Matérias Mais Lidas

imagemAs faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

imagemAs seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

imagemAs 10 melhores versões metal de músicas pop dos anos 1980, em lista da Metal Hammer

imagemRaul Seixas: o clássico que presta homenagem ao brega e foi feito com Paulo Coelho

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemJoão Gordo relembra proposta de fazer propaganda de calmante com Dado Dolabella

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemAmy Lee escolhe a melhor música do Evanescence para apresentar a banda

imagemRage Against The Machine cancela turnê europeia por conta de contusão do vocalista

imagemEdu Falaschi comenta produção "nível banda europeia" da nova turnê e agradece fãs

imagemMax e Iggor Cavalera: setlists, fotos e vídeos de shows na Audio, em São Paulo


Dream Theater 2022

Sepultura: o que Max sente ao ouvir "Schizophrenia" e "Beneath the Remains" hoje

Por Igor Miranda
Em 01/12/20

O Sepultura começou a fazer sucesso, de fato, no início da década de 90, quando produziu o álbum "Arise" (1991). Entretanto, a banda lançou três discos e um EP nos anos 80 que, na opinião de Max Cavalera, são subestimados: "Bestial Devastation" (1985), "Morbid Visions" (1986), "Schizophrenia" (1987) e "Beneath the Remains" (1989).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O ex-vocalista e guitarrista da banda falou, especificamente, sobre "Schizophrenia" e "Beneath the Remains" em entrevista ao Overdrive, destacada pelo site Ultimate Guitar. O músico contou que o material antigo do Sepultura vem tendo grande influência nas suas novas criações.

"Eu não notei que algumas dessas músicas antigas teriam um impacto tão grande no novo material que estou escrevendo atualmente. Podem ser os arranjos e riffs mais simplistas que ainda assim funcionam com algumas novas ideias e soam tão brutais", afirmou, inicialmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, Max citou que tem compreendido os trabalhos antigos do Sepultura de outra maneira nos dias de hoje. "É o caso de 'Schizophrenia', que não é tão falado quando se fala do catálogo antigo do Sepultura, e é um álbum incrível. Fui ouvir 'Escape the Void' e fiquei surpreso com o quão boa é essa música. Pequenas coisas como essa acontecem diariamente e é muito interessante ouvir coisas que foram feitas em certos momentos da minha vida com outros ouvidos", disse.

Poder escutar os primeiros álbuns do Sepultura faz com que Max Cavalera volte "às formas mais verdadeiras do amor pelo metal", em suas palavras. "Tento não crescer e seguir curtindo o poder da música. Eu me diverti tanto fazendo isso e é como dizem: 'é como andar de bicicleta'. Assim que ouço a música, todas as memórias voltam", declarou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, Cavalera também cita "Beneath the Remains" como um destaque de sua discografia inicial. "Esse material old-school é muito poderoso, como 'Beneath the Remains', que acho que é um dos álbuns de sonoridade mais crua que o Sepultura já lançou. Gravamos esse disco do início da noite, 19h, até 7 da manhã do outro dia. No outro dia, eu brincava dizendo: 'vou gravar um álbum a noite toda, um álbum noturno!'", concluiu.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Max e Iggor Cavalera: setlists, fotos e vídeos de shows na Audio, em São Paulo

Iggor Cavalera relembra jogo do Palmeiras que viu na torcida do River e quase deu ruim

Se não fosse o Queen, Max Cavalera provavelmente não existiria

Sepultura: setlist, fotos e vídeos de show no Sesc Pompeia, em São Paulo

João Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

Resenha - Max e Iggor Cavalera (Audio, São Paulo, 07/08/2022)

Discos do Sepultura serviram de inspiração para novo álbum do Soulfly? Max responde

Sepultura: resenha do show em Jundiaí (Sesc Jundiaí, 29/07/2022)

Por que Max Cavalera acha que "Roots" do Sepultura foi rotulado como Nu-Metal

Max e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

Max Cavalera comenta reunião do Pantera e diz que não pensa em se reunir com o Sepultura

Max Cavalera revela qual música sente mais orgulho de ter escrito

Max Cavalera e os fãs das antigas que só querem ouvir o "Arise"

"Roots": Max Cavalera não concorda com a opinião geral da galera sobre o álbum

Robb Flynn e ex-guitarrista do Machine Head tocam "Roots Bloody Roots" em live

Sepultura: por que Max Cavalera não queria que a banda virasse "o novo Metallica"

Max Cavalera: "Motörhead mostrou que não precisa ser virtuoso para fazer música legal"

Bandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresa

Kurt Cobain e a banda brasileira que mexeu com ele: "eles foram muito revolucionários"

O trocadilho picante que Ney fazia em "Pro Dia Nascer Feliz" que Cazuza gargalhava


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.