Matérias Mais Lidas

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemVangelis, compositor de cinema e lenda do prog rock grego, morre aos 79 anos

imagemDez músicas muito legais do Iron Maiden que não são cantadas por Bruce Dickinson

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemO segredo da longevidade do baixista do Guns N' Roses tem inspiração nos Stones

imagemTico Santta Cruz sai em defesa de Juliette na polêmica com Samantha Schmutz

imagemJames LaBrie fala sobre a possibilidade de trabalhar novamente com Mike Portnoy

imagemQuando Angus Young, do AC/DC, detonou o Led Zeppelin e os Rolling Stones

imagemClassic Rock lista 15 músicas do saudoso Chris Cornell que você precisa conhecer

imagemComo o Lollapalooza desmereceu Ozzy Osbourne e ele deu a volta por cima

imagemStratocaster: A espada dos deuses

imagemPhil Campbell conta como era fácil "comprar" Lemmy pra fazer qualquer coisa


PRB

Jäilbäit: Sonoridade que ainda é capaz de se fazer relevante

Resenha - Who Da Fuck Are You? - Jäilbäit

Por Fabio Reis
Em 15/05/16

Com o surgimento de muitas bandas focando na proposta de soar old school e executar uma sonoridade que revive as épocas áureas do Metal, muitos apreciadores da música pesada questionam se tais grupos não estariam abrindo mão de possuir uma identidade característica, para se tornarem meras cópias de nomes consagrados.

Acredito que em muitos casos isso realmente ocorre, mas é inegável que em outros, a música apresentada é recheada de referências ao passado, porém de uma forma bem feita, com o toque pessoal dos músicos envolvidos e mesmo apresentando um tipo de som que não é mais novidade pra ninguém, é detentor de muita qualidade e acaba sendo agradável de se escutar.

Se adoramos a sonoridade imposta por bandas clássicas e muitas vezes, reclamamos das mesmas não conseguirem mais reproduzir tal musicalidade, qual o problema de uma banda nova o fazer? Creio que a música para ser apreciada, precisa ser bem feita e fisgar o ouvinte, se isso acontece, não devemos nos importar se é extremamente original ou se nos remete ao que era tocado nos anos 70 ou 80. A qualidade e a capacidade de criar composições interessantes sempre vem na frente de rótulos e estereótipos.

Com a Jäilbäit acontece exatamente o que descrevi acima. Longe de ser um grupo original, executam um Heavy/Rock a lá Motorhead e que não nos encanta por ser original, mas sim pela naturalidade com que os músicos conseguem tecer músicas grudentas e de extremo bom gosto. "Who Da Fuck Are You?" é o primeiro álbum de estúdio da banda e ao fazer a sua audição, fica evidente que a proposta é a de entreter e fazer o ouvinte agitar incessantemente. Pode-se afirmar que este intuito é alcançado com louvor, pois este debut é dos mais vibrantes, energéticos e despojados ao qual tive o prazer de me deparar nos últimos tempos.

Desde o início com a ótima "We Are Jäilbäit", até o encerramento com "Bäit Blues", o que ouvimos é uma compilação de faixas que empolgam, com refrões e linhas de guitarra marcantes e em muitos momentos, uma veia blues que se mescla de forma perfeita ao Rock contagiante apresentado.

Algumas composições são realmente fantásticas e primam por possuírem construções simples, em que a assimilação é imediata e o ouvinte é automaticamente envolto na proposta da banda. Impossível não ser afetado por "Take It Easy", "Going To Wacken", "Born To Win" ou não surpreender-se cantando os versos "I wanna be a great star, I wanna be a great star of rock n' roll" de "Do You Wanna Be A Rockstar?".

Se por um acaso, você é daqueles que curtem colocar um CD pra rolar enquanto toma uma cerveja com os amigos e não aprecia aquele tipo de sonoridade que te faz prestar atenção em cada detalhe e demanda diversas audições para absorver seu conteúdo, mas ama composições que te fisgam pelo despojo e capacidade de adentrar seu subconsciente de maneira natural e agradável, este é sem dúvidas, um álbum obrigatório em sua coleção.

Em 10 excelentes faixas e pouco mais de 37 minutos, a Jäilbäit faz uma estréia convincente, onde não resta dúvida que tal sonoridade ainda é capaz de se fazer relevante. Com influências nítidas do já citado Motorhead e em menor escala, também nos remetendo a outros ícones do porte de AC/DC, Alice Cooper e Girlschool, o álbum "Who Da Fuck Are You?" apresenta o grupo ao grande público, fazendo jus ao seu lema e principal bordão "Nós somos a Jäilbäit e viemos para chutar a bunda de vocês!"

Altamente recomendado!

Integrantes:

Zenitilde Neto (vocal)
Adailton Junior (guitarra)
Wilson Santos (baixo)
Cleyton Alves (bateria)

Faixas:

1. We Are Jäilbäit
2. Going To Wacken
3. Take It Easy
4. Jailbait Squad
5. Just A Boy
6. Do You Wanna Be A Rockstar?
7. Otaro (Sucker)
8. Born To Win
9. Lone Wolf
10. Bäit Blues

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Fabio Reis

Paulista, 32 anos, Editor do Blog Mundo Metal, fã de Rock Clássico e Diversos subgêneros do Metal. Banda favorita: Megadeth. Conheceu o Rock ainda quando criança por intermédio dos pais (amantes de Beatles) e com 11 anos já ia na galeria do Rock comprar seus primeiros LP's, desde sempre fez do Metal seu estilo de vida e até os dias de hoje essa paixão pela música só aumenta.

Mais matérias de Fabio Reis.