Matérias Mais Lidas


Stamp

Alice in Chains: uma sobrevoada no álbum Facelift

Resenha - Facelift - Alice in Chains

Por Brunelson T.
Fonte: Rock in The Head
Postado em 08 de abril de 2019

Nota: 10

O 1º álbum de estúdio do ALICE IN CHAINS, "Facelift" (1990), veio num momento em que a Seattle grunge estava apenas começando a aparecer no mapa do rock - com uma aura escura e sombria.

Produzindo o sucesso "Man in The Box", talvez a canção de assinatura do grupo juntamente com tantas outras lançadas no 3º trabalho de estúdio, "Dirt" (1992), "Facelift" foi o primeiro álbum do grunge a receber disco de platina e foi certificado 2x platina pela Recording Industry Association of America.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No geral, "Facelift" tem uma vibe muito diferente dos seus descendentes na discografia do ALICE IN CHAINS. É mais jovem, enérgico e nos dá as melhores performances vocais de Layne Staley.

Como um pré-adolescente quando escutei pela 1ª vez esse disco no inverno de 1991, vou tentar repassar a memória e sentimentos daqueles tempos, escutando "Facelift".

1. "We Die Young"

Esta canção que abre o disco é definitivamente uma afirmação de que o ALICE IN CHAINS não pode ser simplesmente incluído na categoria grunge, porque é muito metal em sua raiz. Esta é uma das músicas mais cruas do álbum e é repleta de energia, que deixa você ansioso para ver o que o resto do disco ainda tem a oferecer. Assustador está o caminho, cara...

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

2. "Man in The Box"

É provavelmente o maior hit do grupo e a 1ª música que ouvi da banda. Era uma ótima introdução para uma banda nova e deixava a gente instigado para comprar o álbum, louco para saber como eram as outras canções. "Man in The Box" é um poderoso hino com um dos riffs mais distintos de qualquer época e uma entrega vocal excepcional de Layne. Foi uma ótima maneira de atrair novos fãs ao aparecer no mainstream.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

3. "Sea of Sorrow"

Existem músicas que a gente nunca sabe por quê gosta tanto dela e sim, basicamente é como eu me sinto com "Sea of Sorrow". Também lançada como single, fizeram um vídeo clipe para ela, mas é rara de ser tocada nos shows. Alguns anos depois, eles tocaram essa música no Hollywood Rock/1993, na cidade do Rio de Janeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

4. "Bleed The Freak"

Com uma lamentação assombrosa da guitarra e harmonização vocal, "Bleed The Freak" é, no geral, uma das melhores e sonoramente falando das mais assustadoras canções do grupo. ALICE IN CHAINS conseguindo fazer com que tudo fosse atraente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

5. "I Can't Remember"

Tem que ser uma das melhores linhas do rock and roll, só fazendo o ouvinte pensar: "E o que mais vai aparecer nesse disco?"

6. "Love Hate Love"

Apesar do título, eu não sei exatamente se esta é a música que você iria dedicar à sua parceira, já que Layne resmunga sobre querer tirar a pele do rosto da pessoa. No geral, tem um tom muito estranho e ameaçador, mas se você quiser mostrar a melhor faixa vocal isolada de Layne, essa é a canção. O colapso coloca os holofotes sobre ele, enquanto Layne geme para cima e para baixo. Calafrios, para dizer o mínimo...

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

7. "It Ain't Like That"

Uma das melhores canções de toda a história do ALICE IN CHAINS. Primeiro de tudo, você já ouviu riffs de guitarra muito louco assim? Mas pensando lá no inverno de 1991, ok? A introdução sinuosa até a raiva dos refrões, eu pessoalmente sempre viajei que essa música deveria ter sido a faixa de abertura do disco, porque soa tão incrivelmente punk e metal ao mesmo tempo, que foram novas sinapses que bateram em mim na hora. Com uma cara lamacenta do grunge, "It Ain't Like That" é música por excelência da banda. É pesada, escura, está na sua cara e é visual. Apresenta letras, como: "Por trás do sorriso / Uma língua está escorregando".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

8. "Sunshine"

Um tema feliz? Em uma música do ALICE IN CHAINS? De jeito nenhum... Dissecando as letras, parece pertencer a uma mãe solteira, alguém que foi abandonada pelo homem que a engravidou. Portanto, uma criança cresceu sem pai... Uma música triste, mas boa mesmo assim.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

9. "Put You Down"

É difícil não balançar a cabeça nessa canção.

10. "Confusion"

Amor, sexo, dor, confusão e sofrimento! Um relacionamento típico, mas quero dizer, se tantos relacionamentos não fracassassem, seríamos privados de muitas músicas boas como essa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

11."I Know Something"

Só depois de um tempo que fui entender essa canção, um jazz funkeado encontra o hard rock. Destaca-se no disco por ser única e singular, e novamente apresenta a questão dos relacionamentos em suas letras.

12. "Real Thing"

ALICE IN CHAINS mostra o seu blues aqui, permeando uma leve sensação aos ouvidos. É também um destaque para a bateria de Sean Kinney.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Track-list:

1. We Die Young
2. Man in The Box
3. Sea of Sorrow
4. Bleed The Freak
5. I Can't Remember
6. Love Hate Love
7. It Ain't Like That
8. Sunshine
9. Put You Down
10. Confusion
11. I Know Something
12. Real Thing

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |

Outras resenhas de Facelift - Alice in Chains

Resenha - Facelift - Alice in Chains

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Perc3ption: a arte levada ao extremo

Resenha do Álbum do Insânia ao vivo no Underground Nativa III

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Osbourne: pesado, mas antes de tudo moderno

Resenha - Dark Side of The Moon - Pink Floyd

Resenha - Vovin - Therion

Resenha - P.U.L.S.E. - Pink Floyd


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Brunelson T.

Vocalista/guitarrista da banda Terrakiuz.
Mais matérias de Brunelson T..

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS