmy, então, faleceu. Sua autópsia, por outro lado, apresentou que a causa do óbito havia sido uma combinação entre câncer de próstata, arritmia cardíaca e insuficiência cardíaca congestiva.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes do trio original, o guitarrista Würzel, que integrou o Motörhead entre os anos de 1984 e 1992, já havia falecido, em 9 de julho de 2011. Ele, que estava com 61 anos, sofreu uma parada cardiorrespiratória, devido a uma fibrilhação ventricular impulsionada por uma miocardiopatia.

O legado deixado pela formação clássica do Motörhead é indiscutível. O trabalho apresentado em álbuns como "Overkill" e "Ace of Spades" segue inspirador para muitas bandas de rock e heavy metal. "Fast" Eddie Clarke, em particular, também conseguiu se destacar com a banda Fastway, que lançou bons discos de hard n' heavy na década de 1980.


Morte de Fast Eddie Clarke

Motorhead: Morreu, aos 67 anos, Fast Eddie ClarkeMotorhead
Morreu, aos 67 anos, "Fast" Eddie Clarke

Motorhead: Eddie Fast Clarke se vai e com ele parte da minha euforiaMotorhead
Eddie Fast Clarke se vai e com ele parte da minha euforia

Motorhead: Mikkey Dee comenta morte de Fast Eddie ClarkeMotorhead
Mikkey Dee comenta morte de "Fast" Eddie Clarke

Motörhead: Phil Campbell lamenta morte de Fast Eddie ClarkeMotörhead
Phil Campbell lamenta morte de "Fast" Eddie Clarke

Motörhead: músicos reagem à morte de Fast Eddie ClarkeMotörhead
Músicos reagem à morte de "Fast" Eddie Clarke

Phil Campbell: homenagem a "Fast" Eddie Clarke com nova banda

Todas as matérias sobre "Morte de Fast Eddie Clarke"




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Morte de Fast Eddie Clarke"


Bruce Dickinson: sua coleção de clássicos do MetallicaBruce Dickinson
Sua coleção de clássicos do Metallica

Doors: Perguntas e respostas e curiosidades diversasDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280