Left Hand: Preparados para uma bela dor de pescoço?

Resenha - Scientifical Plague - Left Hand

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

Se você não gosta de um Metal mais pesado, daquele Thrash Metal que em alguns momentos tem um quê de Hardcore e chega a flertar com o Death Metal pela violência sonora, pode parar de ler esta resenha neste exato momento. Agora, se esse estilo for teu preferido, seja bem-vindo a conhecer o Left Hand e seu segundo EP, "Scientifical Plague".

Cannibal Corpse: o pescoço gigante de George FisherSexo Anal: saiba onde encontrar esse prazer no cenário Rock

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E o que a banda carioca apresenta aqui é música do mais alto nível, e a gravação/produção de "Scientifical Plague" ajudou e muito o resultado final, mais um belo trabalho da dupla onipresente do cenário nacional Marcello Pompeu e Heros Trench. E não é a toa que o som da banda é muito voltado para bandas clássicas do Thrash Metal, como Exodus, Claustrofobia e a própria Korzus, mas sem soar mera cópia.

Tudo começa com a furiosa "Countdow for a Life", música que não deixa pedra sobre pedra, e é o perfeito cartão de visita da banda. Mas é com a faixa-titulo que o bicho pega. É difícil compor música tão perfeita no estilo como os caras fizeram. Tudo aqui funciona de forma correta, seja o grande vocal de Lenhador, as guitarras certeiras e matadoras da dupla Rafael e Chicano, inclusive com uma parte um pouco mais melódica em sua metade, ou a cozinha absurda de Castor (Bateria) e Rubens (Baixo). Na minha opinião, se a banda quisesse mostrar uma música que demostrasse perfeitamente o que é o Left Hand, "Scientifical Plague" obrigatoriamente deveria ser a escolhida.

Depois "Fire of Straw" mantém o nível lá em cima, com um clima meio Pantera em alguns momentos. "Last Bitter Tear" fica um pouco aquém das demais, mas ganhou um vídeo-clipe bem legal e divertido. E tudo termina no mesmo nível do inicio com "Submission", com participação do próprio Marcello Pompeu e bateria insana em seu inicio, além de boas variações durante sua duração. Ao final, "Scientifical Plague" mostra que já está mais que na hora da banda soltar seu primeiro Full Length.

Preparados para uma bela dor no pescoço?

5 Faixas - 20:10

Formação:
Lenhador - Vocal
Rafael - Guitarra
Chicano - Guitarra
Castor - Bateria
Rubens - Baixo

Tracklist:
1. Countdown for a Life
2. Scientifical Plague
3. Fire of Straw
4. Last Bitter Tear
5. Submission


Outras resenhas de Scientifical Plague - Left Hand

Left Hand: Mandando ver no bom e velho Thrash MetalLeft Hand: Thrash Metal rápido, agressivo e visceralLeft Hand: influências de Thrash noventista e HardcoreLeft Hand: cheio de energia, pesado, e com ótima produçãoLeft Hand: mesclando elementos da velha escola e outros modernos




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Left Hand"


Cannibal Corpse: o pescoço gigante de George FisherCannibal Corpse
O pescoço gigante de George Fisher

Sexo Anal: saiba onde encontrar esse prazer no cenário RockSexo Anal
Saiba onde encontrar esse prazer no cenário Rock


Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

adGoo336