W.A.S.P.: "Bush não devia ter sido eleito!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Renato Alves, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

O site sueco Metalshrine conduziu uma entrevista com o líder do W.A.S.P. Blackie Lawless; confira abaixo os principais trechos:

602 acessosConsequence of Sound: 10 discos de Hair Metal que "não são ruins"5000 acessosCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras

Quanto tempo foi preciso para fazer o novo álbum?: "Levamos em torno de um mês para escrevê-lo e gravamos no último verão. Também gravamos um pouco durante o outono, além de uma ou outra coisa na Bélgica".

Ele traz um conceito interessante, com um homem desrespeitando uma mulher assim como países grandes desrespeitam os pequenos. Me pergunto se esse álbum teria sido feito se não fossem os acontecimentos que sucederam o 11 de setembro de 2001? "É difícil dizer. Comecei a abordar pontos de vista políticos em 1989 com o álbum 'The Headless Children'. Sempre vínhamos mudamos a banda após esse álbum. É impossível lhe dar uma resposta definitiva sobre essa questão. Uma das coisas que aprendí é que você deve escrever o que sente no momento. Não tente pensar no que aconteceu cinco anos antes ou o que acontecerá daqui a cinco anos. O caminho mais verdadeiro para se compor é escrever o que se sente no momento. É difícil tentar especular sobre isso".

Estava pensando sobre o que você disse, e a maneira como os Estados Unidos tratam os outros países, além do acordo com Tony Blair... "Podemos também olhar para trás, no álbum 'Still not black enough' quando escreví em uma letra 'amo meu país mas tenho medo da morte de seu governo'. Isso foi há dez anos, então acho que isso responde seu questionamento. Sentia isso naquela época, quando o Bush-pai era o presidente. Quanto mais as coisas mudam mais permanecem do mesmo jeito".

Vamos voltar um pouco no tempo. Quando aconteceu o 11 de setembro, Al Gore disse que o mundo apoiava os Estados Unidos e que depois do Iraque o mundo se voltou contra os EUA... (interrompendo) "Vamos voltar um pouco mais. Não tenho certeza de que o mundo estava contra os Estados Unidos".

Bem, não digo contra o país, mas... (interrompendo de novo) "Contra o governo?"

Sim, isso que quis dizer "Não apenas outros países, mas internamente também. Lembremos que esse presidente e sua administração têm a menor aprovação desde Richard Nixon. Como diria Abraham Lincoln 'uma casa dividida não consegue se sustentar'. Isso é o que está acontecendo nesse momento, e para ser honesto, estamos há dois anos da eleição e ainda não vi nenhum interesse pelo assunto. Normalmente isso começa faltando apenas um ano. A razão pela qual a aceitação é tão baixa é porque desde Nixon que não ouvimos tantas MENTIRAS. Odiava Reagan, mas esses caras fazem com que ele pareça um pobre garotinho inocente. Bush está sistematicamente destruindo a constituição norte-americana, ponto a ponto, e fica se escondendo atrás da idéia do terrorismo. Tudo bem, mas não acho que o terrorismo tenha algo a ver com o furacão Katrina. Isso apenas mostra onde estão as cabeças dos governantes. Tudo gira em torno da venda de armas. Quando eu estava na Europa todos diziam que os EUA só queriam petróleo e eu tentava dizer que não. É tudo uma idéia de estabelecer a idéia deles de capitalismo e dar ênfase às companhias que eles querem que dominem outros países. Há muito mais do que petróleo envolvido nessa história".

Você sempre teve interesse em política? "Sim, pois para ser honesto com você, sei que os europeus não entendem o conceito de patriotismo dos Estados Unidos. Mas sinto que tive sorte de ter nascido onde nascí. Acredito nos valores de Thomas Jefferson, que dizia que a liberdade devia ser renovada de tempos em tempos com o sangue de tiranos e patriotas".

A música "Long Long Way To Go" é uma crítica aberta a Bush e seus companheiros "Eu tive essa idéia...usei uma metáfora da Bíblia quando Deus disse a Abraão para seguir o caminho dos arbustos queimados atrás da verdade. Pensei como isso era interessante. Amo a idéia do simbolismo e a metáfora por trás disso";

Qual a sua opinião sobre a reeleição de Bush? "De certa forma a Al-Qaeda acabou sendo seu próprio pesadelo, porque se não tivessem conseguido o que queriam, Bush não teria sido eleito de novo. Ele nunca deveria ter sido eleito já na primeira vez. Ele era um merda! Mas por causa das complicações do sistema ele acabou sendo até reeleito. Então a Al-Qaeda acabou sendo seu próprio inimigo, pois Bush teria sido esquecido já e a guerra nunca teria acontecido".

O que você pensa sobre a indústria da música hoje, com os downloads e o fato de que se você não vende milhões de cópias com um hit você é descartado? "Acho que para o nosso estilo estamos bem. Mas a música de maneira geral é um meio ruim. Não há lugar para os novos procurarem aprender sua profissão, eles não olham para as gerações passadas. Antes haviam circuitos, como os clubes, onde aprendíamos nosso trabalho. Vejo bandas novas na TV ou em shows e você pode notar que eles não aprenderam a fazer shows de verdade, pois não passaram anos tocando em clubes, que é onde você aprende de verdade. Hoje um garoto vende 3 ou 4 milhões de cópias de seu primeiro disco e se não repete no próximo, está fora. Pense em uma banda como o AC/DC, que levou 5 ou 6 discos para encontrar o sucesso. Pense nas grandes músicas que teríamos perdido se a gravadora não os tivesse apoiado naquela época, como fazem hoje".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

602 acessosConsequence of Sound: 10 discos de Hair Metal que "não são ruins"1359 acessosHair Metal: dez álbuns que valem a pena452 acessosChris Holmes: ex-guitarrista do W.A.S.P. lança vídeo de "T.F.M.F."606 acessosWASP: banda cancela shows para focar em novo disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "W.A.S.P."

Anos 90Anos 90
Bandas de hard e metal que decepcionaram

O tempo é implacávelO tempo é implacável
A turma do rock/metal não sabe envelhecer?

W.A.S.P.W.A.S.P.
Lawless teve "a mesma coisa" que Michael Jackson!

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "W.A.S.P."

CriançasCrianças
Como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras

MetallicaMetallica
Prejudicando as finanças da Igreja Universal

Collectors RoomCollectors Room
Uma das maiores coleções sobre o Queen está no Brasil

5000 acessosGuitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn5000 acessosIron Maiden: curiosidades sobre o "The Number Of The Beast"5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19825000 acessosMetallica: casal toca no casamento e é convidado pela banda5000 acessosVan Halen: a capa "punk" do primeiro álbum que a banda rejeitou5000 acessosCreed: música salvou garoto de ataque de lobos

Sobre João Renato Alves

27 anos, jornalista formado pela Universidade de Cruz Alta. Kissmaníaco inveterado, um verdadeiro apaixonado pela banda de Gene Simmons e Paul Stanley. Idolatra com quase a mesma paixão Queen, Van Halen e Black Sabbath. Aprecia desde o Rock dos anos 50 (Elvis, Little Richard, Chuck Berry, entre outros) e 60 (Beatles, Rolling Stones, The Who, Led Zeppelin...), Hard Rock dos 70's (AC/DC, Deep Purple, Alice Cooper...) e 80's (Mötley Crüe, Def Leppard, Europe, Talisman...), Metal Tradicional (Judas Priest, Dio, Ozzy...), NWOBHM (Iron Maiden, Saxon, Angel Witch...) e Thrash oitentista (Slayer, Destruction, Kreator...). Já teve um programa de rádio, chamado "Lavagem Cerebral", na Unicruz FM. Solteiro e seguidor das idéias de Gene Simmons em relação ao casamento.

Mais matérias de João Renato Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online