Trítono: Diabolus In Musica e a relação com a Igreja

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Enviar correções  |  Comentários  | 

Na idade média a Igreja Católica proibia o uso do intervalo SI-FA por gerar um trítono, uma dissonãncia que na época era considerada demoníaca. O intervalo de trítono era conhecido como "diabolus in musica", nome de um disco da banda Slayer.

5000 acessosKerry King: revelando qual a sua música favorita do Metallica5000 acessosGuitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn

Segue o artigo sobre o trítono da Wikipedia:

Chamamos de Trítono um intervalo entre alturas de duas notas musicais que possua exatamente três tons inteiros. O efeito denominado tritono consiste uma das mais complexas dissonâncias possiveis na música ocidental.

Quando ocorre em acordes, caracteriza-se por 4ª aumentada (#4) ou 5ª diminuta (b5). Todos os acordes diminutos possuem em sua formação o trítono, sendo a distância intervalar da tônica do acorde para a quinta do mesmo, o que se repete em acordes de 7ª menor, onde a relação intervalar da 3ª para a 7ª é de um tritono.

O tritono causa sensação de movimento, motivo que o faz ser muito explorado em momentos de "tensão" da música.

Durante algum tempo os tritonos eram proibidos pela igreja ocidental por causarem demasiado efeito de tensão e movimento. Fato superado em algum tempo pelos compositores, que descobriram meios para justificarem sua utilização.

Exemplos de trítono podem ser encontrados em quase todas as músicas, sendo que as mais carregadas de tensão (como a 5ª Sinfonia, 1º Movimento de Beethoven) obviamente possuem mais tritonos em sua construção harmônica. Atualmente, mesmo as musicas calmas apresentam empregos de tritonos em alguns momentos: o simples fato de executar a nota fá e a si ao mesmo tempo gera um trítono (por exemplo).

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 01 de junho de 2015

Kerry KingKerry King
Guitarrista revela qual a sua música favorita do Metallica

757 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores902 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer758 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

Carreira soloCarreira solo
7 músicos que nunca lançaram projetos paralelos

HalloweenHalloween
Dez clássicos do Heavy Metal para curtir a data

BundesligaBundesliga
Revista alemã faz tabela como se fosse um show

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Satanismo e Ocultismo"0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

BurnnBurnn
Os maiores guitarristas Hard & Heavy da história

AnittaAnitta
"Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Filha ajuda o guitarrista a aprender "Holy Wars"

5000 acessosGuitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocar5000 acessosKiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 20085000 acessosFotos: confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 15000 acessosMegadeth: Kiko Loureiro nem precisou tocar em sua audição5000 acessosBaladas do Hard Rock: blog elege o Top 20 de todos os tempos5000 acessosWatchmojo: os 10 clipes mais ridículos dos 80's

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online