Opeth: O ápice da nova fase da banda

Resenha - Sorceress - Opeth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

Mikael Åkerfeldt (vocal, guitarra) sempre foi um músico extremamente talentoso e inquieto. E, até por isso, não se contentou com o sucesso de sua cria, o OPETH, e ao invés de manter-se no conforto da sonoridade até então característica da banda, e que proporcionou clássicos como "Blackwater Park" e "Ghost Reveries", dentre outros, foi atrás de novos desafios, modificando sensivelmente o estilo praticado, cuja nova fase encontra seu ápice neste "Sorceress", décimo segundo álbum do OPETH.
Ao lado de Fredrik Âkesson (guitarra), Martin Mendez (baixo), Martin Axenrot (bateria) e Joakim Svalberg (teclados), Mikael mergulhou profundamente em suas influências progressivas, deixando de lado quaisquer resquícios da sonoridade mais brutal do passado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Por óbvio, o som da banda hoje em dia é muito mais comum do que o anteriormente praticado (em que death metal, jazz, metal tradicional, música clássica, rock progressivo e vários outros estilos transitavam de forma harmônica e coesa), com claras referências a YES, PINK FLOYD, GENESIS e outros, mas mesmo assim mantendo sua excelência, graças ao talento seu líder como compositor.

Por isso esqueça vocais guturais, ritmos extremos ou coisas do tipo, pois tudo aqui é bem mais suave e introspectivo, cheio de melodias intrincadas, arranjos diversificados e altas doses de psicodelia.

E o grande exemplo disso é faixa título, cheia de andamentos quebrados, ótimas melodias, e um peso muito bem encaixado, sendo a melhor faixa composta pela banda em anos!

Embora haja alguns momentos mais monótonos ao longo de seu interregno, o álbum é bem consistente, destacando-se ainda "The Wilde Flowers", intensa e com um clima retrô bem interessante; e a épica "Strange Brew" , mais longa do material, e mostrando o altíssimo nível técnico da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vale destacar que a Shinigami Records lançou no mercado nacional a versão limitada do álbum, em digipack, contendo um CD bônus com 5 faixas exclusivas, sendo duas inéditas, e mais 03 faixas ao vivo, com participação da "The Plovdiv Philharmonic Orchestra".
Portanto, trata-se de um álbum rico e diversificado, que demanda audições mais apuradas para se constatar toda sua excelência. Se você se aventurar a descobrí-lo, certamente não irá se arrepender!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nota 8,0

Sorceress - Opeth

(2016 - Shinigami Records)

Track List:

CD 1:

1. Persephone

2. Sorceress

3. The Wilde Flowers

4. Will o the Wisp

5. Chrysalis

6. Sorceress 2

7. The Seventh Sojourn

8. Strange Brew

9. A Fleeting Glance

10. Era

11. Persephone (Slight Return)

CD 2:

1. The Ward

2. Spring MCMLXXIV

3. Cusp of Eternity (live)"Pale Communion"

4. The Drapery Falls (live) "Blackwater Park"

5. Voice of Treason (live) "Pale Communion"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de Sorceress - Opeth

Opeth: Maior equilíbrio entre o peso e o prog em disco brilhante

Opeth: Revigorando o som com o "Sorceress"

Opeth: "Sorceress" é o disco definitivo da nova fase da banda

Opeth: Novo álbum será referência na história da música pesada




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Timo Ketola: falece artista que trabalhou com Opeth e Therion, relembre suas obras aquiTimo Ketola
Falece artista que trabalhou com Opeth e Therion, relembre suas obras aqui


Sepultura: Derrick Green elege seus 10 vocalistas preferidos do heavy metalSepultura
Derrick Green elege seus 10 vocalistas preferidos do heavy metal

Mikael Akerfeldt: Yngwie Malmsteen é um grande guitarrista, mas só tem feito merdaMikael Akerfeldt
Yngwie Malmsteen é um grande guitarrista, mas só tem feito merda


Bruce Dickinson: punks não sabem tocar e tem inveja do metalBruce Dickinson
Punks não sabem tocar e tem inveja do metal

Lauren Harris: Como é ser filha do baixista do Iron MaidenLauren Harris
Como é ser filha do baixista do Iron Maiden


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Goo336 CliIL Goo336 Goo336 Cli336