Matérias Mais Lidas


Volbeat: soando ainda mais pop em novo trabalho

Resenha - Rewind, Replay, Rebound - Volbeat

Por Ricardo Seelig
Postado em 06 de agosto de 2019

O metal possui algumas bandas com sonoridades bem particulares. O quarteto dinamarquês Volbeat certamente se enquadra nesse grupo. Com uma música extremamente cativante, o grupo une elementos do Metallica dos anos 1990 com um certo acento da onda punk da mesma época, tudo embalado por uma atmosfera pop onipresente e vocais ao estilo Elvis Presley e Johnny Cash. O resultado é um som grudento, atraente e agradável, que tem conquistado multidões de fãs a cada novo lançamento.

Volbeat - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Rewind, Replay, Rebound" é o sétimo disco da banda formada por Michael Poulsen (vocal e guitarra), Rob Caggiano (guitarra, ex-Anthrax), Kaspar Boye Larsen (baixo, na banda desde 2016 mas que faz a sua estreia em estúdio aqui) e Jon Larsen (bateria). O álbum foi produzido por Jacob Hansen ao lado de Poulsen e Caggiano, traz quatorze músicas e é o sucessor de "Seal the Deal & Let’s Boogie" (2016). Neil Fallon, vocalista do Clutch, participa da faixa "Die to Live", que conta também com Raynier Jacob Jacildo no piano e Doug Corocran no saxofone. Gary Holt, guitarrista do Slayer e do Exodus, faz o solo em "Cheapside Sloggers".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Musicalmente, o álbum varia entre o metal, o pop (que ganha destaque maior em relação aos outros discos) e o country. Músicas como "Last Day Under the Sun" e "Rewind the Exit" trazem o Volbeat explorando caminhos que até então não havia pisado. Ambas são extremamente radiofônicas, com "Last Day Under the Sun" até deixando o peso em segundo plano. Não há nada de errado em unir o metal ao pop, tanto que o próprio Volbeat fez isso com primor diversas vezes no passado, porém essas duas canções ficam abaixo do que a banda já gravou seguindo essa pegada mais acessível.

Inquieto, o grupo acerta ao experimentar a união entre o rockabilly, o pós-punk e o metal em "Sorry Sack of Bones", uma canção que soa totalmente diferente de tudo que o grupo já fez. "Die to Live" é uma das melhores do disco e tem um clima de bar do velho oeste, com Poulsen e Fallon se alternando na voz principal e com direito a um piano safado dando todo o clima de malícia que a letra pede. A presença de Gary Holt chama a atenção em "Cheapside Sloggers", uma canção tipicamente Volbeat que bruscamente desacelera para introduzir um solo incrível em sua parte central e é uma das melhores do play. Outros ótimos momentos estão em "Pelvis on Fire" e na parte final do álbum, com o trio "Leviathan", "The Awakening of Bonnie Parker" e "The Everlasting" fechando o disco com chave de ouro na companhia da balada "7:24".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A questão central em torno do Volbeat é que Michael Poulsen sempre teve o toque de Midas para criar composições que cativam de forma imediata. Pontes melódicas proliferam antes dos refrãos, que são sempre muito bem desenvolvidos e pensados para funcionar ao vivo. Em "Rewind, Replay, Rebound" esta fórmula não está assim tão efetiva quanto foi em álbuns anteriores. Trata-se de um disco ruim? Não, longe disso, mas a banda inegavelmente já fez melhor.

E fica a pergunta: por que diabos os discos do Volbeat nunca saem aqui no Brasil?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.
Mais matérias de Ricardo Seelig.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS