Dream Theater: The Astonishing, a ópera dos contrastes

Resenha - Astonishing - Dream Theater

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Paula Bezerra
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Em um mundo onde os habitantes vivem em um misto de silêncio e passividade, oprimidos pela situação vigente, surge a esperança em um líder rebelde, que pode livrá-los e trazer a música e alegria de volta, com ventos de mudança e de um futuro melhor para todos. Poderia facilmente ser a sinopse de alguma grande saga épica, - Ainda que sem toda a pompa do Tolkien ou a narração forte de R.R. Martin – mas o enredo descrito é o que preenche as 34 faixas do excelente “The Astonishing”, o novo álbum da sempre inovadora Dream Theater.

3076 acessosDream Theater: basta convidar Mike Portnoy que ele vai5000 acessosMusic Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

Com 35 anos de carreira e ótimos trabalhos que ajudaram a criar uma base leal de fãs, a banda chegou a um ponto que precisava se reinventar, sem perder a essência. E conseguiram o intento com o novo trabalho. “The Astonishing” é alegórico, uma ópera de contrastes, onde as músicas de transição funcionam como a quebra entre os atos, tramas paralelas ligadas ao enredo central, que de fato é um tanto complexo, não é fácil absorvê-lo plenamente em um primeiro momento. Mas após o impacto inicial, o caminho percorrido ao ouvir as faixas torna-se simplesmente sensacional. É como virar página por página, viajando em um universo paralelo.

No enredo, há o caminhar para a batalha entre o opressor e o rebelde, que pode facilmente ser traduzida pelo choque entre opostos, entre a manutenção da ordem e a mudança, entre o silêncio e a música, entre o velho e o novo, entre a dor e o amor.

O álbum flerta com a fantasia, mas também há o enfoque em temas religiosos, como fé, salvação, desapego e sacrifício. Mais uma ambiguidade consciente, mostrando que a banda não teve medo de se testar. Letras profundas, cheias de significados e melodias muito bem trabalhadas complementam um dos melhores trabalhos do grupo. Os solos estão simplesmente incríveis. John Petrucci mostrou que está em dos seus melhores momentos.

Intenso, complexo, musical e atrativo. Um álbum a ser apreciado. O Dream Theater provou que, mesmo em uma época onde bandas se rendem ao “mais do mesmo”, é possível inovar e apostar na criatividade. Um exemplo a ser seguido.

Volume 01:

01 – Descent of the Nomacs
02 – Dystopian Overture
03 - The Gift of Music
04 – The Answer
05 – A Better Life
06 – Lord Nafaryus
07 – A Savior in the Square
08 – When Your Time has Come
09 – Act of Faythe
10 – Three Days
11 – The Hovering Sojourn
12 – Brother, Can You Hear Me?
13 – A Life Left Behind
14 – Ravenskill
15 – Chosen
16 - A Tempting Offer
17 – Digital Discord
18 – The X Aspect
19 – A New Beginning
20 – The Road to Revolution

Volume 02

01 – 2285 Entr´acte
02 – Moment of Betrayal
03 – Heaven´s Cove
04 – Begin Again
05 – The Path that Divides
06 – Machine Chatter
07 – The Walking Shadow
08 – My Last Farewell
09 – Losing Faythe
10 – Whispers on the Wind
11 - Hymn of a Thousand Voices
12 – Our New World
13 – Power Down
14 - Astonishing

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Astonishing - Dream Theater

3483 acessosDream Theater: Uma resenha detalhada de The Astonishing5000 acessosDream Theater: Surpreendente e assombroso5000 acessosDream Theater: Muita pretensão e pouca qualidade musical4218 acessosDream Theater: Um álbum para ser assimilado com o tempo4124 acessosDream Theater: Album ambicioso é agradável surpresa do quinteto5000 acessosDream Theater: A melhor sonoridade dos discos com Mike Mangini

Dream TheaterDream Theater
Basta convidar Mike Portnoy que ele vai

501 acessosAllan Holdsworth: Jordan Rudess em tributo musical ao guitarrista871 acessosDream Theater: Os pais do Djent?2081 acessosTop 5: Músicas Instrumentais2410 acessosPortnoy: Bumblefoot e Derek Sherinian podem estar em supergrupo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dream Theater"

MetallicaMetallica
Várias releituras diferentes de "Master of Puppets"

PortnoyPortnoy
Puto por estar fora de lista de 100 melhores bateristas

Mike ManginiMike Mangini
Baterista lista os 10 álbuns mais influentes

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 22 de fevereiro de 2016

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Dream Theater"

Music RadarMusic Radar
Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

Filhos de RockstarsFilhos de Rockstars
Qualquer coincidência é mera semelhança

MetallicaMetallica
Integrantes andaram ouvindo Exaltasamba?

5000 acessosO verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo dos Raimundos5000 acessosGuns N' Roses: as participações em filmes e trilhas sonoras5000 acessosSobre Joelhos, Metallica e o 1º Princípio da Filosofia5000 acessosQ: Revista elege "vinte discos mais barulhentos"5000 acessosMensagens Escondidas: veja 3 das mais curiosas em capas de álbuns5000 acessosBBB 14: Clara Aguilar já passou aniversário com Axl Rose

Sobre Paula Bezerra

Sou viciada em música, filmes e livros e adoro escrever a respeito dos temas.

Mais matérias de Paula Bezerra no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online