Frozen Land: quase um ótimo cover de Stratovarius

Resenha - Frozen Land - Frozen Land

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Victor de Andrade Lopes, Fonte: Sinfonia de Ideias
Enviar Correções  

7

Chamamos de supergrupo aquelas bandas formadas por gente já conhecida por outros trabalhos, solos ou não. Mas e quando um novo conjunto é criado usando músicos dos quais nunca ouvimos falar, que tocaram em grupos que nunca vimos mais gordos?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seja lá qual for a resposta, o quinteto finlandês de power metal Frozen Land chegou causando impacto semelhante ao de um verdadeiro supergrupo como o finado e brevíssimo Symfonia. Unindo membros do Astralion, TorneD, Re-Armed e outros ilustres desconhecidos, eles acenam para o mundo com um discaço de estreia e autointitulado, que na verdade é quase um cover do Stratovarius. Isso porque seu som sofre fortíssima influência do também quinteto também finlandês também de power metal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É claro que nós, fãs do gênero, sabemos que se trata de um estilo que não permite lá muita experimentação (em que pese o Sonata Arctica, por exemplo, fazer um som bastante autêntico). Por isso, as comparações são redundantes. E há de se levar em consideração o fato de que o álbum é mixado por Matias Kupiainen, guitarrista do Stratovarius.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas o grau de semelhança entre Frozen Land e Stratovarius é grande demais para não ser comentado. O uso do coral e do cravo como pano de fundo pelas mãos do tecladista Lauri Muttilainen, o ritmo imposto pela bateria de Aki Kuokkanen e pelo baixo de Juhana Heinonen, a voz de Tony Meloni, a velocidade da guitarra de Tuomas Hirvonen... tudo parece fazer alusão aos pioneiros do gênero.

publicidade

Isso à parte, Frozen Land não deixa de ser um álbum excelente e sólido de power metal. Em pontos altos como "Loser's Game", "The Rising", "Unsung Heroes" e "Mask of the Youth" vemos trabalhos rápidos e bem executados, com refrãos cativantes e ritmos que nos fazem banguear imediatamente.

E pra não dizer que a banda não se arrisca em terrenos mais originais, temos "Orgy of Enlightenment" (seja lá o que eles queiram dizer com isso), em que Tony se distancia de Timo Kotipelto, ao mesmo tempo em que a ala instrumental se esforça para tocar algo diferente - e ótimo. O encerramento "Angels Crying" também vem com um diferencial - no caso, só o vocal, que é parcialmente cantado com uma pegada metal industrial.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em suma, se você é fã de power metal e não exige originalidade dos artistas que ouve, pode mergulhar de cabeça num dos melhores lançamentos do gênero em 2018.

Abaixo, a faixa "Mask of the Youth":

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Track-list:
1. "Loser's Game"
2. "Delusions of Grandeur"
3. "The Fall"
4. "Underworld (Manala)"
5. "The Rising"
6. "Unsung Heroes"
7. "Orgy of Enlightenment"
8. "Mask of the Youth"
9. "I Would"
10. "Angels Crying"

Fonte: Sinfonia de Ideias
http://bit.ly/frozenland2018

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Demonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaram, parte 1Demonstrações de afeto
Fotos de rockstars que já se beijaram, parte 1

Zakk Wylde: cinco momentos insanos do guitarristaZakk Wylde
Cinco momentos insanos do guitarrista


Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 77507/SP) formado pela PUC-SP com extensões em Introdução à História da Música e Arte Como Interpretação do Brasil, ambas pela FESPSP, e estudante de Sistemas para Internet na FATEC de Carapicuíba, onde mora. É também membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e responsável pelo blog Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cultura pop, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados e misturas. Toca piano e teclado nas horas livres.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 Cli336 WhiFin Goo336 Goo336 Cli336