Tiberius ProjecT: Metal épico com pitadas de Thrash em novo EP

Resenha - T-ProjecT - Tiberius ProjecT

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Rocha
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7

Metal cadenciado e pesado, com aquela poeira oitentista, épico, "de macho" como ensinou o Manowar, e com algumas passagens de Thrash Metal. Essas palavras-chave definem o som da banda TIBERIUS PROJECT, formado pelo vocalista Dibih Tiberius e pelo guitarrista Dennis Martins, que recentemente lançou seu mais novo trabalho de estúdio, o EP "T-ProjecT".

Metal Up Your Ass: Os primórdios do MetallicaLoudwire: as dez melhores bandas da era Grunge

Fundado no ano de 2007 na cidade de São Paulo, o TIBERIUS PROJECT já tem em sua discografia o full-length "Dream Over", que fez com que a banda obtivesse reconhecimento nacional e inclusive além de nossas fronteiras. O grupo foi convidado na época a integrar a coletânea "The Legion of TchorT - Compilation #3", de idealização do site peruano The Legion of TchorT. Após estes andamentos, em 2010 o TIBERIUS PROJECT lançou o single "United for Metal - The Hymn", e desde então não haviam lançado mais nenhum trabalho, até o EP "T-ProjecT".

Composto de seis faixas, incluso a intro "Tiberius Arise", "T-ProjecT" nos oferece meia hora de Heavy/Thrash Metal como descrito dois parágrafos acima. A marca da cadência, elemento que ajuda a sintetizar o clima épico das composições, carrega as músicas "O Segredo" e "Young Flowers Dont Have To Die (Brieanna)", esta última encorpada com algumas orquestrações bem encaixadas e em seus devidos lugares, sem tirar a primazia das guitarras. "Santa Claus In Hell" começa de modo irreverente com uma versão sombria de "Jingle Bells", clássico natalino, antes que o contrabaixo dê o comando de riff para um Thrash Metal agressivo e com variações. Neste ponto, já se pode destacar o trabalho do guitarrista Dennis Martins, responsável por solos técnicos e bem colocados, além de ter uma mão-direita pesada.

A faixa escolhida como música de divulgação, e que ganhou clipe, foi a de nº 5, "Starvation", que apresenta mais uma vez como a banda domina bem os ritmos cadenciados. Aqui, as bases de guitarra mais uma vez são destaque, forçando o ouvinte a acompanhar o ritmo com a cabeça. Encerrando o EP, vem o single lançado em 2010, "United For Metal - The Hymn", um épico de quase dez minutos com tudo que um bom Metal tradicional pode oferecer: vocais rasgados, bases pesadas, solos e vocais em coro para criar mais uma vez o clima de batalha "Manowaresco".

Atualmente ao vivo, a banda é acompanhada pelo guitarrista Daniel Passos, pelo baixista Fernando Guimarães e pelo baterista Douglas Assunção. Bem produzido, o álbum mostra todos os instrumentos bem audíveis e pesados. Pena que os demais músicos que registraram o EP não foram creditados. Isto é um pecado. Sobre eles, o encarte diz somente "invited musicians" (músicos convidados). O porquê de seus nomes terem sido omitidos, não se sabe. Mas é digno que se credite quem fez um trabalho, mesmo que estes não sejam membros oficiais da banda. Ainda sobre sonoridade, nota-se algumas variações de volume nos vocais de Dibih Tiberius. Em alguns momentos, especialmente na faixa que encerra o EP, seus vocais estão bem mais altos que os instrumentos. Fora que o cara tem uns vocais bastante ácidos e expressivos, um ponto positivo pois dá variedade ao conjunto da obra. Seria interessante também um maior sortimento na temática lírica. Um épico de dez minutos falando de "guerreiros do Metal" já é uma coisa batida, apesar de não ser proibido. Temáticas históricas, por exemplo, reforçariam a carga pesada e épica que as músicas querem passar. Fica a sugestão.

Não tem erro. O TIBERIUS PROJECT segue a risca a cartilha do Heavy Metal, de modo que o grupo oferece ao Deus Metal e aos fãs um trabalho digno, honesto e competente, mas ainda com arestas a reparar. O tempero Thrash reforça só reforça lado pesado do grupo. Este EP é recomendado para quem gosta do Metal puro e forte, sem muitas firulas. Muitas vezes, isso é suficiente para que fiquemos de alma lavada.

T-ProjecT - Tiberius Project (independente, 2017)

Tracklist:
01. Tiberius Arise
02. O Segredo
03. Young Flowers Dont Have To Die (Brieanna)
04. Santa Claus In Hell
05. Starvation
06. United For Metal - The Hymn

Line-up:
Dibih Tiberius - vocais
Dennis Martins - guitarras




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tiberius Project"


Metal Up Your Ass: Os primórdios do MetallicaMetal Up Your Ass
Os primórdios do Metallica

Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge

Metallica: Para Hetfield, algumas bandas deveriam morrerMetallica
Para Hetfield, algumas bandas deveriam morrer

Fama: 5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no BrasilFama
5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no Brasil

Câncer na língua: entenda a doença de Bruce DickinsonCâncer na língua
Entenda a doença de Bruce Dickinson

Queen: os músicos filhos dos integrantesQueen
Os músicos filhos dos integrantes

Nine Inch Nails: após Oscar, Trent Reznor cogitou acabar com a bandaNine Inch Nails
Após Oscar, Trent Reznor cogitou acabar com a banda


Sobre Bruno Rocha

Cearense de Caucaia, professor e estudante de Matemática, torcedor do Ferroviário e cafélotra. Entrou pelas veredas do Heavy Metal na adolescência e hoje é um aficionado e pesquisador de todos os gêneros mais tradicionais desta arte e de suas épocas. Tem como forte o Doom Metal, não obstante o sol de sua terra-natal.

Mais matérias de Bruno Rocha no Whiplash.Net.

adClioIL