Beatles: A história do semi-ilegal primeiro álbum americano

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Daniel Faria, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A história do esquecido, semi-ilegal primeiro álbum americano dos Beatles, por Dave Lifton

De toda a confusão acerca dos primeiros lançamentos dos Beatles nos Estados Unidos, talvez nada se compare com a história do primeiro álbum americano, "Introducing...the Beatles". Foi lançado pela Vee-Jay Records no dia 10 de janeiro de 1964, 10 dias antes da Capitol lançar "Meet the Beatles!".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A história de como e por que isso aconteceu começou cerca de um ano antes. Quando o segundo single do grupo, "Please Please Me", foi lançado no Reino Unido, a EMI, a companhia dona da gravadora Parlophone, ofereceu o álbum à Capitol, sua gravadora americana. Mas a Capitol o recusou. Outra propriedade da EMI chamada Transglobal foi trazida para encontrar um "lar" americano (para distribuição). Então o disco foi comprado pela Vee-Jay, uma gravadora de R&B de Chicago que teve hits com Betty Everett, The Impressions, Jerry Reed e os Staple Singers. A companhia lançou a faixa título no dia 7 de fevereiro de 1963.

Apesar de não ter virado um hit nacional, "Please Please Me" teve realização respeitável em alguns mercados maiores, e planos foram feitos para lançar o primeiro álbum dos Beatles de mesmo nome nos Estados Unidos, apesar de vir com uma modificação. Na época, álbuns nos Estados Unidos normalmente não tinham mais de 12 canções, duas a menos do que "Please Please Me." Então a faixa título foi removida junto com a do lado B que era de um single, "Ask Me Why", e o álbum foi renomeado "Introducing...the Beatles".

A Vee-Jay tinha intenção de ter o disco nas lojas no fim de julho, mas uma crise financeira maior na gravadora, que acabou com a renúncia de seu presidente, adiou a data de lançamento. Citando o não pagamento de royalties do single, a Transglobal invalidou o contrato com a Vee-Jay.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No fim do outono, rumores sobre o grupo começaram a espalhar pelo país inteiro e a Capitol concordou lançar o novo single, "I Want to Hold Your Hand." Enquanto subia nas paradas, a Vee-Jay, que ainda tinha os masters mais antigos e a maior parte da arte pronta para sair, decidiu lançar o álbum, batendo decisivamente a Capitol e descobrindo que o muito-precisado dinheiro valia qualquer problema legal.

Mas a gravadora rapidamente descobriu um problema legal diferente. Uma semana depois do lançamento do álbum, a Vee-Jay foi atingida com uma ordem de restrição pela Beechwood Music, que era dona dos direitos de "Love Me Do" e "P.S. I Love You." Então a gravadora substituiu as duas faixas com o par que tinham removido inicialmente, e relançaram o LP no começo de fevereiro. Ele subiu para o número 2 na Billboard 200, onde só ficou fora do topo atrás de "Meet de Beatles!" da Capitol.

E aí veio o problema da Transglobal. Ao longo dos próximos dois meses, Vee-Jay e Capitol lutaram nos tribunais, com a Vee-Jay lançando uma nova versão de "Introducing... the Beatles" toda vez que uma das ordens judiciais da Capitol eram suspensas. Em abril, um acordo foi alcançado no qual a Vee-Jay tinha seis meses para vender as canções que controlava, e depois os direitos iriam reverter para a Capitol.

Quando a mudança finalmente aconteceu em outubro, 1 milhão e 300 mil cópias de "Introducing... the Beatles" tinham sido vendidas. Possivelmente por causa de todas as múltiplas versões, o álbum tem sido de longa data um algo de piratas buscando lucrar com consumidores incautos.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Beatles"


The Beatles: ex-empresário perdeu o sono para sempreThe Beatles
Ex-empresário perdeu o sono para sempre

Beatles: Em vídeo tocante, pai canta para o filho às portas da morteBeatles
Em vídeo tocante, pai canta para o filho às portas da morte


Spin: as 30 melhores faixas instrumentais de todos os temposSpin
As 30 melhores faixas instrumentais de todos os tempos

Gutural: mulheres que fazem vocal em bandas de MetalGutural
Mulheres que fazem vocal em bandas de Metal


Sobre Daniel Faria

Nascido em 1977, cresceu em um lar onde rock progressivo dominava as ondas do ar. Aos 12 anos, com a compra de "Paranoid" (Black Sabbath) tudo mudou e o metal gradualmente passou a ser o som predominante em casa. Estudou Computer Science / Applied Science pela Concordia University (Montreal, Québec, Canada) e hoje vive em um vilarejo rural em Simcoe County, centro-sul de Ontario, Canada.

Mais matérias de Daniel Faria no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280