In The Woods: Cease The Day é feroz e cheio de facetas

Resenha - Cease The Day - In The Woods

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcondes Pereira
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

Após "Pure" (2016), os noruegueses do In The Woods continuam na sua peculiar busca pela mistura do Metal Extremo com elementos Avant-Garde e outros gêneros musicais. O resultado de mais um capítulo desta jornada pode ser apreciado no excelente "Cease The Day" (2018), álbum que possui oito músicas em pouco mais de cinquenta minutos.

Ultimate Classic Rock: as 25 músicas mais tristes da históriaDavid Lee Roth: o vergonhoso teste de Matt Sorum para a banda

Em "Cease The Day" é fácil de notar que o In The Woods fez questão de enaltecer sua agressividade nas músicas. As guitarras produzem riffs bem pesados, os vocais mais ferozes aparecem bastante e a bateria cria andamentos poderosos. Claro, sem deixar de lado as vozes limpas e alguns efeitos sonoros malucos feitos no teclado.

Como um todo, este álbum tem o seu direcionamento sonoro muio bem especificado, dado que não há nenhuma música fora de contexto nele.

As três primeiras faixas "Empty Streets", "Substance Vortex" e "Respect My Solitude" demonstram tudo o que o ouvinte encontrará: Agressividade, peso, velocidade e alguns arranjos acústicos e psicodélicos bem singulares.

O momento mais soturno e bonito do trabalho aparece justamente na música que fecha o cd, a faixa-título. Uma música breve, todavia cheia de sentimento.

In The Woods - Cease The Day
2018/ Debemur Morti Productions

Faixas.

1) Empty Streets
2) Substance Vortex
3) Respect My Solitude
4) Cloud Seeder
5) Still Yearning
6) Strike Up with the Dawn
7) Transcending Yesterdays
8) Cease the Day




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "In The Woods"


Ultimate Classic Rock: as 25 músicas mais tristes da históriaUltimate Classic Rock
As 25 músicas mais tristes da história

David Lee Roth: o vergonhoso teste de Matt Sorum para a bandaDavid Lee Roth
O vergonhoso teste de Matt Sorum para a banda


Sobre Marcondes Pereira

Marcondes Pereira, paulista, poeta, escritor e tradutor em início de carreira. Gosta de escutar e estudar todos os sub-estilos de Heavy Metal, também faz algumas palestras para difundir o fascinante universo do Metal e tem fascínio pelos discos conceituais.

Mais matérias de Marcondes Pereira no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336