Black Crowes: A inspiração para os riffs de "Remedy"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em entrevista à Guitar Player, MARC FORD, guitarrista do BLACK CROWES à época do lançamento de "The Southern Harmony and Musical Companion" explicou que "CHRIS e RICH estavam na contagem regressiva da introdução de Remedy quando pararam e disseram: 'Vamos mudar essa parte agora'. O restante da banda não acreditou". Se o despotismo dos irmãos ROBINSON compete com a marra dos GALLAGHER na seara do show bussiness, igualmente indiscutível é sua impressão digital na história recente do rock n'roll. A faixa que semeou a discórdia, alcançou os primeiros lugares na Billboard e obteve destaque ímpar em um registro que possuía clássicos do porte de "Thorn in My Pride" e "Sometimes Salvation".

Led Zeppelin: plágios, homenagens ou mera coincidência?Rachel Sheherazade: cantando Iron Maiden com o Ultraje A Rigor no The Noite

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Remedy é, essencialmente uma música sobre a liberdade. Estávamos cientes que toda a idéia sobre 'guerra às drogas' era bobagem - um conceito estúpido para mim e para milhões de outras pessoas . Então essa música para mim é sobre a liberdade, pura e simples, basta colocá-la em uma moldura Rock and Roll", assegurou CHRIS ROBINSON (que afirmara, em outra ocasião, que a música se referia ao comportamento sexual em razão da AIDS). Em rápida análise, o mix do groove funkeado de DYKE AND THE BLAZERS, com as guitarras robustas do BAD COMPANY, ultrapassa, de fato, a versão míope "maconheira" que fez a banda ser capa da High Times. Versos como "querida, por que você não consegue ficar parada? / Quem matou aquele pássaro no peitoril da sua janela?" parecem retratar mais uma visão distópica de mundo do que almejar o posto de "Let's Go Get Stoned" dos anos 90.

Musicalmente, a estrura central da canção é constituída da boa e velha escola de riffs setentistas característicos do trad rock. Valendo-se de suas influências de black music, o CROWES invadiu a discografia do soul psicodélico do PARLIAMENT de GEORGE CLINTON, adaptando as linhas vocais de "Night of the Thumpasorus Peoples" (do álbum "Mothership Connection" de 1975) para as guitarras da faixa. "Digamos que não foi bem um plágio - apenas uma homenagem não licenciada" gracejou CHRIS ROBINSON quando questionado sobre a evidente semelhança com a música em questão.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Black Crowes"


The Black Crowes: não tenho mais irmão, diz Rich sobre Chris RobinsonThe Black Crowes
"não tenho mais irmão", diz Rich sobre Chris Robinson

2008: 60 discos de rock e metal lançados há 10 anos2008
60 discos de rock e metal lançados há 10 anos


Led Zeppelin: plágios, homenagens ou mera coincidência?Led Zeppelin
Plágios, homenagens ou mera coincidência?

Rachel Sheherazade: cantando Iron Maiden com o Ultraje A Rigor no The NoiteRachel Sheherazade
Cantando Iron Maiden com o Ultraje A Rigor no The Noite


Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor