Cartoon: Literalmente imbatível

Resenha - Unbeatable - Cartoon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Victor Freire, Fonte: Rock n Prosa
ENVIAR CORREÇÕES  

Nota: 9

Minas Gerais é um verdadeiro celeiro de excelentes bandas. Além do tradicional Clube da Esquina, passando pelo também clássico 14 Bis, o Cartoon, assim como o Somba, trazem na bagagem essa história e mantêm o nome do estado na produção de música de qualidade. O Unbeatable (2013) é o quarto álbum dos mineiros.

Kurt Cobain: a teoria de assassinato do músicoBatman: 10 razões pelas quais ele é Metal pra caramba

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O rock progressivo por si só já permite uma liberdade maior nas composições, e é justamente isso que temos no Unbeatable (2013). Músicas com estilos diversificados e bastante coesas.

Down on the Road Ahead traz um excelente rock clássico, abrindo em grande estilo o trabalho. Os vocais de Khadhu Capanema somam-se muito bem à guitarra Khykho Garcia, ao piano de Raphael Rocha e à bateria de Bhydhu Capanema. The Golden Charriot possui uma harmonização nas vozes bem forte e uma presença marcante do órgão. Until I Found You abre espaço para vocais mais rasgados, dentro do feeling do blues. O álbum é bastante rico musicalmente, além dos elementos já citados, músicas como She investem em uma pegada mais clássica dentro do rock, o instrumental Road to Nowhere apresenta uma influência forte do Pink Floyd e Promises traz um estilo balada country, por assim dizer. Senti uma veia "Rush" pulsando em Lazaru’s Feet — uma balada com uma presença forte de riffs — e uma veia "Creedence" em No Coming Back.

Como comentei, as músicas são bastante diversificadas e é realmente muito agradável escutar o álbum em sequência. O trabalho é encerrado pelas complexas Time is Running e On the Judgement Day. Não vou dizer que o Cartoon guardou o melhor para o final, mas a criatividade pulsou mais forte nessas últimas. Time is Running possui uma introdução estilo celta, com elementos de folk e rock — tudo variado muito bem dentro da composição. On the Judgement Day volta a ter uma presença forte do órgão em uma base fincada no rock alternativo. Gostei da junção da sonoridade clássica do rock com os riffs em acordes na guitarra.

Nunca é tarde para falar de boa música, então não estou me sentindo em atraso ao escrever sobre esse álbum. O Unbeatable (2013) é um excelente álbum e (no meu caso) serviu para introduzir a sonoridade do Cartoon aos meus ouvidos. A junção de diversos elementos clássicos e "modernos" marcam a sonoridade da banda. Tudo isso pode ser encontrado no álbum.

#Tracklist:
1.Down on the Road Ahead
2.The Golden Charriot
3.Until I Found You
4.She
5.Bridge to Nowhere
6.Promises
7.Lazaru’s Feet
8.No Coming Back
9.Time is Running
10.On the Judgement Day


Outras resenhas de Unbeatable - Cartoon

Resenha - Unbeatable - Cartoon Resenha - Unbeatable - Cartoon Resenha - Unbeatable - Cartoon Resenha - Unbeatable - Cartoon Resenha - Unbeatable - Cartoon



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kurt Cobain: a teoria de assassinato do músicoKurt Cobain
A teoria de assassinato do músico

Batman: 10 razões pelas quais ele é Metal pra carambaBatman
10 razões pelas quais ele é Metal pra caramba


Sobre Victor Freire

Professor universitário e mestre em Engenharia Mecânica pela UFRN. Nascido no deserto de Mossoró/RN. É fã e colecionador de itens relacionados ao rock'n'roll. Editor-chefe do blog Rock'N'Prosa e guitarrista do Godhound. Acessa o Whiplash! desde a infância e colabora com o site sempre que possível.

Mais matérias de Victor Freire no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor