Heavenless: Brutalidade em mais alto nível

Resenha - Whocantbenamed - Heavenless

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renan Soares
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

Não há nada que me deixe mais satisfeito do que quando uma banda nova consegue me surpreender com o seu som, coisa que aconteceu quando ouvi o som da banda potiguar Heavenless pela primeira vez.

Listed: TV americana elege os maiores bad boys da músicaSlayer: é melhor não mexer com a família do Tom Araya...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os conheci após presenciar uma apresentação do trio de Mossoró formado por Kalyl Lamarck (baixo e vocal), Vicente "Mad Butcher" Andrade (bateria) e Vinícius Martins (guitarra), no Abril Pro Rock de 2018. E gostei bastante do que vi.

Com isso, decidi me aprofundar mais no death metal do grupo e fui ouvir o seu único disco lançado até o momento, intitulado de "Whocantbenamed".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A mesma brutalidade que vi da banda ao vivo, também encontrei em seu trabalho de estúdio, até mesmo em músicas com o ritmo mais lento (mais ainda pesado) como "The Reclaim" e "Soothsayer".

Achei interessante como o trabalho começa na faixa "Enter Hades", com o que me parece ser uma mensagem lida de trás para frente, já colocando logo de cara uma atmosfera sombria que se segue ao longo de todo o álbum, tendo depois se iniciado a canção com um riff pesado e rápido.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O diferencial deles é justamente a atmosfera sombria em suas músicas, o que é ótimo, principalmente se tratando de um estilo como o death metal onde a bandas tendem a fazer o "mais do mesmo" com um som linear que se assemelha ao de muitas outras, além do gutural do próprio Kalyl ser mais diferenciado e forte do que muitos.

No mais, o Heavenless apresenta um death metal pesado, sombrio, cheio de energia, e que por isso, faz quem ouve ter vontade de "moshar" e "banguear" sozinho ao som de suas músicas.

TRACKLIST:

1- Enter Hade
2- Hopeless
3- The Reclaim
4- Hatred
5- Soothsayer
6- Odium
7- Uncorrupted
8- Deceiver
9- Point-Blank


Outras resenhas de Whocantbenamed - Heavenless

Heavenless: Celestial apenas no nome!Heavenless: death/thrash/doom metal da mais alta qualidadeHeavenless: Técnica, variações e muito peso em sua estreiaHeavenless: Peso e qualidade indiscutíveis



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Heavenless"


Listed: TV americana elege os maiores bad boys da músicaListed
TV americana elege os maiores bad boys da música

Slayer: é melhor não mexer com a família do Tom Araya...Slayer
é melhor não mexer com a família do Tom Araya...


Sobre Renan Soares

Nascido em Recife no dia 03 de novembro de 1994, Renan adentrou ao mundo do rock/metal a partir dos 13 anos de idade e até hoje permanece fielmente no mesmo. Desde que se formou em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, tem se dedicado a conseguir dar a relevância merecida ao nome do estilo.

Mais matérias de Renan Soares no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336