Dio: O primeiro álbum é genial do começo ao fim

Resenha - Holy Diver - Dio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Antes de qualquer coisa, é bom citar que o primeiro trabalho da banda solo de Ronnie James Dio é um dos maiores discos da historia do Heavy Metal. Dito isso, vamos aos fatos.

Em 29/08/2009: Ronnie James Dio fazia o último show de sua gloriosa carreiraBullet For My Valentine: Baterista conta o inferno que é abrir para o Iron Maiden

Após trabalhos bem sucedidos como vocalista do Black Sabbath, Dio resolveu montar sua própria banda. Para essa missão, recrutou o exímio baterista Vinny Appice, o guitarrista Vivian Campbell e o baixista Jimmy Bain, que já havia tocado com Dio nos tempos de Rainbow.

Então, em meio de 1983, é lançado "Holy Diver". Logo no primeiro riff, da música "Stand Up And Shout", já deu pra notar que viria coisa boa. E como veio!

O primeiro álbum de Dio é genial do começo ao fim. Heavy Metal puro, em estado bruto, capitaneado pela voz mais potente e marcante da historia do Metal. Uma combinação que rendeu clássicos como a já citada faixa de abertura, a pesada música que dá nome ao disco, a maravilhosa "Don't Talk To Strangers" e o hit "Rainbow In The Dark". É claro que as outras músicas do álbum também são ótimas, com destaque para "Gypsy" e "Caught In A Middle" (que é uma das melhores músicas da carreira de Dio, e conta com um refrão sensacional).

É óbvio, claro e evidente que o principal destaque do álbum está na voz do pequeno e saudoso Dio. Porém, todos os músicos desempenharam muito bem seus papéis. A cozinha executou com precisão e perfeição as músicas, e Vivian Campbell brindou o mundo com riffs e solos que misturavam fúria e melodia ao mesmo tempo.

Em seu primeiro trabalho como o dono da banda, mostrou ao mundo que já havia passado da hora de ser protagonista. Dio ainda lançou outros ótimos álbuns (com sua badna e com o Black Sabbath), mas o seu primeiro disco solo sempre será considerado sua maior obra prima. Com razão.

Vida longa ao Rei!


Outras resenhas de Holy Diver - Dio

Dio: Uma das obras mais espetaculares do Heavy MetalRonnie James Dio: Em 1983 era lançado o clássico Holy DiverDio: A pedra fundamental do Power Metal




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dio"


Em 29/08/2009: Ronnie James Dio fazia o último show de sua gloriosa carreiraEm 29/08/2009
Ronnie James Dio fazia o último show de sua gloriosa carreira

Dio: Epiphone anuncia linha de guitarras "Les Paul Diver"Collectors Room: os discos que marcaram a carreira de Dio (vídeo)

Dio: diversos clipes do cantor chegam oficialmente ao YouTubeDio
Diversos clipes do cantor chegam oficialmente ao YouTube

Coral metal: crianças suíças cantam clássicos do Judas Priest e DioCoral metal
Crianças suíças cantam clássicos do Judas Priest e Dio

Tim Ripper Owens: Seria melhor ver um holograma do Kiss do que a banda atual tocandoTim "Ripper" Owens
"Seria melhor ver um holograma do Kiss do que a banda atual tocando"

Vinny Appice: ninguém achou que bandas de rock durariam tantoVinny Appice
"ninguém achou que bandas de rock durariam tanto"

Vinny Appice: Dio era como um pai para mimVinny Appice
"Dio era como um pai para mim"

Dio: Ritchie Blackmore não falava com ele, até que um dia...Dio
Ritchie Blackmore não falava com ele, até que um dia...


Bullet For My Valentine: Baterista conta o inferno que é abrir para o Iron MaidenBullet For My Valentine
Baterista conta o inferno que é abrir para o Iron Maiden

Polêmica: as músicas mais controversas da história do RockPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstarsA importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars
A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars

Andre Matos: "Fui praticamente coagido a ser vocal do Viper!"Blaze Bayley: "é melhor ser ex do Iron que do A-HA"Axl Rose: o equívoco na escolha da capa de "Use Your Illusion"Treta: Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?

Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336