Metallica: "Lars não é tão talentoso assim", diz Kip Winger

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Faria, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O frontman do WINGER, Kip Winger, foi entrevistado em 2008 por C.C. Banana, e dentre os tópicos abordados, comentou-se os problemas de drogas de Jani Lane, a infelicidade de Lars Ulrich e, no fim, Joe Elliott (DEF LEPPARD) recebe um desafio.

4609 acessosMetallica: Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington5000 acessosMetallica: a lista de exigências da banda em 1983

C.C. Banana: Em 2005 você foi um dos artistas apresentados no VH1 Metal Mania Stripped Across America Tour, junto com DON DOKKEN, STEPHEN PEARCY e FIREHOUSE. Jani Lane também estava no evento, mas ele acabou perdendo um monte de shows e tendo alguns problemas sérios no palco que foram bastante divulgados. Diga-nos, como foi lidar com um problema como aquele na turnê?

Kip Winger: "Pobre Jani. É uma estória triste, cara. Jani é um sujeito tão talentoso mas ele não consegue se manter centrado. Ele é um bom performer, um bom vocalista e um bom compositor, mas ele também é a prova positiva de que drogas e álcool vão te levar para o inferno. Ele poderia estar no palco e depois de três músicas ele jogaria o microfone e diria 'foda-se esta merda, estou saindo daqui!'. Para mim, isso é o pecado cardinal número 1. O show deve continuar, baby! Nós finalmente tivemos que tirá-lo do ônibus. Na verdade nós fizemos ele viajar na van! Quando ele está limpo, ele é um cara muito carinhoso. Tudo isso é por causa das drogas e álcool, cara. Fique longe dessas coisas! Até Nikki Sixx te dirá isso".

C.C. Banana: Você já jogou dardos numa foto de Lars Ulrich?

Kip Winger: "Eu nunca fiz isso. Eu nunca tive nada contra o cara. De fato, quando eu ouvi o 'álbum preto' do METALLICA pela primeira vez, eu achei que era um trabalho realmente legal... e então eles começaram a falar coisas de mim, por algum motivo. Mas tudo bem, Lars não é tão talentoso assim. Ele tem muito dinheiro, porém, então estou certo de que ele está feliz. Na verdade eu senti por ele quando vi aquele documentário 'Some Kind of Monster'. Ele estava sentado ali ao lado do pai dele, só fervendo com emoções paradas sobre coisas que ainda estavam sem resolver. Foi realmente triste de ver. Mas eu gosto de METALLICA, eles são uma boa banda".

C.C. Banana: Você tem outros tópicos sobre o qual gostaria de falar, Kip?

Kip Winger: "Sim, eu só gostaria de dizer que eu li o que Joe Elliott (DEF LEPPARD) disse, falando mal de bandas como POISON e WINGER. Eu já me acostumei a ser o saco de pancadas, eu agüento tudo! Mas POISON é realmente bom ao vivo e a resposta de Bret Michaels a Joe foi ótima. Eu também adoro DEF LEPPARD e acho que eles são uma grande banda. Mas se Joe Elliott quiser me encontrar em um clube de Los Angeles da escolha dele com um violão, deixe o Pro Tools em casa e eu lhe darei uma surra!"

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 12 de janeiro de 2017

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

Lars UlrichLars Ulrich
Ele pode aparecer onde você menos espera

Thrash MetalThrash Metal
A paranóia do holocausto nuclear

MetallicaMetallica
Ulrich: "Ninguém queria fazer vídeos conosco"

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Winger"0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"0 acessosTodas as matérias sobre "Def Leppard"

MetallicaMetallica
A lista de exigências da banda em 1983

O tempo, ah o tempo!O tempo, ah o tempo!
Rockstars nos anos oitenta e hoje

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1986

5000 acessosMetallica: noiva toca "Master..." na bateria no casamento5000 acessosHeavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos5000 acessosOs diários secretos de Roger Waters4028 acessosAs 101 Regras do Metaleiro Elitista5000 acessosExodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt5000 acessosRock e Metal: 7 bandas/artistas que você pronuncia o nome errado

Sobre Daniel Faria

Nascido em 1977, cresceu em um lar onde rock progressivo dominava as ondas do ar. Aos 12 anos, com a compra de "Paranoid" (Black Sabbath) tudo mudou e o metal gradualmente passou a ser o som predominante em casa. Estudou Computer Science / Applied Science pela Concordia University (Montreal, Québec, Canada) e hoje vive em um vilarejo rural em Simcoe County, centro-sul de Ontario, Canada.

Mais matérias de Daniel Faria no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online