Outset: "Caos" é a melhor palavra para definir o som

Resenha - Retreat To Nowhere - Outset

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thalles Magno
Enviar correções  |  Ver Acessos

Mais uma grande obra de Metal Extremo é lançada vinda de terras potiguares. O Outset presenteou-nos com seu primeiro full length nomeado de "Retreat Nowhere", este que veio a luz durante o segundo semestre de 2015. Dessa forma, temos aqui um dos estilos mais sujos e pesados de todo o metal, o Death/Grind, uma de suas qualidades está na técnica abordada e sua urrante presença de caos. Sim! "caos" é a melhor palavra para definir o som do Outset, ela é ministrada de forma incansável e malevolente. Aqui não há pausa, é metranca do início ao fim, uma verdadeira barulheira.

Courtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"Simplicidade é para os falsos: o nome de banda mais complicado do mundo

Pela capa podemos interpretar sobre qual temática a banda disserta: corrupção, mas sem deixar de lado a crítica tão indispensável para esses músicos, por serem contra qualquer "força de manipulação social". Para tal, ficou a responsabilidade para o próprio vocalista "Luzdeth" que a desenvolveu com base em seus ideais.

Sobre a sonoridade não há o que esconder, há influência direta do Hardcore 80's com Death Metal e influências de bandas como Brutal Truth, Napalm Death, Nasum e Expose Your Hate (porquê será?!). As músicas são rápidas e diretas como segue o figurino das bandas nessa vertente, um dos pontos fortes está no vocal urrado/berrado do Luzdeth que dá todo o suporte necessário, linhas de baixo e guitarra bem casadas e muitos blast beats que beiram a "quebrar a bateria". Brincadeiras a parte, a banda sempre teve seu ideal voltado para o extremismo e não é de hoje que isso acontece. Os destaques vão para "Moral Life?", "New Patterns" , "Deception Lies", "Freedom Denied".

Ao decorrer das 10 faixas poderás confirmar os pressupostos acima, e se for de seu agrado a vertente, pode comprar o disco que ele irá satisfazer todas as suas perspectivas. Vale ressaltar que o CD foi lançado com o apoio de 4 selos (Rising Records, Gallery Prod., Feed Bizarre, Lampião Rec.) que não poderíamos deixar de mencionar.

Track List:

1. Moral Life?
2. Man's Inhumanity To Man
3. New Patterns
4. Negative Deceivers
5. Deception Lies
6. His Own Curse
7. Trilha Branca
8. Freedom Denied
9. No Remorse
10. Life Ends

Membros:
Luzdeth Lott - Vocals
Flávio França - Guitars
pH - Guitars
Patrick Schafstein - Bass
Marcelo Costa - Drums



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Outset"


Courtney Love: Parei com drogas e transei como um coelhoCourtney Love
"Parei com drogas e transei como um coelho"

Simplicidade é para os falsos: o nome de banda mais complicado do mundoSimplicidade é para os falsos
O nome de banda mais complicado do mundo


Sobre Thalles Magno

Tenho 19 anos, sou dono de dois Blogs relacionados ao Metal (Death e Thrash Metal / Conquerors Of Brazil). Sempre procuro estar informado sobre o que há de melhor na cena brasileira e colaboro como posso para que ela cresça ainda mais.

Mais matérias de Thalles Magno no Whiplash.Net.