Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemAdrian Smith conta como Iron Maiden permaneceu forte e era grunge passou

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis


Aquiles Priester: o que deu errado na caótica entrevista a Jô Soares em 2012

Por Igor Miranda
Em 26/04/21

Em setembro de 2012, o baterista Aquiles Priester participou do "Programa do Jô", na TV Globo, e levou sua banda, o Hangar, para uma apresentação acústica. A entrevista acabou não saindo como o planejado, com Jô Soares perguntando diversas vezes por que o músico não havia levado sua bateria completa para demonstrar sua técnica de bumbo duplo, com os pés, ao público.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quase uma década depois, Aquiles foi convidado a relembrar-se daquele fatídico episódio em entrevista ao Podihhcast. Conforme transcrito pelo Whiplash.Net, o baterista revelou o que deu errado naquele dia e expressou sua frustração pelo ocorrido.

O que rolou no programa do Jô

Antes, vale relembrar o que aconteceu durante a participação de Aquiles Priester no programa de Jô Soares, exibida em 26 de setembro de 2012. O assunto principal da entrevista era o fato de o músico brasileiro ter sido eleito o quinto melhor baterista do mundo pela revista especializada Modern Drummer - algo que nem foi citado durante a conversa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na época, ele também divulgava o álbum acústico "Acoustic, But Plugged In!", com o Hangar, e o livro "Aquiles Priester: de fã a ídolo". Apesar de todos os "ganchos" para o bate-papo, o músico foi chamado ao palco da seguinte forma: "Ele não quis mostrar aqui (a técnica na bateria), acho engraçado isso. O negócio dele é ser baterista, um craque, o polvo, mas aqui é um monopolvo. Não trouxe a bateria. É um preguiçoso. Aquiles 'Polvo' Priester', venha para cá".

Após conversar um pouco sobre as origens do entrevistado, Jô voltou a citar que Aquiles "ficou de trazer, mas não trouxe" a bateria completa, com o bumbo duplo. Em seguida, o músico contou como começou a tocar o instrumento - e o apresentador acabou perguntando por que ele "não quis" trazer seu kit na íntegra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Priester contou a Jô, inicialmente, que não levou a bateria completa porque preferia "mostrar seu trabalho com o Hangar", que era acústico, e a história da banda. "Também acho, mas uma coisa não invalida a outra", comentou o apresentador, que, inconformado, comparou o músico a David Copperfield - o ilusionista concedeu entrevista ao programa anteriormente, mas não realizou nenhuma mágica.

Com a insistência de Jô, Aquiles acabou entregando o que seria a verdade: a produção pediu para que fossem tocadas músicas em um estilo mais leve, acústico, que tivesse mais a ver com o programa. Jô chegou a dizer: "Já percebi convidado que vende uma pauta, chega aqui e fala de outro assunto".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, foi exibida uma filmagem com uma pergunta enviada por Vera Figueiredo. A baterista pediu para que Aquiles Priester mostrasse o segredo para sua velocidade com os pés - o que deixou o músico sem reação, já que, novamente, a bateria não estava lá. Jô acabou pedindo desculpas pelas brincadeiras e anunciou o show acústico do Hangar.

Assista à entrevista de Aquiles Priester a Jô Soares no site do Globoplay. Confira também a performance acústica do Hangar na plataforma.

Aquiles Priester se explica

Ao Podihhcast, Aquiles Priester relembrou que o vocalista e amigo Theo Vieira conseguiu uma pré-entrevista do baterista com Miriam, produtora do "Programa do Jô". "Conversamos por três horas, ela falou que a pauta estava incrível e que seria uma grande entrevista. Fiquei ansioso. Fui o primeiro músico de metal que sentou ali sozinho, sem uma banda", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A profissional disse que precisaria de um show do Hangar em formato acústico, mais leve, para ser exibido durante o programa, junto da entrevista. "Falei que estávamos lançando um DVD acústico e ela disse que era perfeito. Fechamos um set acústico, que é o oposto do normal: tem um bumbo só, não tem nem pedal duplo. Gravamos o set acústico (antes da entrevista) e foi tudo ok", disse.

O problema começou quando o show acústico já estava gravado. "A Miriam falou: 'o Jô pediu para você deixar a bateria porque ele vai pedir para você tocar algumas coisas com dois bumbos'. Eu falei: 'mas essa bateria não tem dois bumbos, dá tempo de montar?'. Ela falou que não, que teria que ser naquela, mas aquela não tinha dois bumbos, nem pedal duplo. Aí você vai explicar para uma pessoa que não entende... a pessoa pensa que você quer passar a perna", comentou Aquiles.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O baterista acabou sentindo o "climão" logo ao ser anunciado por Jô Soares como "preguiçoso". "Eu entrei e ele já começou: 'por que você não quis montar a bateria?'. Eu via a pauta passar no teleprompter e pensava: 'mas ele deveria estar falando outra coisa'", declarou.

A situação deixou Aquiles ainda mais chateado porque a bateria estava dentro do ônibus da banda, estacionado em frente ao estúdio. "Eu levo essa bateria dentro do meu ônibus. Viajava dias para ir até o Nordeste, levando bateria, P.A. e tudo... você acha que eu não queria levar a bateria para o Jô?", explicou.

Ele reforçou: "Não faz o menor sentido. As pessoas sabem que eu levo a bateria para todo lugar. Eu dirigi a Transamazônica, fui até Euclides da Cunha, Altamira, levando a bateria. O pior é que o ônibus do Hangar estava estacionado na frente da Globo o dia inteiro com a bateria inteira montada lá dentro. Toda hora, eu perguntava se não precisava trazer, mas falaram que era só o acústico".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Entre o show acústico e a entrevista, tentaram fazer com que Aquiles improvisasse com a bateria reduzida que estava montada - o que ele recusou. "Pediram para que a bateria do acústico ficasse montada e eu falei que não, pois não fui até ali para sair vendido do jogo. Se você quer que eu toque acústico, preparo acústico. Se quer metal, que é a coisa que faço todos os dias, preciso das minhas ferramentas, que eu não tinha. Eu não ia tentar improvisar, porque ficaria gravado eu me f*dendo", disse.

Por fim, Aquiles deixou claro que não se arrepende de ter se recusado a improvisar sua técnica em uma bateria reduzida. "Falar 'não' para a produção da Globo é muita responsabilidade. E é tipo: 'se o cara não quer, ok, vou f*der ele'. Mas não me importo com esse tipo de coisa. O importante é quando você tem certeza de que fez tudo aquilo que precisava ser feito", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Assista à entrevista ao Podihhcast a seguir (a partir de 1h12min):

Angra: Pela 1ª vez, Aquiles Priester conta em detalhes como e por que foi demitido

Aquiles Priester: em 1992, dispensado de gravação por não conseguir tocar com click

imagemAquiles Priester: por que ele não permite fotógrafos perto da bateria em shows

Aquiles Priester: "Se tem problema com alguém, resolve, não fica fazendo videozinho"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

imagemAquiles Priester: o que ele diz a quem o critica por erro no teste do Dream Theater

imagemEdu Falaschi: DVD não foi liberado no Brasil porque "pessoas vão comparar", diz Aquiles

Angra: Rafael Bittencourt não recusa tocar com Aquiles, mas questiona seu caráter

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemAquiles Priester lança vídeo com collab inédita de músicas do Hangar

Michel da Luz lança novo EP e convidados vão de Aquiles Priester a Diogo Mafra

imagemAquiles compartilha réplica a Rafael: "melhor coisa após entrar no Angra foi ter saído"

imagemSaída do Aquiles Priester do Angra "foi um grande alívio" segundo Rafael Bittencourt




Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.