Testament: "Tocaremos músicas que não tocamos há 10 anos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Daniel Tavares
Enviar correções  |  Ver Acessos

O que acontece quando duas bandas ícones do Heavy Metal se encontram? Suspeitamos que uma completa destruição, mas o público de sete cidades brasileiras, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, Curitiba, Rio, SP e BH (na verdade, mais cidades ainda, por causa das excursões) terão certeza a partir deste final de semana quando o TESTAMENT e o CANNIBAL CORPSE chegam para percorrer boa parte do país em shows imperdíveis. Conversei com Eric Peterson, guitarrista fundador da banda sobre essa turnê e outros assuntos. Ele disse querer receber indicações de boas bandas brasileiras, mas, sobre o nome do novo álbum do TESTAMENT... Confira a conversa na íntegra logo abaixo.

Cachês: nova lista revela quanto embolsam astros do Rock e MetalNikki Sixx: "transei com a mulher do Bruce Dickinson"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que acontece quando duas bandas ícones do Heavy Metal se encontram? Suspeitamos que uma completa destruição, mas o público de sete cidades brasileiras, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, Curitiba, Rio, SP e BH (na verdade, mais cidades ainda, por causa das excursões) terão certeza a partir deste final de semana quando o TESTAMENT e o CANNIBAL CORPSE chegam para percorrer boa parte do país em shows imperdíveis. Conversei com Eric Peterson, guitarrista fundador da banda sobre essa turnê e outros assuntos. Ele disse querer receber indicações de boas bandas brasileiras, mas, sobre o nome do novo álbum do TESTAMENT... Confira a conversa na íntegra logo abaixo.

Eric Peterson no Tuska Open Air 2013 - Imagem: Wikipedia
Eric Peterson no Tuska Open Air 2013 - Imagem: Wikipedia

Daniel Tavares: Como você está, Eric?

Eric Peterson: Eu estou bem. Como você vai?

Daniel Tavares: Bem também. É um prazer falar contigo. Eu vou ver vocês neste domingo em Fortaleza.

Eric Peterson: Bom.

Daniel Tavares: Todo mundo em Fortaleza (e no Brasil) está esperando muito por este show. Então, vocês estão vindo outra vez para a América do Sul para uma turnê com o CANNIBAL CORPSE. O que os fãs do TESTAMENT podem esperar destes shows?

Eric Peterson: Nós já estivemos em turnê por algum tempo divulgando o último álbum, enquanto nos engajamos na gravação do novo álbum. Vamos tocar um set muito legal, nós estamos muito excitados, estamos na verdade adicionando quatro novas canções. Não novas, mas canções que não temos tocado por uns dez anos. Então teremos algumas canções que vão ser diferentes do set do DVD e estamos muito excitados com isso.

Daniel Tavares: Isso é bom de se saber. E o que você mais gosta no Brasil, que boas lembranças você tem do nosso país?

Eric Peterson: Minhas memórias? Ah, em primeiro lugar, as churrascarias do Brasil são realmente boas. Isto é uma coisa que nós vamos procurar de novo. Comida muito, muito boa. Os fãs também são maravilhosos. Eu acho que existe muita paixão no público, nos fãs na América do Sul, particularmente no Brasil. Os fãs tem uma paixão pelo metal. Provavelmente do que em qualquer outro lugar, eu acho. O TESTAMENT está na ativa por muito tempo, então temos um setlist realmente bem abrangente para todo mundo e vamos tocar muita coisa do primeiro álbum, do último álbum e estamos muito excitados com isso. Estamos excitados em ir tocar para as multidões brasileiras. Não temos estado aí por um tempo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daniel Tavares: Esta será a primeira vez em cidades como Recife (a cidade que vai abrir a turnê) e Fortaleza (onde eu vou assistir vocês). Você fica feliz em visitar mais cidades em nosso país e fazer uma turnê mais extensa do que a que fizeram antes?

Eric Peterson: Sim, definitivamente. Eu acho que esta é a primeira vez que vamos conseguir passar um pouco mais de tempo no Brasil. Eu não estou certo se vamos ter todos os shows um atrás do outro. Eu espero que tenhamos uns dias de folga para passear e relaxar nas cidades, visitar alguns locais nas cidades um pouco. Fazer mais shows é realmente maneiro. Nós usualmente só tocamos em São Paulo e no Rio, agora temos outros shows.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daniel Tavares: Sim, é mesmo. E vocês são ícones no Thrash Metal. O CANNIBAL CORPSE são, da mesma forma, icônicos no Death Metal. E vocês vão fazer a turnê juntos. O que você pode nos contar sobre fazer esta turnê com eles, com o CANNIBAL CORPSE?

Eric Peterson: Bem, vai ser a primeira vez que nós fazemos uma turnê com eles. Nós conhecemos os caras do CANNIBAL CORPSE, já nos divertimos juntos, eu acho que a música deles é incrível. Eu acho que é uma combinação realmente muito boa. Para os fãs de metal será uma noite muito boa de metal, com certeza. Eu acho que as duas bandas combinadas são um bom pacote. Todas as vezes que viemos para a América do Sul tocamos com bandas locais, o que é legal, mas dessa vez estamos dando à multidão mais razões para vir ver o show.

Daniel Tavares: Será bem legal. Eu não tenho visto canções do "Low", do "Demonic" e do "Ritual" nos setlists nos últimos dias. Existe alguma razão pra isso além da ausência do Alex Skolnick nestes álbuns?

Eric Peterson: [Risos]. Sim. Desta vez, nós vamos tocar muito mais canções do "The Gathering", vamos tocar uma canção do "Low" agora, não vamos tocar nada do "Demonic". Com esperança nós vamos tocar algo do "Demonic" da próxima vez. Eu tentei fazer isso acontecer, mas as pessoas não queriam fazer isso. Então, nós trabalhamos em colocar algumas canções no setlist, algumas do "Low", algumas do "Gathering", no novo estilo do TESTAMENT e, claro, tudo do catálogo mais antigo, algumas canções famosas que nós temos e também canções dos últimos dois discos que fizemos.

Daniel Tavares: E como você vê a nova cena do Thrash Metal, algo como o revival da Bay Area, bandas como HAVOC tentando trazer de volta aquela energia que bandas como EXODUS, METALLICA e TESTAMENT tinham nos anos 80?

Eric Peterson: Você está falando de alguma banda nova específica?

Daniel Tavares: Não exatamente uma banda em específico. HAVOC foi a primeira que me veio à mente.

Eric Peterson: Se você está me perguntando sobre o que eu acho das bandas mais novas, eu não tenho ouvido nada. Eu sei que este tipo de música que nós fizemos tem uma segunda fase, onde muitas pessoas mais jovens estão entrando no Thrash Metal e está ficando meio que legal de novo, eu acho. Pra mim é sempre legal. É o que eu faço. Mas me parece ser, tipo, o comparecimento aos shows parece ter aumentado, muito mais pessoas tem vindo ver esse tipo de bandas e isso é muito legal.

Daniel Tavares: Ok. E como estão os planos para o seu próximo álbum, o sucessor de "Dark Roots of Earth"?

Eric Peterson: Oh, estão ficando muito bons. Eu estou excitado para fazer um novo álbum. Não existe descanso no TESTAMENT, então eu acho que o novo álbum vai ser mais pesado, um pouco mais rápido, um pouco mais melódico...Definitivamente vai ser um pouco mais como o "The Gathering". Mas vai ser bem único. O novo material vai ser bem único.

Daniel Tavares: Vocês já tem um nome?

Eric Peterson: Se eu tenho um nome?

Daniel Tavares: E pode nos dizer?

Eric Peterson: Sim, nós já temos um nome. Não, eu não posso te dizer. [risos]

Daniel Tavares: Ok. Sem problema. E sobre o DRAGONLORD? Existe algum plano para alguma turnê ou um novo álbum no futuro próximo?

Eric Peterson: Sim, o DRAGONLORD está gravando um novo álbum e o TESTAMENT ocupou o espaço o pouco, mas o novo álbum vai estar pronto no começo do próximo ano e vai se chamar "Dominium". Esse álbum vai ser muito legal e eu estou excitado com ele também. E não podemos esperar para terminá-lo e tocar. Faz um longo tempo e estamos excitados para sair e tocar para os fãs brasileiros.

Daniel Tavares: O Chuck Billy enfrentou um câncer alguns anos atrás. O mesmo aconteceu com o Bruce Dickinson. Felizmente, ambos os vocalistas estão bem e tem entregado boa música desde então. Como você encarou as notícias sobre a doença de Chuck naquela época? E as terapias nativas a que ele se submeteu tiveram alguma influência nas canções do "Dark Roots of Earth"?

Eric Peterson: Oh, sim. Aquilo foi muito surreal. Não parecia de verdade até que eu o vi e ele estava indo à quimioterapia e passando por todos os efeitos. Mas ele ficou melhor e quando eu falei com ele e ele disse para não me preocupar, que ele iria derrotar aquilo. E ele ganhou meio que tão rápido, sabe. É uma situação realmente muito louca. Ninguém pode mesmo entender o que é a não ser que passe por isso.

Daniel Tavares: Chuck disse em uma entrevista que se submeteu a algumas terapias nativas, indígenas, com alguns xamãs. Isso teve alguma influência em alguma canção do TESTAMENT que vocês lançaram depois disso?

Eric Peterson: Definitivamente. Toda essa situação eu acho que foi uma coisa que mudou a vida do Chuck e sua forma de pensar. Isso trouxe muita coisa de sua herança indígena, eu acho, especialmente na canção "Native Blood". Eu acho que essa é, tipo, a sua forma de responder ao que ele pensa sobre si mesmo e sobre sua gente.

Daniel Tavares: Eu sempre pergunto esta canção para todos os meus entrevistados. Existe algum artista brasileiro que você goste, que você escute em sua casa, ou que tenha tido alguma influência no seu estilo de tocar ou na sua música?

Eric Peterson: Você quer que eu te diga meus artistas favoritos?

Daniel Tavares: Os artistas brasileiros favoritos.

Eric Peterson: Oh, artistas brasileiros. Olha eu não sou muito ligado nos artistas brasileiros. Eu sei, claro, do SEPULTURA. Eles são famosos. Eu ainda escuto os discos deles. Tem uns outros caras que são muito bons, mas não estou bem certo sobre o nome deles. Talvez você possa me dizer o nome de algum artista brasileiro.

Daniel Tavares: Você pode procurar pelo KORZUS quando estiver aqui. E em Fortaleza vocês vão dividir o palco com o FACADA, que é uma banda de grind core, e com o ENCÉFALO, que é thrash/death. Eu vou dizer pra eles pra te entregarem um álbum quando você estiver aqui.

Eric Peterson: Oh, eu amaria.

Daniel Tavares: Estamos chegando ao final da entrevista. Eu gostaria de te dizer para aproveitar seu tempo aqui. E se você tiver um tempo, eu recomendo que vá à praia em Fortaleza ou Recife. Você poderia deixar uma mensagem para todos os seus fãs no Brasil, principalmente para os que vão te ouvir na Metal Militia Web Radio ou ler no Whiplash.net e, claro, vão comparecer a algum dos seus shows.

Eric Peterson: Estamos tão excitados em vir tocar pra vocês, caras. Já faz um bom tempo e nós não vemos a hora de tocar pra vocês, ver a loucura dos fãs, que gostam muito desse tipo de música e nos fazem tocar ainda melhor. Não podemos esperar para chegar aí e tocar.

A primeira parada do TESTAMENT com CANNIBAL CORPSE é dia 14, sábado, na primeira edição do Hellcifest, no Clube Português, na Capital Pernambucana. No dia seguinte, é a vez dos cearenses terem o seu show mais mais esperado do ano, no Complexo Armazém. Dois dias depois, do outro lado do país, os gauchos vão conferir a boa briga das duas bandas no Opinião. De lá, elas seguem para Curitiba, dia 18, no Music Hall e fazem mais um final de semana de caos completo passando pela Cidade Maravilhosa na sexta (20, Circo Voador), detonando no Carioca, na capital paulista no sábado, 21, e encerrando a parte brasileira da turnê em Belo Horizonte, no Music Hall. De lá, Buenos Aires, Santiago, Lima, Bogotá, San José, Cidade do México, Guadalajara e voltam para suas casas.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Testament"


Thrash Metal: Álbuns injustiçados nos anos noventa.Thrash Metal
Álbuns injustiçados nos anos noventa.

Thrash Metal: Os melhores discos lançados depois do ano 2000Thrash Metal
Os melhores discos lançados depois do ano 2000


Cachês: nova lista revela quanto embolsam astros do Rock e MetalCachês
Nova lista revela quanto embolsam astros do Rock e Metal

Nikki Sixx: transei com a mulher do Bruce DickinsonNikki Sixx
"transei com a mulher do Bruce Dickinson"


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280