Christian's Voice: Ônix 8, pioneirismo no harcore melódico na cena cristã

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Moura
Enviar Correções  

A banda de hardcore melódico cristã, com pouco tempo de existência e já numa grande gravadora, comenta as dificuldades e preconceitos da cena, suas influências e mais.

publicidade

Whiplash: O Ônix 8 está na lista do pioneirismo dentro do Harcore Melódico na cena cristã. A que vocês atribuem o fato da banda conseguir em tão pouco tempo de existência, estar no "cast" de uma grande gravadora?

Tiago: Atribuímos a Deus pois é Ele quem nos tem dado a direção e tem aberto as portas para que a Ônix 8 possa estar levando a mensagem que temos aprendido.

Whiplash: Quais são as maiores dificuldades encontradas por não estar no eixo São Paulo-Rio-MG?

Tiago: Não vemos muita dificuldade. Talvez apenas na parte de ter mais oportunidade para eventos desse eixo, já que é o maior do Brasil.

Whiplash: Quais as maiores influências musicais de cada integrante da banda?

Tiago: Slick Shoes, No Use For Name, Legwegon, Millencolin, Pennywise, Mxpx, Sun 41, Unwriten law, Goldfinger.

Daniel: Good Charlotte, Yellowcard, Simple Plan, New Found Glory, CPM22, Angra, Shaman.

Diego: Mxpx, Ghot Hook, No Use For Name, Simple Plan, New Found Glory, Good Charlotte, Green Day, Dead Fish, Nofx.

Whiplash: O Hardcore Melódico parece estar um pouco difamado dentro da cena underground, sendo inclusive motivo de muitas discussões e provocações, vocês já enfrentaram algum tipo de pré-conceito por optar por este estilo?

Tiago: Diretamente ainda não, mas hoje vivemos uma fase de aceitação, pois o estilo que vivemos e tocamos é algo novo para o público cristão brasileiro.

Whiplash: Como está sendo a repercussão do lançamento de "Triste Porque?" no cenário não-cristão? A banda possui espaço na cena local?

Tiago: Sim. Este CD está nos abrindo várias portas no meio cristão e também no meio secular, que é o nosso alvo. Temos uma boa aceitação na cena local. Somos vistos como uma boa banda cristã pelas bandas seculares.

Whiplash: "Triste Porque?" tem uma bela produção e uma capa de muito bom gosto. Como foi o processo de gravação e porque a banda optou por apenas oito músicas para compor o disco?

Tiago: O início é sempre difícil, e acabamos produzindo apenas oito faixas simplesmente por falta de tempo e dinheiro, especialmente (risos).

Whiplash: Quais são os planos para o futuro? Quais vôos à banda pretende alçar?

Tiago: Nosso principal plano é fazer uma revolução na musica cristã nacional – introduzindo este estilo no cenário - e mostrar ao mundo o que Cristo fez por todos nós.

Whiplash: Uma diferença crucial entre o CD-Demo e "Triste Porque?", se refere à agressividade. Em "Triste Porque?" a banda parece ter aliviado a "mão" e ter produzido um disco mais dançante e digamos mais "radiofônico". Essa mudança ocorreu pelo fato da banda fazer parte de uma gravadora, ou apenas foi a "tendência natural" na evolução de suas composições?

Tiago: Isso não tem a ver com a gravadora, simplesmente foi devido as composições. Foi natural até mesmo com a intenção de fazer algo mais trabalhado e diversificado. Contudo, para quem gosta de um som mais agressivo, pode esperar porque o nosso próximo CD vai vir com uma linha mais pesada, de guitarras ainda mais trabalhadas e muita melodia.

Whiplash: A famosas ultimas palavras são...:

Tiago: "Não espere que o futuro venha mudar a sua vida, isso não vai acontecer. Esse é o seu tempo de viver..." Confie em Deus.

publicidade


Christians Voice

O impagável anti-rockO impagável anti-rock

White Metal Top 100White Metal Top 100

Resenha - Enter The Gate - Narnia

Christian's Voice: Amos, pioneiros do underground cristão nacionalChristian's Voice
Amos, pioneiros do underground cristão nacional

Roger Franco: Muito além do Ministério Paixão Fogo e GlóriaRoger Franco
Muito além do Ministério Paixão Fogo e Glória

Todas as matérias sobre "Christians Voice"



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


U2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da bandaU2
As 10 melhores músicas de todos os tempos da banda

Linkin Park: Chester Bennington abre o jogo sobre seu vícioLinkin Park
Chester Bennington abre o jogo sobre seu vício


Sobre Rafael Moura

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin