Deep Purple: 30 anos do último disco ótimo da banda

Resenha - Perfect Strangers - Deep Purple

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: IgorMiranda.com.br
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O fim do Deep Purple em 1976 foi natural. Com apenas Jon Lord e Ian Paice da formação clássica, o grupo deidiu encerrar as atividades. Apenas um projeto dos ex-integrantes deu certo de imediato: o Rainbow, de Ritchie Blackmore. Os demais, com exceção do futuro Whitesnake de David Coverdale, vocalista entre 1974 e 1976, conviveram com um parcial ostracismo.
1024 acessosDeep Purple: Anunciada uma nova coletânea da banda5000 acessosRock And Roll: últimas fotos em vida de músicos famosos

Oito anos depois do fim, era hora de recomeçar. O Deep Purple, enfim, retomou as atividades com sua formação clássica, a Mark II, composta por Ian Gillan, Ritchie Blackmore, Jon Lord, Roger Glover e Ian Paice. Tudo o que os fãs esperavam. Mas o mercado da música havia mudado um pouco. No rock, o órgão Hammond deu lugar aos sintetizadores e as magras Fender Stratocaster cederam espaço às robustas guitarras com Floyd Rose, só para dar dois exemplos. O Purple teria espaço nesse novo momento?

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Com certeza. Mas o conceito artístico da banda foi além. Os integrantes sabiam que uma reunião não se sustentaria por si só. Era necessário apresentar um bom trabalho de retorno. Canções que justificassem o motivo pelo qual cinco grandes músicos voltariam a trabalhar juntos. Eles conseguiram. "Perfect Strangers", que hoje completa 30 anos de lançamento, persiste como um álbum definitivo na história do rock pesado.

"Perfect Strangers" foi um sucesso não apenas entre os fãs, mas também fez com que o Deep Purple voltasse a ser uma atração rentável. O trabalho conseguiu disco de platina nos Estados Unidos e no Canadá, e ouro na Alemanha, no Reino Unido e na Argentina. A turnê de divulgação foi tão requisitada que a banda precisou adicionar dezenas de datas adicionais para a parte estadunidense da excursão, que foi a segunda mais rentável de 1985 - só perdeu para a de Bruce Springsteen.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Para se reinventar, o Deep Purple aproveitou a genialidade e a espontaneidade dos anos 1970 e aliou tais definições ao frescor e às inovações sonoras da década de 1980. Sem soar desfigurado, o quinteto conseguiu um híbrido entre a modernidade (da época) e a própria identidade. Cada músico estava no auge de suas habilidades, o que favorece ainda mais a experiência de escutar "Perfect Strangers", um disco poderoso e charmoso. E, certamente, o último realmente ótimo da banda.

Leia o faixa-a-faixa completo no link:
http://www.igormiranda.com.br/2014/09/30-anos-de-perfect-str...

Deep Purple: "Perfect Strangers"
Lançado em 16 de setembro de 1984

Ian Gillan (vocal)
Ritchie Blackmore (guitarra)
Jon Lord (órgão, teclados)
Roger Glover (baixo)
Ian Paice (bateria)

1. Knocking At Your Back Door
2. Under The Gun
3. Nobody's Home
4. Mean Streak
5. Perfect Strangers
6. A Gypsy's Kiss
7. Wasted Sunsets
8. Hungry Daze
9. Not Responsible (bônus de CD/cassete)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Perfect Strangers - Deep Purple

5000 acessosTradução - Perfect Strangers - Deep Purple

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 16 de setembro de 2014

Kerry KingKerry King
O Deep Purple influenciou mais o Thrash que o Black Sabbath

1024 acessosDeep Purple: Anunciada uma nova coletânea da banda999 acessosDeep Purple: Ian Gillan, uma das vozes extraordinárias1100 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Deep Purple"

Deep PurpleDeep Purple
Os álbuns da banda, do pior para o melhor

Black SabbathBlack Sabbath
Ian Gillan relembra o clássico "Born Again"

Deep PurpleDeep Purple
"Sempre soubemos que venceríamos sem Gillan", revela Hughes

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Deep Purple"

Rock And RollRock And Roll
Últimas fotos em vida de músicos famosos

SlipknotSlipknot
Mick Thomson esfaqueado em briga com irmão

SepulturaSepultura
Os discos que mudaram a vida de Andreas Kisser

5000 acessosRatos de Porão x Iron Maiden: resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson5000 acessosMr Catra: Uma lista das suas maiores influências no rock (vídeo)5000 acessosMetallica: Ulrich comenta sobre seu maior erro5000 acessosMetallica: banda só levou ferro com o festival Orion Music + More4495 acessosCavalera Conspiracy: "não vivemos do passado", diz Iggor5000 acessosSom ruim, fezes e urina: Um brinde à farsa de Woodstock

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online