At Libitum: Vocal feminino com drive em Heavy Metal mexicano

Resenha - Take it or Leave It - At Libitum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Willba Dissidente
Enviar Correções  

8


Formada em Oaxaca de Juarez, capital do estado de Oaxaca em 2006, foi somente em 2011 que a banda AT LIBITUM estreou fonograficamente (com três músicas na coletânea "Steel Jaguar"). Dois anos depois, o grupo, que conta com a diferencial vocalista Firequeen e os leads criativos dos guitarristas Ebed e Vik, chega a "Take It Or Leave It", seu primeiro EP. O que se ouve aqui é continuação exata do trabalho anterior: o peso que varia do Speed Metal à cadencia do Hard'n'Heavy, como praticado em meados da década de 1980, com a maioria das músicas em inglês e algumas em castelhano. Mais do que entreter puristas, o AT LIBITUM consegue manter uma proposta que busca todas as influências da época de gênese do Heavy Metal, retirando as que não combinam com seu som, para assim forjar sua identidade e relevância para a cena.

Legião Urbana: O dia em que Renato calou a plateia do Programa LivreDavid Bowie: a última foto pública e a última foto privada

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O estado de Oaxaca tem se destacado no México por ser a terra originária da maioria das mais promissoras bandas de nosso país irmão na América do Norte. Estando na vanguarda desse "movimento", o AT LIBITUM abre seu primeiro EP solo já com os dois pés do baterista Paco-Blade a estourar o bumbo duplo de sua batera e também os dos ouvidos alheios. Junto segue a base de guitarra cavalgada "do jeito" para se bater cabeça. Até então, existem muitas bandas de Speed Metal que fazem isso, como o SAVAGE GRACE, não? Ai que entram os leads diferenciais dos guitarristas Vik e Ebed, algo como o BLIND GUARDIAN dos princípios. O que mais a banda oferece? Assim que o ouvinte é acometido pela voz de Firequeen, percebe-se a originalidade dos oaxaqueños (gentílico de Oaxaca). Ela não canta imitando a DORO Pesch, gutural ou lírico. Sua voz é extremamente afinada e durante todo o tempo possui um diferencial drive que faz seu timbre único. As notas rasgadas que saem ríspidas de seus pulmões de couro não desafinam e nem abusam das escalas altas. Completando as composições bem feitas, trabalhadas e lapidadas, "Take it or Leave it" possui aquelas paradinhas matadoras de bateria (de fato, o baterista preenche muito bem o som), bom trabalho de baixo e solos bem sacados; sejam dobrados ou individuais.

"Rock 'n' Roll Rebel" é a faixa com o baixo mais legal do disco e além disso os leads de guitarra tem um quê de Shred e Ebed também faz backing vocals legais para completar os curtos refrões. Assim como o HEXENBIEST, VOLTAX e outras bandas modernas de som old school mexicanas, o AT LIBITUM também separa umas músicas para serem cantadas no idioma espanhol em seu disco, "Encadanado" (acorrentado) é a primeira delas. Aqui a velocidade cai para o Hard'n'Heavy bem oitentista. "One More Night" volta o disco para idioma bretão, porém o mantem cadenciado, só que mais Heavy. Nesta, que é a faixa mais longa do álbum, encontramos interlúdios instrumentais de bom gosto entre os cantos, além de outro refrão "comunicativo" entre a vocalista e o guitarrista. Prova de esmero, ao final da canção o refrão é executado com a bateria em dumbo duplo e o vocal uma oitava acima e depois solfejado. "Rock,Rock" é um Heavy Metal direto em castelhano com as paradinhas mortais e a melhor performance vocal de Firequeen, além dos solos de guitarra mais loucos do disco. Seria o encerramento do álbum, se não fosse a faixa "Darkness Warriors", uma pancadaria beirando o Speed Metal, cuja versão de estúdio se encontra no registro anterior. Acabando no canto pós-solo (algo incomum), o tema mostra que Firequeen mantém seu drive vocal muito bem ao vivo. A gravação live acompanha a ótima produção em estúdio. A diferença, é o que disco foi gravado no esquema usual de uma guitarra fazendo a base o tempo todo e os solos, leads etc entrando à posteriore em abas separadas. Ao vivo, podemos ouvir o trabalho das duas guitarras o tempo todo, o que torna o EP muito mais agradável de se ouvir.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Embalando a mídia em CD-R impressa, "Take or Leave it" vem em papel cartão com os nomes das músicas, músicos e poucas informações, sem letras, fotos e demais. Existe uma outra versão do EP lançada em disputadíssimas 50 cópias em K7 que acompanha encarte de várias páginas no formato folder com todo aquele capricho que não pode sair na versão em cd. Quem se interessar em adquiri o material, ou camisetas, blusas, patchs e bottons, deve contatar o AT LIBITUM pelo facebook.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não podemos deixar de notar, também, a semelhança da arte de capa com o single "Rompendo o Silêncio" do CENTURIAS. Nossos guerreiros tupiniquins também usaram uma parede de metal sendo rompida como arte no trabalho fonográfico que lançaram meses depois do AT LIBITUM. Coincidência maior: os dois cd's vindo em embalagem de papel cartão!!! E como nota de rodapé, os dois registros resenhados por este que vos escreve.

Encerrando, o AT LIBITUM não reinventa a roda com seu som e seu trabalho presente é a continuação exata do que vinham fazendo anteriormente. Tem muitos méritos por saberem como usar as influências de GRIM REAPER, ACID, ACCEPT, TOKYO BLADE e outros para compor algo que seja identitário deles dentro da sempre competente cena mexicana de Rock pesado. "Take or Leave It" (Tómeló o Déjelo), pode ser traduzido como "É pegar ou Largar". Quem curte Heavy Metal dos primórdios tem em mãos um disco para pegar e não mais largar!

AT LIBITUM:

Firequeen - Vocals
Ebed Sentinel - guitarras e backing vocals
Vik - guitarras
Twisted Fingers - baixo
Paco-Blade - bateria e backing vocals

De acordo com o facebook do AT LIBITUM, o baixista atual se chama Iron Fingers.

Discografia:

Steel Jaguar (participação em coletânea, 2011)
Take It Or Leave it (EP, 2013)

"Take it or Leave It" - 2013 - 26:27 - independente - importado.

01 . Take it or Leave it (04:10)
02 . Rock'n'Roll Rebel (04:07)
03 . Encadenado (05:05)
04 . One More Night (05:40)
05 . Rock, Rock (03:54)
06 . Darkness Warriors (bônus ao vivo) (03:28)

Sites relacionados (em inglês / castelhano):

https://www.facebook.com/pages/At-libitum/313632351985569?fr...
https://www.myspace.com/atlibitumband
https://soundcloud.com/martinlocalypse/sets/at-libitum
https://www.youtube.com/channel/UC3eRt-VD8EUkYeuew0gosSQ




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Legião Urbana: O dia em que Renato calou a plateia do Programa LivreLegião Urbana
O dia em que Renato calou a plateia do Programa Livre

David Bowie: a última foto pública e a última foto privadaDavid Bowie
A última foto pública e a última foto privada


Sobre Willba Dissidente

Willba Dissidente é fã das bandas de hard rock dos anos 70 e 80 e de metal oitentista dos mais variados países. Quem quiser saber mais deve acessar seu canal no youtube. Obrigado! Stay Hard (True As Steel)!

Mais matérias de Willba Dissidente no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280