Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemDavid Bowie recusou (mais de um) convite para produzir o Red Hot Chili Peppers

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show


Airbourne 2022

Emerald Sun: um bom álbum de power metal que não mostra nada de novo

Resenha - Under the Curse of Silence - Emerald Sun

Por Anderson Pulégio
Fonte: On The Road
Em 14/05/18

Nota: 7

Emerald Sun é uma banda de Power metal da Grécia e este álbum "Under the Curse of Silence" é o quinto da carreira, mostrando tudo que já ouvimos milhares de vezes no saturado estilo, soando similar a bandas como Gamma Ray, Helloween ou um Judas Priest meets Accept como na faixa "Metal Dome". A produção destaca mais os vocais e guitarras que a "cozinha" em questão. Aliás o álbum foi produzido por Marcos Rodrigues guitarrista do Rage, inclusive Peavy Wagner também do Rage participa cantando trechos na faixa "Blast".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O vocalista Tsakiridis tem um voz decente, ele não exagera nos agudos e combina com o estilo da banda, assim como a dupla de guitarristas que mandaram muito bem.

Um destaque do álbum para mim está na faixa "Rebel Souls" com uma introdução melódica e solos bem executados, a melodia dos riffs e solos funcionam demais na transição das partes mais lentas e rápidas.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Enfim um bom álbum de power metal que não mostra nada de novo como era de se esperar, mas que soa agradável e menos enjoativo que muitas bandas do estilo que temos por aí.

Banda:
Stelios "Theo" Tsakiridis – Vocals
Pavlos Georgiadis – Guitar
Johnnie Athanasiadi – Guitar
Fotis "Sheriff" Toumanides – Bass
Sefis Gioldasis – Keys
Vasilis Stavrianidis – Drums

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp