Kiko Loureiro: guitarrista fala sobre suas influências

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Juliano Sicuto, Fonte: eJazz News, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Mark Kirby do eJazzNews conduziu em 2007 uma entrevista com o guitarrista do ANGRA, Kiko Loureiro, onde ele fala sobre suas influências musicais.

1746 acessosAngra: Os primórdios de Angel's Cry antes da Demo Reaching Horizons5000 acessosMetal Extremo: algumas bandas que você precisa ouvir


eJazzNews: Como foi a sua infância? De que tipo de família você veio - classe baixa, média ou alta?

Kiko Loureiro: "Eu vim de uma família de classe média. Meus pais puderam me dar um violão decente, e pagar algumas aulas particulares".

eJazzNews: Que tipo de música tocava em sua casa enquanto você crescia?

Kiko: "A princípio Bossa Nova e outros gêneros da música brasileira por parte de minha mãe, e música clássica por parte de meu pai. A música brasileira sempre foi a música que eu mais respeitei e admiro. Eu a misturei com Rock e Heavy Metal conforme fui conhecendo através de discos e vídeos".

eJazzNews: Quando você começou a estudar música? O que te levou a isto?

Kiko "Eu tinha onze anos quando comecei com as aulas de violão clássico. Eu tive aulas particulares de violão acústico por dois anos. Em 1984, quando eu tinha 12 anos, o KISS veio para o Brasil. Era a turnê do 'Creatures Of The Night', um evento grandioso. Fiquei mais apaixonado por música e Rock. Aos 13 ganhei minha primeira guitarra. Naquele ano também tivemos um grande festival no Brasil chamado Rock in Rio. Foi um enorme evento. QUEEN, IRON MAIDEN, OZZY SCORPIONS, AC/DC e WHITESNAKE participaram. Aquele evento me fez ver a música com um ar mais sério. No ano seguinte, eu descobri os guitarristas virtuosos da América do Norte como Steve Vai, Joe Satriani e Greg Howe. Mas ao mesmo tempo, eu estava tocando coisas legais como Baden Powell enquanto ia descobrindo a magia e a complexidade de Wayne Shorter, Coltrane, Miles Davis, Charlie Parker entre outros. Eu sempre tive aulas particulares com professores da comunidade de músicos do Brasil. Hoje, eu uso os dois estilos em minhas músicas. Eu toco meu estilo de 'Rock Guitar' no meu álbum solo 'No Gravity' e música brasileira no 'Universo Inverso'".

eJazzNews: Há diferenças, musicalmente, entre São Paulo e Rio e o Nordeste do Brasil? Há diferenças regionais e étnicas na música em diferentes partes do Brasil?

Kiko Loureiro: "Óbvio! O Brasil é maior que a Europa! Nós temos uma inacreditável variedade de estilos, culturas
e etnias; somos uma mistura de índios nativos, europeus e africanos. Os índios não foram eliminados como nos EUA,
Chile e Argentina. Os africanos puderam continuar com suas tradições culturais, diferentemente dos EUA, tocando percussão e praticando sua Macumba (coisa de Voodoo). É por isso que nossa música é realmente baseada em percussão e canto, mantendo uma certa similariedade com países como Cuba e Caribe".

A entrevista completa pode ser conferida no link abaixo.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 26 de setembro de 2012
Post de 04 de março de 2014
Post de 04 de março de 2014

AngraAngra
Banda reage à tragédia com Adrenaline Mob

1746 acessosAngra: Os primórdios de Angel's Cry antes da Demo Reaching Horizons908 acessosAngra: mais um vídeo das gravações do novo álbum1873 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?2628 acessosAngra: Uma rara versão acústica de "Carry On" com Andre Matos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Importando MetalImportando Metal
Músicos gringos que atuam ou já atuaram em bandas brasileiras

Álbuns ConceituaisÁlbuns Conceituais
Blog elege o top 10 do Metal

Felipe AndreoliFelipe Andreoli
Louvado por homônimo do CQC no programa do Huck

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Kiko Loureiro"

Metal ExtremoMetal Extremo
Algumas bandas que você precisa ouvir!

Simone SimonsSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"

A História Impopular dos Rolling StonesA História Impopular dos Rolling Stones
Livro 2 - Mick Taylor

5000 acessosAC/DC: a história do nome e a idéia do uniforme de Angus5000 acessosMMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal5000 acessosRockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus5000 acessosGuitarras Feias: O maior acervo da Internet é brasileiro5000 acessosMetal: em vídeo, o riff mais copiado de todos os tempos4031 acessosLemmy Kilmister: saiba o que fez toda a sua carreira valer a pena

Sobre Juliano Sicuto

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online