Matérias Mais Lidas

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemCuecão de couro: Rob Halford posa com suas "great balls of fire" em camarim

imagemAvenged Sevenfold e o álbum do Guns N' Roses que deveria ser mais valorizado

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemMike Portnoy e a música do Rush que virou um grande sucesso do Guns N' Roses

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemO dia que fãs choraram por gás lacrimogêneo e Falaschi achou que estavam emocionados

imagemO dia que filhos dos Titãs foram retirados de show e Nando Reis quase foi preso

imagemNergal diz que Behemoth é mais que anti-religião e emociona-se com LGBTQ e aborto

imagemCinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

imagemCinco álbuns que serão lançados no segundo semestre de 2022 e merecem a sua atenção

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim


Stamp

Dave Mustaine: Magia Negra, Obama e Metallica

Por Marco Néo
Fonte: Goldmine
Em 18/06/11

Patrick Prince, da revista Goldmine, entrevistou em junho de 2011 o líder do Megadeth, Dave Mustaine. Seguem alguns trechos da conversa.

Goldmine: Você ainda persiste em não tocar mais músicas como "The Conjuring" (do álbum "Peace Sells"), agora que você se tornou cristão?

Mustaine: Bom, não é que eu não tocaria essa música. O problema é o assunto que ela trata. Eu tenho lutado com isso. Por exemplo, "Anarchy in the U.K." (do álbum de 1988, "So Far, So Good… So What!") é uma música que eu realmente não gosto de tocar porque começa já dizendo "I am an Antichrist" (eu sou um anticristo). Bom, eu não sou um anticristo. E não só eu não sou um anticristo mas nem quero ser um. Eu nunca seria um deles. E quanto a "The Conjuring"… Ela de fato tem os componentes de uma bruxaria nela e quando eu a compus era legal e estava na moda se envolveer em magia negra, no lado negro e coisas do gênero — então era legal ter partes de uma bruxaria em uma música. Mas olhando hoje em dia — sendo pai, sendo uma pessoa responsável, sendo um músico que influenciou de maneira positiva várias pessoas — eu olho para essa música e penso, "eu não sei se a tocaria ao vivo". E é a mesma coisa com "Bad Omen" (do álbum "Peace Sells…"). "Bad Omen" fala de uma orgia satânica e essa letra foi baseada em um livro que nós teríamos que ler quando eu estava no colegial em uma escola de Los Angeles. A escola de Orange County, acredite se quiser.

Goldmine: Havia uma forte desilusão sobre os políticos e sobre os fatos acontecendo ao redor do mundo na época de "Peace Sells". As coisas não melhoraram muito desde então. Às vezes as coisas não mudam.

Mustaine: Não, elas não mudam. As coisas não mudaram desde que Kennedy foi assassinado. Me mandaram recentemente um vídeo do cara que estava dirigindo o carro do Kennedy se virando e atirando na cabeça dele. Você já viu esse vídeo? Conseguiram filmar de outro ângulo. Você deve conhecer o vídeo famoso com a perspectiva do lado do passageiro. Bem, tinha mais alguém do lado dele. Eles tinham outra câmera. Oh meu Deus, isso vai fazer você odiar seu governo. Porque eu o amava quando era criança. Ele era o Presidente quando eu nasci. Eu fico pensando sobre como eram as coisas quando eu era criança e todo mundo ficava falando sobre como Kennedy era ótimo. Então, depois que ele faleceu não restou muita esperança para os Estados Unidos.

Goldmine: Parece que depois disso ninguém mais teve tanta consideração assim pelo ofício de Presidente dos Estados Unidos.

Mustaine: Nunca mais. E eu acho que foi por causa das coisas que aconteceram e pela falta de confiança. E mais, quando você olha para "Peace Sells… But Who's Buying?", qual é todo o conceito que permeia o álbum — nós como o povo e a juventude da América olhada individualmente… Eu não queria dizer "facção", é um termo errado para se utilizar, mas uma entidade, vista por si só. A juventude dos Estados Unidos sendo justificada, finalmente, amadurecendo, e sendo capaz de olhar para a situação e dizer ‘Quer saber? Eu não quero esse candidado da Mandchúria como nosso Presidente." Hoje em dia é como era naquela época. Eu vejo a maneira pela qual Obama está vendendo nosso país e de que jeito as coisas vêm acontecendo e a maneira pela qual nossa economia está afundando. Por que a gente não dá um jeito na situação do Alaska? E por que nós demoramos tanto para agir no Golfo? Por que nós demoramos tanto para agir na Líbia? Por quê?! Cadé a certidão de nascimento dele? Quer saber, aquela certidão de nascimento que ele mostrou para todo mundo… Eu me lembro de arrumar uma daquelas para poder comprar bebida. Alô Obama. Vamos lá, o pessoal vendia esses papéis na contracapa da revista Creem por três pratas.

Goldmine: Incluir as observações do ex-companheiro de banda de Mustaine no Metallica, Lars Ulrich, na reedição de 25 anos de "Peace Sells" foi uma boa sacada.

Mustaine: É, eu sei. Eu fiquei realmente emocionado. Olha, isso serve pra mostrar que a relação que Lars e eu realmente tivemos no decorrer dos anos ocorreu na privacidade, e as pessoas realmente não sabem o que aconteceu. Tudo o que as pessoas sabiam foi o que saiu na imprensa, e por causa do delay da imprensa escrita - você diz algo em uma entrevista e seis meses depois essa declaração aparece de novo. Eu me lembro de várias ocasiões… Eu me lembro de uma vez, eu estava no Arizona e fazia cinco anos que estava sóbrio, indo ao AA — digo, eu não sou mais um membro da irmandade dos doze passos porque quando eu me converti minha vida mudou e eu me libertei de muito daquela insanidade — mas naquela época eu realmente estava seguindo o programa. Eu estava dando apoio para outros caras e indo às reuniões, fazendo trabalho comunitário e tal. Daí eu ouvi alguma coisa no rádio, era um programa em que estavam questionando minha sobriedade, e eu fiquei muito sentido. Sabe, é esse tipo de coisa que as pessoas não vêem. Elas não estão sentadas aqui do meu lado quando eu ouço esse tipo de coisa no rádio. Eu sabia que quando houvesse a chance, quando fosse a vez, se alguém fosse fazer piada do James Hetfield quando ele estivesse passando pelos maus bocados dele, essa pessoa não seria eu. Porque eu sabia como era passar por aquilo. Eu prometi para mim mesmo que iria parar e eu parei. O problema é que quando você tem um avião cargueiro e você tenta manobrar aquele monstro, você está na cabine de comando, você sabe que a direção está totalmente virada para a esquerda ou para a direita, você sabe. Mas, olhando pela janela, demora muito para aquele monstrengo se virar. Então muito do que aconteceu entre Lars e eu… nós éramos realmente próximos. Sempre que ele aparecia na cidade, nós nos encontrávamos e saíamos juntos. Eu acho que provavelmente a rixa mais popular era entre Lars e eu, mas provavelmente a mais dolorosa era entre eu e James. Porque eu gostava tanto dele, eu sentia muito a falta dele. Então quando chegou a hora de enterrar o passado, essa hora chegou quando o Darrel (Dimebag Abbott, guitarrista do Pantera) foi assassinado… Eu fiz o programa em memória dele para a MTV, foi feito um "Headbangers Ball" em homenagem do cara, e depois que eu participei desse programa eu disse no meu web site: "Olha, cara. A vida é muito curta. Eu quero enterrar o meu passado. Com quem quer que eu tenha alguma treta, por favor me procure para que nós possamos fazer as pazes. Eu estou acendendo o cachimbo da paz." E esse foi o começo. Eu resolvi todos os problemas que tinha com o PANTERA, com o METALLICA, com o SLAYER e eu estou muito animado com o ponto onde eu estou agora na minha carreira. Eu tenho a honra dúbia de ter a capacidade de gerenciar a carreira de uma banda chamada BAPTIZED IN BLOOD, o meu manager e eu estamos gerenciando a carreira do TESTAMENT… o que é sensacional, porque eles são uma banda grande. Além disso, nós temos algumas outras coisas rolando fora do ramo da música, então no dia em que eu pendurar minha guitarra, eu ainda vou estar muito envolvido com tudo. E eu estou muito animado com esse prospecto.


Metallica x Dave Mustaine

imagemMetal Up Your Ass: Os primórdios do Metallica

Mustaine mostra interesse em turnê Metallica-Megadeth

Metallica: "Chega de Lars Ulrich!", diz Dave Mustaine

imagemMegadeth x Metallica: Conheça as duas versões da história

Megadeth: Dave Mustaine fala sobre intrigas do Metallica

Dave Mustaine volta a falar do Metallica

Megadeth adia show e critica Metallica

Dave Mustaine pede perdão a todos

Lars, do Metallica, sacaneia Dave Mustaine

Dave Mustaine quer ser amigo do Metallica

Dave Mustaine alfineta Metallica em show

Mustaine: "Não há mais mágoa do Metallica"

Dave Mustaine: "sim, eu já perdoei o Metallica"

Metallica com Mustaine e Dave Ellefson

Metallica: "Não tenho problema com Mustaine", diz Lars

Metallica no Hall Of Fame: Jason e Rob sim, Mustaine não

Dave Mustaine: guitarrista afeminado no Metallica?

imagemMetallica: Lars fala sobre relação com Dave Mustaine

imagemDavid Ellefson: "o Metallica derrubou muitas barreiras"

Megadeth: carta aberta de Dave Mustaine ao Metallica

imagemMetallica: "Dave Mustaine nunca tocou em nenhum dos álbuns"

Mustaine: "gostaria de ser nomeado junto com o Metallica"

Dave Mustaine: "estava falando com Lars Ulrich ao telefone"

imagemMetallica: James Hetfield comenta sobre egos, Mustaine, Load e homossexualidade

Megadeth ou Metallica: texto aponta qual é a melhor banda

Metallica: Segundo Mustaine, James, Cliff e Kirk iam demitir Lars

Metallica: Scott Ian nega afirmação de Mustaine

Mustaine: não mais lutando contra os demônios do Metallica

Mustaine: "Lars não conseguirá me deixar fora do RNR Hall!"

Dave Mustaine: "Sei quem James Hetfield realmente é"

Mustaine sobre Lars: "Realmente tentei fazer as pazes!"

Metallica: "é por este motivo que Dave não está na banda"

Mustaine: por que ele perdeu seu emprego no Metallica?

Dave Mustaine: ameaça a jornalista por causa de entrevista

Mustaine: "eu nem te daria um tapa, porque merda esparrama"

Megadeth: jornalista rebate ofensas feitas por Mustaine

Mustaine x jornalista: a entrevista completa

Dave Mustaine: "Não há problemas entre mim e o Metallica!"

Jeff Young: Mustaine perdeu a chance de superar o Metallica

imagemEm vídeo: Ouça James Hetfield cantando Megadeth

Dave Mustaine: "Minha vida não se resume somente a brigas"

imagemMegadeth: "somos todos parte do Metallica de alguma forma"

Mustaine: "Uma turnê Megadeth/Metallica seria ótimo"

Big Two: Metallica e Megadeth podem fazer turnê juntos?

Mustaine: "Metallica não seria o que é sem minhas canções"

Dave Mustaine: animado com relacionamento com o Metallica

imagemMustaine: "nós somos amigos agora", diz sobre o Metallica

Mustaine: "Quero um novo relacionamento com o Metallica!"

Dave Mustaine: Megadeth, Metallica e sua biografia

imagemMegadeth: "Não estaríamos aqui sem o Metallica!"

Lars Ulrich: atrito entre Metallica e Megadeth nunca existiu?

Megadeth: Lars Ulrich em edição comemorativa de Peace Sells

Megadeth: Mustaine quer supergrupo com James e Lars

Metallica: "The Unforgiven" é a música favorita de Mustaine

Dave Mustaine: "eu faria algo com James e Lars"

Metallica: Por que Lou Reed e Não Dave Mustaine?

Metallica: James Hetfield imitando Dave Mustaine na TV

James Hetfield: ensaio fotográfico com Dave Mustaine

Metallica: Dave Mustaine estará no show de hoje à noite

Metallica: vídeos da banda junto com Dave Mustaine

Metallica: Dave Mustaine fala sobre ter tocado com a banda

imagemDave Mustaine x Metallica: entenda a complicada relação

Dave Mustaine: "tocar com o Metallica foi purificador"

Megadeth: Nos primórdios, plano de Mustaine era destruir o Metallica

Todas as matérias sobre "Metallica x Dave Mustaine"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo.